hanna thame fisioterapia animal
prefeitura ilheus livros do thame

Estado terá mais de 5 mil quilômetros de estradas recuperadas até o fim do ano

estrada 1A Bahia vai alcançar a marca de mais de cinco mil quilômetros de estradas em recuperação até o fim de 2018. Além das obras feitas nos últimos três anos, em 1,3 mil quilômetros, a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) vai ampliar as intervenções estruturantes no estado. Aliada a esta ação está em execução a primeira parte do Programa de Restauração e Manutenção de Rodovias estrada 2Estaduais (Premar II).

A primeira etapa do Premar II está recuperando 1.668,02 quilômetros, com investimentos de R$ 310 milhões do Banco Mundial. O benefício alcança cerca de dois milhões de habitantes em mais de 50 cidades. Além da pavimentação, o contrato prevê a realização de serviços de manutenção durante cinco anos. Entre os trechos em andamento estão a BA-210, entre Juazeiro e Paulo Afonso, BA-172, Jaborandi e São Félix do Coribe e o Anel da Soja, no oeste baiano. Uma segunda parte do programa, que responde por outros dois mil quilômetros, aguarda que o governo federal libere o empréstimo feito junto ao Banco Europeu.

“Apesar de todas as dificuldades que estamos enfrentando, inclusive de boicote do governo federal, o Governo da Bahia está executando um amplo programa de recuperação de estradas para melhorar as condições de tráfego das rodovias baianas. Sabemos a importância que estradas em boas condições representa para a economia dos municípios e, principalmente, para a população interiorana. Continuaremos trabalhando com empenho para ampliar, cada vez mais, o número de estradas totalmente recuperadas e pavimentadas em nosso Estado”, afirma o governador Rui Costa.

As melhorias nas estradas contribuem para levar desenvolvimento para o interior baiano. “Além do Premar, temos um cronograma com outros investimentos, como a PPP [Parceria público-privada] que prevê a recuperação do Sistema BA-052, que envolve a Estrada do Feijão, o trecho entre Xique-Xique e Barra, e a construção de ponte sobre o Rio São Francisco”, ressalta o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti.

+| Leia a matéria completa »

“Saúde Financeira” é tema da palestra de Mariana Benedito no Instituto Teles

Mariana Benedito.foto 2O Instituto Teles Saúde e Bem-estar, sediado de Itabuna, promove na noite desta  segunda-feira, dia 21, mais um ciclo de palestras sobre saúde física e mental. O tema é “Saúde Financeira e as crenças limitadoras no fluxo da Abundância”, ministrada pela psicanalista em formação, Mariana Benedito. O Instituto, instalado na rua Ruffo Galvão, é dirigido pelos fisioterapeutas Roberta e Daniel Teles.

“Vamos conversar sobre o que são crenças limitadoras, os paradigmas de abundância e escassez, de onde nascem as crenças; buscando a auto-observação e a reflexão, que são o pontapé para a mudança na percepção do dinheiro”, afirmou Mariana. A palestra, que está prevista para as 19 horas, é gratuita.

Itabunense, Mariana Benedito tem MBA Executivo em Negócios e pós-graduação em Administração Mercadológica. Administradora de Empresas, graduada pela Universidade Estadual de Santa Cruz, é mediadora de Grupo de Meditação, palestrante motivacional, mestre de cerimônia, colunista comportamental e consultora de projetos nas áreas de Inovação, Turismo, Comunicação e Meio Ambiente.

Rui Costa inaugura ampliação do Hospital Prado Valadares em Jequié

hospital

Com investimentos de R$ 38 milhões, o Hospital Geral Prado Valadares foi ampliado e ganhou estrutura para dobrar o atendimento médico à população da região de Jequié. A inauguração das novas alas da unidade hospitalar será realizada nesta segunda-feira (21), às 8 horas, com uma visita guiada à imprensa pelo governador Rui Costa.

Construído anexo ao hospital, na rua São Cristóvão, centro da cidade, o novo prédio de 6 mil m² dobrou também o tamanho da área construída para o HGPV. Agora serão 276 leitos, 6 consultórios, 4 enfermarias e 6 salas de cirurgias para atender toda a região formada por 600 mil habitantes de 27 municípios.

Após a visita guiada, haverá o descerramento da placa comemorativa e será realizada uma coletiva de imprensa com o governador Rui Costa.

MPF cobra ações para localizar desaparecidos na Guerrilha do Araguaia

araguaiaO Ministério Público Federal no Amapá (MPF-AP) requisitou informações ao governo estadual sobre a localização de desaparecidos políticos durante a Guerrilha do Araguaia. Desde 2017, a Comissão Estadual da Verdade (CEV) recomendou, por meio de seu relatório final, que o governo se empenhasse na busca por desaparecidos políticos. O estudo apontou como possível paradeiro das vítimas a vila de Clevelândia do Norte, em Oiapoque, distante 600 quilômetros da capital Macapá.

A Guerrilha do Araguaia foi um movimento de resistência ao regime militar na região amazônica brasileira, no final da década de 1960 e na primeira metade da década de 1970. Segundo o Relatório Final da CEV, ela “foi severamente combatida pelas Forças Armadas, a partir de 1972”. Cerca de 10 mil militares atuaram em campanhas e operações de inteligência para desarticular a iniciativa. “As perseguições aos militantes culminaram na morte e no desaparecimento de dezenas pessoas, entre elas guerrilheiros, camponeses da região e militares, em circunstâncias ainda não devidamente esclarecidas”, conforme o texto.

+| Leia a matéria completa »

Governo do Estado promove maratona hacker com 72 horas de duração na Campus Party

hac 2Desenvolvimento de soluções tecnológicas para problemas no campo da Economia Criativa são propostas que integram o Desafios Bahia Hackathon, iniciativa do Governo do Estado, que pelo segundo ano consecutivo faz parte da programação da Campus Party Bahia (CPBA). O tempo aproximado que deve ser empenhado no desenvolvimento das soluções é de 72 horas.

O termo hackathon é uma junção das palavras em inglês marathon (maratona) e hacker – indivíduo que se dedica, com intensidade incomum, a conhecer e modificar os aspectos mais internos de dispositivos, programas e redes de computadores. A estratégia tem sido aplicada por diversas esferas governamentais e empresas em todo o mundo com o intuito de achar soluções criativas para os grandes problemas que afligem populações em torno do mundo.

hac 3Gestor da Campus Party, no âmbito da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação(Secti), Sócrates Santana, lembra que “esse é um instrumento que vem sendo utilizado pelo Governo para estimular que os jovens encontrem soluções sustentáveis que possam ser utilizadas por toda a população”.

Focando na Economia Criativa como propulsora do desenvolvimento econômico e social, as soluções serão avaliadas por especialistas, que considerarão critérios como o interesse público e impacto social; viabilidade técnica; e inovação. Os responsáveis por criar os projetos são jovens talentos que atuam nos segmentos de Tecnologia da Informação (TI), Turismo, Arte e Cultura, Gestão de Projetos e Design. As soluções devem estar ligadas a dois subtemas: ‘Turismo na Baía de Todos-os-Santos’ e ‘Rede de Serviços Culturais’.

+| Leia a matéria completa »

Teolândia tem convênios para agricultura familiar e ações na área de saúde

teo 2A população de Teolândia, no Sul baiano, comemorou importantes reforços nas áreas da saúde e agricultura familiar, neste sábado (19). Em visita ao município, o governador Rui Costa entregou obras, anunciou convênio com a prefeitura para aquisição de um veículo e equipamentos para fortalecer a agricultura familiar da região.

teo 4“Nós precisamos fortalecer a agricultura familiar na Bahia. A Bahia é um estado grande, de vocação agrícola, mas que ainda compra muitos produtos de outros estados, então, se a gente quer uma economia mais forte, nosso povo precisa produzir mais, com uma qualidade maior, e por isso nós estamos determinados a apoiar as cooperativas e associações pro povo produzir cada vez mais, ganhando seu sustento, fortalecendo o comércio e a economia da região”, afirmou o governador.

Foi anunciada também a contratualização de serviço ambulatorial, de média complexidade e de cirurgias eletivas para o Hospital Municipal de Teolândia, que passará por reforma completa. A unidade irá contar com 89 leitos para internações e terá capacidade para realizar 499 procedimentos ambulatoriais por mês. ”Nós vamos ajudar no custeio o hospital e vamos ajudar com equipamentos”, conta Rui.

teo 3

O repasse para o hospital será de mais de R$ 600 mil anuais. Com o aumento no número de cirurgias eletivas, 40 procedimentos serão realizados por mês, o correspondente a 480 por ano. Para o aposentado André Sabino, os novos serviços oferecidos irão mudar a cara do município. “A gente realmente precisa de mais opções de atendimento para não termos que pegar a estrada num situação de necessidade. Esperamos essa boa notícia há bastante tempo e estamos muito felizes”.

+| Leia a matéria completa »

Desemprego cresce e já atinge quase um terço dos jovens brasileiros

desDo Estadão: Desde o início de 2016, a desocupação entre os brasileiros de 18 a 24 anos não fica abaixo da casa dos 24%. E, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do IBGE, essa taxa vem até aumentando: passou de 25% no final de 2017 para 28,1% no primeiro trimestre deste ano. Com a recuperação tímida da economia, o desemprego ainda resiste e deixa marcas nos “filhos da crise” – a geração que chegou ao mercado quando as oportunidades de trabalho tinham sumido.

No fim do ano passado, eram 4 milhões os jovens em todo o País que estavam sem uma ocupação. O número de ocupados como informais também cresceu mais entre esses brasileiros do que nas demais faixas etárias nos anos recentes, de acordo com análise da consultoria LCA a partir dos dados da Pnad.

 Com pouca experiência, esses jovens muitas vezes foram empurrados para o mercado de trabalho mais cedo, quando o desemprego atingiu os chefes de domicílio. A taxa de desocupação entre os principais responsáveis pela família mais que dobrou entre o quarto trimestre de 2012, primeiro ano da Pnad, e o fim do ano passado, indo de 3,5% para 7,4%, diz o economista Sérgio Firpo, do Insper.

Atlas Solar da Bahia é lançado durante a Campus Party

at 2O estado com maior capacidade de geração de energia fotovoltaica do Brasil é a Bahia. A fim de apresentar o mapeamento e análise do potencial em todo o território estadual, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti), lançou, na tarde deste sábado (19), o Atlas Solar da Bahia. O lançamento aconteceu dentro da programação da Campus Party (CPBA2), na Arena Fonte Nova, em Salvador, e contou com a presença de diversas autoridades.

“Energia solar é um assunto muito ligado à inovação e hoje estamos lançando esse Atlas que deve atrair muitos empresas da Bahia para o setor”, lembra o titular da Secti, Rodrigo Hita.

at 1

A publicação, que foi feita em parceria com a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), visa ainda ser instrumento de orientação para empresários e investidores interessados em aplicar recursos no segmento de energia solar, na Bahia. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o estado possui 443.920 quilowatts (kW) de capacidade instalada, o que representa um potencial para fornecer eletricidade para 400 mil residências.

+| Leia a matéria completa »

Artes & Artistas

jur 1

Juraci Masiero Pozzobon

Clóvis Péscio, arte ao ar livre

jur 4

Na cidade de Santo Antônio da Posse, SP, nasceu Clóvis Péscio. Com formação em artes a mais de 50 anos, estudou na faculdade de Belas Artes de SP, tem orgulho de seus mestres foi adepto de participações de salões e amostras. Faz publicações numa revista como “Dicas do mestre”.

jur 3

Clóvis Péscio presenteia para o apreciador, suas pinturas com uma leitura ruralista, montanhas, rios onde famílias simples vivem uma vida requintada de pureza. Ele marca com esmero os temas que por ele faz questão de pintá-los ao ar livre como dizem  os franceses “Plein air” assim faziam os impressionistas. Clóvis doa a sua jornada visual que se caracteriza a valorização das paisagens interioranas. Imagens essas com carros de bois, charretes com cavalos que atravessam pontes e rios, velhinhos com sua simplicidade na ativa contando as horas para tragar seus charutos de palha.

jur 2

Clóvis Péscio demonstra em seu trabalho nítido e essencial um visual com luzes do dia, do sol, sombras visíveis das nuvens, do verde claro, escuro das plantas, de caminhar do caboclo e do fundo das casas, as águas dos rios parecem fazer balançar correnteza e a frescor das sombras parecem refrescar a alma. É o simples que dá o refinamento da vida no interior.

Cada obra de Clóvis é uma demanda, um novo recomeço, tudo por onde passa é registrado com paixão, um olhar biônico para o real e harmonia com o mundo da imaginação.

————–

 

juraci mazieroJuraci Masiero Pozzobon, Bacharel em Artes plásticas na UNIC – Cuiabá, Graduada em Ensino da Arte pela FASIPE e Arte Terapia pela Cândido Mendes, RJ. Doutoranda em Epistemologia e História da Ciência pela Instituição Iesla/UNTREF – Buenos Aires, Argentina.

 

Juninho Espoliano, em “Entrevista de Emprego”

Com pena não! ComPaixão!

 

Eulina Lavigne

 

eulina lavigneDurante muito tempo em minha vida sentia pena. Pena daqueles que eram de alguma forma descriminados, que por algum motivo sofriam ou entendia que eram injustiçados.

Até que a vida me ensinou que precisava trocar o sentimento de pena pelo sentimento de compaixão. A palavra compaixão deriva do latim compassio – ato de partilhar o sofrimento do outro, ou melhor, olhar para o outro com olhos amorosos. Olhar com os olhos do coração.

Aprendi que pena é um sentimento que retira do outro a sua dignidade. É como se nos colocássemos em uma posição superior àquele Ser que se encontra em situação vulnerável, e este seja incapaz de sair do lugar ou da situação em que se encontra.

Devemos sempre dignificar o outro para que se fortaleça e altere a sua situação. Só quem se encontra em uma situação que lhe enfraquece pode escolher sair dela a partir de um novo olhar sobre aquela situação. Não somos super-heróis e nem salvadores da pátria. Podemos sim ser agentes de mudança, trazendo um novo ritmo, um novo tom para o outro experimentar ou até uma nova dança. E o outro tem livre arbítrio para entrar ou sair da dança e se responsabilizar pela escolha que fizer.

E voltando a compaixão, esse olhar amoroso precisa ser um exercício diário e constante. O olhar compassivo cobra de nós paciência e persistência. Cobra também atenção e escuta para perceber o que há por traz de ações que desejam se perpetuar no Ser, e que os faz ficar paralisado quando precisaria agir.

+| Leia a matéria completa »

daniel CP

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
maio 2018
D S T Q Q S S
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031