hanna thame fisioterapia animal
prefeitura ilheus livros do thame

Teolândia tem convênios para agricultura familiar e ações na área de saúde

teo 2A população de Teolândia, no Sul baiano, comemorou importantes reforços nas áreas da saúde e agricultura familiar, neste sábado (19). Em visita ao município, o governador Rui Costa entregou obras, anunciou convênio com a prefeitura para aquisição de um veículo e equipamentos para fortalecer a agricultura familiar da região.

teo 4“Nós precisamos fortalecer a agricultura familiar na Bahia. A Bahia é um estado grande, de vocação agrícola, mas que ainda compra muitos produtos de outros estados, então, se a gente quer uma economia mais forte, nosso povo precisa produzir mais, com uma qualidade maior, e por isso nós estamos determinados a apoiar as cooperativas e associações pro povo produzir cada vez mais, ganhando seu sustento, fortalecendo o comércio e a economia da região”, afirmou o governador.

Foi anunciada também a contratualização de serviço ambulatorial, de média complexidade e de cirurgias eletivas para o Hospital Municipal de Teolândia, que passará por reforma completa. A unidade irá contar com 89 leitos para internações e terá capacidade para realizar 499 procedimentos ambulatoriais por mês. ”Nós vamos ajudar no custeio o hospital e vamos ajudar com equipamentos”, conta Rui.

teo 3

O repasse para o hospital será de mais de R$ 600 mil anuais. Com o aumento no número de cirurgias eletivas, 40 procedimentos serão realizados por mês, o correspondente a 480 por ano. Para o aposentado André Sabino, os novos serviços oferecidos irão mudar a cara do município. “A gente realmente precisa de mais opções de atendimento para não termos que pegar a estrada num situação de necessidade. Esperamos essa boa notícia há bastante tempo e estamos muito felizes”.

+| Leia a matéria completa »

Desemprego cresce e já atinge quase um terço dos jovens brasileiros

desDo Estadão: Desde o início de 2016, a desocupação entre os brasileiros de 18 a 24 anos não fica abaixo da casa dos 24%. E, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do IBGE, essa taxa vem até aumentando: passou de 25% no final de 2017 para 28,1% no primeiro trimestre deste ano. Com a recuperação tímida da economia, o desemprego ainda resiste e deixa marcas nos “filhos da crise” – a geração que chegou ao mercado quando as oportunidades de trabalho tinham sumido.

No fim do ano passado, eram 4 milhões os jovens em todo o País que estavam sem uma ocupação. O número de ocupados como informais também cresceu mais entre esses brasileiros do que nas demais faixas etárias nos anos recentes, de acordo com análise da consultoria LCA a partir dos dados da Pnad.

 Com pouca experiência, esses jovens muitas vezes foram empurrados para o mercado de trabalho mais cedo, quando o desemprego atingiu os chefes de domicílio. A taxa de desocupação entre os principais responsáveis pela família mais que dobrou entre o quarto trimestre de 2012, primeiro ano da Pnad, e o fim do ano passado, indo de 3,5% para 7,4%, diz o economista Sérgio Firpo, do Insper.

Atlas Solar da Bahia é lançado durante a Campus Party

at 2O estado com maior capacidade de geração de energia fotovoltaica do Brasil é a Bahia. A fim de apresentar o mapeamento e análise do potencial em todo o território estadual, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (Secti), lançou, na tarde deste sábado (19), o Atlas Solar da Bahia. O lançamento aconteceu dentro da programação da Campus Party (CPBA2), na Arena Fonte Nova, em Salvador, e contou com a presença de diversas autoridades.

“Energia solar é um assunto muito ligado à inovação e hoje estamos lançando esse Atlas que deve atrair muitos empresas da Bahia para o setor”, lembra o titular da Secti, Rodrigo Hita.

at 1

A publicação, que foi feita em parceria com a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), visa ainda ser instrumento de orientação para empresários e investidores interessados em aplicar recursos no segmento de energia solar, na Bahia. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o estado possui 443.920 quilowatts (kW) de capacidade instalada, o que representa um potencial para fornecer eletricidade para 400 mil residências.

+| Leia a matéria completa »

Artes & Artistas

jur 1

Juraci Masiero Pozzobon

Clóvis Péscio, arte ao ar livre

jur 4

Na cidade de Santo Antônio da Posse, SP, nasceu Clóvis Péscio. Com formação em artes a mais de 50 anos, estudou na faculdade de Belas Artes de SP, tem orgulho de seus mestres foi adepto de participações de salões e amostras. Faz publicações numa revista como “Dicas do mestre”.

jur 3

Clóvis Péscio presenteia para o apreciador, suas pinturas com uma leitura ruralista, montanhas, rios onde famílias simples vivem uma vida requintada de pureza. Ele marca com esmero os temas que por ele faz questão de pintá-los ao ar livre como dizem  os franceses “Plein air” assim faziam os impressionistas. Clóvis doa a sua jornada visual que se caracteriza a valorização das paisagens interioranas. Imagens essas com carros de bois, charretes com cavalos que atravessam pontes e rios, velhinhos com sua simplicidade na ativa contando as horas para tragar seus charutos de palha.

jur 2

Clóvis Péscio demonstra em seu trabalho nítido e essencial um visual com luzes do dia, do sol, sombras visíveis das nuvens, do verde claro, escuro das plantas, de caminhar do caboclo e do fundo das casas, as águas dos rios parecem fazer balançar correnteza e a frescor das sombras parecem refrescar a alma. É o simples que dá o refinamento da vida no interior.

Cada obra de Clóvis é uma demanda, um novo recomeço, tudo por onde passa é registrado com paixão, um olhar biônico para o real e harmonia com o mundo da imaginação.

————–

 

juraci mazieroJuraci Masiero Pozzobon, Bacharel em Artes plásticas na UNIC – Cuiabá, Graduada em Ensino da Arte pela FASIPE e Arte Terapia pela Cândido Mendes, RJ. Doutoranda em Epistemologia e História da Ciência pela Instituição Iesla/UNTREF – Buenos Aires, Argentina.

 

Juninho Espoliano, em “Entrevista de Emprego”

Com pena não! ComPaixão!

 

Eulina Lavigne

 

eulina lavigneDurante muito tempo em minha vida sentia pena. Pena daqueles que eram de alguma forma descriminados, que por algum motivo sofriam ou entendia que eram injustiçados.

Até que a vida me ensinou que precisava trocar o sentimento de pena pelo sentimento de compaixão. A palavra compaixão deriva do latim compassio – ato de partilhar o sofrimento do outro, ou melhor, olhar para o outro com olhos amorosos. Olhar com os olhos do coração.

Aprendi que pena é um sentimento que retira do outro a sua dignidade. É como se nos colocássemos em uma posição superior àquele Ser que se encontra em situação vulnerável, e este seja incapaz de sair do lugar ou da situação em que se encontra.

Devemos sempre dignificar o outro para que se fortaleça e altere a sua situação. Só quem se encontra em uma situação que lhe enfraquece pode escolher sair dela a partir de um novo olhar sobre aquela situação. Não somos super-heróis e nem salvadores da pátria. Podemos sim ser agentes de mudança, trazendo um novo ritmo, um novo tom para o outro experimentar ou até uma nova dança. E o outro tem livre arbítrio para entrar ou sair da dança e se responsabilizar pela escolha que fizer.

E voltando a compaixão, esse olhar amoroso precisa ser um exercício diário e constante. O olhar compassivo cobra de nós paciência e persistência. Cobra também atenção e escuta para perceber o que há por traz de ações que desejam se perpetuar no Ser, e que os faz ficar paralisado quando precisaria agir.

+| Leia a matéria completa »

daniel CP

Castração: Mitos e Verdades

Dra. Hannah Thame

 HT 2 (2)Ao adquirir um animal de estimação é comum surgirem dúvidas por parte de seus tutores. Entre os principais questionamentos está o dilema da castração. Bem, castração é a uma das respostas que dou para várias perguntas que me fazem sobre cães e gatos.

– O que fazer para que o meu cão/gato não tenha crias indiscriminadamente?
– Como posso diminuir o risco do meu bichano contrair doenças?
– O que fazer para meu cão/gato deixar de ser territorialista?

– Como deixa-los mais tranquilos dentro de casa?

A castração não é a única resposta, mas é uma solução bastante eficaz. O procedimento consiste na remoção dos testículos, em machos, e do útero e ovários, em fêmeas. Pode ser realizado em animais ainda filhotes, a partir de quatro meses de idade, sem que haja interferência em seu desenvolvimento. Para definir qual o melhor momento é necessário que seja feito um acompanhamento por um profissional capacitado, sendo imprescindível a avaliação do Médico Veterinário.

ernesto geladeiraCom relação aos mitos, será que a castração engorda? De fato, após a castração ocorrem alterações hormonais que levam a mudanças no organismo. Pode ocorrer uma diminuição do gasto de energia e uma menor capacidade de controle da saciedade. Caso o animal tenha um estilo de vida sedentário (falta de caminhadas e brincadeiras) e haja predisposição genética para ganho de peso, facilmente podem se tornar obesos. Sendo assim, são necessários cuidados especiais com a alimentação para que efeitos indesejáveis não se sobreponham aos ganhos à saúde.

A castração deixa o animal apático? Voltamos então à questão da obesidade. Caso o animal venha a adquirir muito peso, poderá cansar-se facilmente e não terá a mesma disposição. Logo, vale reforçar a questão dos cuidados com alimentação de um animal castrado.

A castração é um ato de crueldade? Não! É uma cirurgia simples e com pós-operatório tranquilo, especialmente em animais jovens e sem histórico de doenças.

Só se deve castrar a fêmea após o primeiro cio? Ao contrário do que imaginam a cadela não fica “triste” por não ter tido filhotes. Essa é uma característica humana que não se aplica aos animais. Estudos afirmam que a incidência de câncer de mama diminui em 95% em fêmeas castradas antes do primeiro cio.

A castração resolve todos os problemas de temperamento canino? Não! A castração não substitui a socialização ou o adestramento, apenas os complementa.

Enfim, se você adotou, resgatou, ou até mesmo comprou um animal de estimação, e tem receio de castrá-lo, saiba que a castração é um ato de amor e cuidado com ele e de comprometimento com a causa animal.

 

(*) A Dra. Hannah Thame é Médica Veterinária e Mestre em Ciência Animal com ênfase em Sanidade Animal pela Universidade Estadual de Santa Cruz

SUS: 30 anos de resistência e contra-hegemonia

 

Paulo Capel

paulo capel“Mais um natimorto“, ouvi de um colega quando foi anunciada a criação do Sistema Único de Saúde (SUS) pela Assembleia Nacional Constituinte naquela longínqua terça-feira de 1988. Em 17 de maio, há 30 anos, na 267 ª Sessão da Assembleia, os constituintes de 1988 tomaram a decisão de criar o SUS. Um acordo histórico com o ‘centrão’, um bloco parlamentar conservador que hegemonizou a Assembleia Constituinte, viabilizou politicamente a proposta e o sistema foi criado. Foram 472 votos favoráveis, 9 contrários e 6 abstenções 1.

Mas esta vitória esmagadora, considerando os números da votação, é uma aparência cuja essência revela outra coisa. O “natimorto” a que se referia meu colega tinha origem no modo como a criação do SUS havia sido resolvida entre deputados federais e senadores constituintes, e recuperava o qualificativo empregado por Carlos Gentile de Mello para se referir ao PREV-SAÚDE – uma tentativa de, ainda no regime da ditadura civil-militar imposta ao País em 1964, juntar recursos dos ministérios da Previdência e da Saúde para criar um Programa Nacional de Serviços Básicos de Saúde, proposto em 1980 pela 7ª Conferência Nacional de Saúde (CNS)2. Fustigado pelo setor privado de saúde desde a designação de um grupo interministerial com essa finalidade, o PREV-SAÚDE não resistiu: deu em nada após conhecer pelo menos três versões que chegaram ao público. “Foi um natimorto“, disse Gentile.

+| Leia a matéria completa »

Em Jequié, Rui realiza entregas para 27 municípios

Além do novo Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié, o governador Rui Costa realiza uma série de entregas para outros 27 municípios na próxima segunda-feira (21). Entre elas, 16 ambulâncias vão beneficiar a população de Almadina, Arataca, Barra do Rocha, Brejões, Caetanos, Canavieiras, Coaraci, Gandu, Itaju do Colônia, Itapitanga, Itaquara, Jequié, Manoel Vitorino, Nova Canaã, Planaltino e Ubaitaba. O Novo Hospital Geral Prado Valadares também receberá uma ambulância e uma van para transporte de pacientes.

Ainda em Jequié, o governador entrega 11 veículos para a Polícia Militar e 19 equipamentos de saúde para 13 municípios, sendo 12 kits odontológicos, 4 aparelhos de raio x, carro de emergência, eletrocardiógrafo e kit sala estabilização. O evento ocorrerá às 9h, no Hospital Prado Valadares, localizado na Rua São Cristóvão, no centro de Jequié.

O silêncio dos indecentes

Diversão e solidariedade se unem no Jequié Fest

leoAs “santinhas” e os apaixonados de Jequié e região já têm um encontro marcado neste domingo (20): a primeira edição do Jequié Fest,  promovido pelas Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA). A renda da festa será revertida para a conclusão de um Centro de Equoterapia, que vai atender crianças deficientes a partir de 2 anos. O evento vai reunir, no Parque de Exposições de Jequié, a sensação da Bahia, Léo Santana, a revelação do sertanejo, Felipe Araújo, e o forró do paraibano Ranniery Gomes. Será um domingo de muita dança e emoção para a “cidade do sol”. Os portões serão abertos a partir das 16h.

Sobre o Show

No seu quarto ano como cantor solo, Léo Santana só fez afirmar o que todo mundo já sabia, sua música e sua dança contagiam quem está por perto. E o público de Jequié vai conferir alguns dos maiores sucessos do artista, como “Santinha”, “Dia de Baile”, “Várias Novinhas” e “Vai dar PT”. Já o cantor goiano Felipe Araújo faz sua primeira apresentação na cidade e vai trazer seu romantismo sertanejo que tem feito sucesso por todo o Brasil. O paraibano Ranniery Gomes, também pela primeira vez na cidade, traz o seu forró para animar a festa.

Essa mistura de diversão e ‘fazer o bem’ no Jequié Fest promete agitar o público nesta primeira edição, que terá a opção de ingressos na Pista, Área Vip e Camarote (com open bar de cerveja, água e refrigerante).

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
maio 2018
D S T Q Q S S
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031