livros do thame

Archive for the ‘Notícias’ Category

Planserv orienta servidores interessados em solicitar inclusão como beneficiários

A expansão gradativa do número de clínicas, hospitais e laboratórios credenciados ao Planserv no interior do Estado, proporcionada pela concretização do Projeto Padrão Assistencial Planserv (PAP), está estimulando servidores públicos estaduais ativos e inativos, que vivem em municípios mais distantes da capital, a solicitar a inclusão no plano como beneficiários. A nova redistribuição das clínicas credenciadas à assistência estadual nos diferentes distritos sanitários de Salvador, por sua vez, também tem influenciado a inclusão de novos beneficiários na capital. Embora as informações sobre como proceder para solicitar a inclusão estejam acessíveis no site do Planserv (www.planserv.ba.gov.br), nos postos da rede SAC e por meio da Central de Relacionamento do Planserv (0800 56 60 66), alguns servidores interessados permanecem com dúvidas sobre como fazer isso.

O que todo servidor público precisa saber, basicamente, é que para aderir ao Planserv como titular ou solicitar a inclusão de dependentes e/ou agregados, é preciso preencher o Formulário de Movimentação Cadastral disponível nos postos Planserv da rede SAC e também no site do plano (na aba “Beneficiários”, seção “Formulários”). A este formulário devidamente preenchido, devem ser anexados documentos cuja relação também se encontra disponível no site, na aba “Beneficiários”, seção “Documentação para inclusão”.  A entrega desse material ao Planserv deve ser feita em uma das 30 unidades disponíveis no SAC.

Read the rest of this entry »

Ilhéus: filhotes de cães e gatos mortos jogados no muro do aeroporto

gatosA crueldade humana, a cada dia que passa, parece se agravar, mostrando uma faceta desprezível de muitas pessoas, seja com os seus semelhantes, ou com animais indefesos.

Prova disso foi uma cena digna de filme de terror, flagrada por uma moradora,  nas proximidades da cabeceira da pista do Aeroporto de Ilhéus.

No local, foram jogados filhotes de cães e gatos mortos, em meio ao lixo acumulado no local, causando espanto e comoção a quem passava.

Vale ressaltar que, de acordo com a lei federal 9.605/98 em seu artigo 32, quem praticar abusos, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos e exóticos, pode pegar pena de três meses a um ano de prisão, e pagamento de multa. Em caso de morte do animal, a pena pode ser aumentada. (lhéus 24horas)

Deu no New York Times

circo 1

“Envolvido em corrupção, Congresso brasileiro é circo que tem até seu próprio palhaço”

circo 2

Ah, mas o NYT é comprado pelo PT. Então tá…

Ilhéus abre a Semana Nacional de Museus

jorge

Com o tema “Museus e Paisagens Culturais”, foi aberta nesta segunda-feira, 16, a 14ª edição da Semana Nacional de Museus, no auditório Cid Gesteira, da Faculdade Madre Thaís (FMT).

O evento, em Ilhéus, é promovido pela Rede de Museus e Pontos de Memória do Sul da Bahia, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e o programa inclui palestras e minicursos.

A programação teve a palestra “Museu da Piedade: O Legado de Madre Thaís”, da professora Anarleide Menezes, gestora do Museu da Piedade; “Museus e Paisagens Culturais”, da Doutora Janaina Zito Losada, da Universidade Federal do Sul da Bahia.

As duas foram seguidas pelo minicurso “Patrimônio e Paisagens Culturais”, com o Paulo Sergio Bonfim, Mestre em Cultura e Turismo; “Chancela da Paisagem Cultural Brasileira”, do advogado Felipe Carvalho Martinez, especialista da UFBA.

Fechando a programação, houve aula sobre Direitos Culturais, com o doutor Ruy Póvoas.

Para a presidente da Rede de Museus, Maria Helena Tavares, é uma oportunidade de chamar a comunidade a refletir, discutir e trocar experiências sobre o tema proposto, que este ano reforça o papel sociocultural das instituições museais.

“Eles mostram seus contextos externos, expõem a necessidade da valorização das culturas e diversidade paisagística do país, que possui um mosaico de bens culturais”.

“Espaços que abrigam pessoas com diferentes heranças culturais e que trazem influências múltiplas em termos de arquitetura, culinária, costumes, vestimentas, falares, artes e outros”.

Wagner Moura: “o pior ainda está por vir”

 wagner moura

“Escrevi essa resposta-texto para jornalistas do Estado e da Zero Hora que queriam minha opinião sobre a extinção do Minc. O Zero Hora vai dar. O Estado se recusou: 

 A extinção do Minc é só a primeira demonstração de obscurantismo e ignorância dada por esse Governo ilegítimo. 

O pior ainda está por vir. 

Vem aí a pacoteira de desmonte de leis trabalhistas, a começar pela mudança de nossa definição de trabalho escravo, para a alegria do sorridente pato da FIESP, que pagou a conta do golpe. 

Começaram transformando a Secretaria de Direitos Humanos num puxadinho do Ministério da Justiça. 

Igualdade Racial e Secretaria da Mulher também: tudo será comandado pelo cara que no Governo Alckmin mandou descer a porrada nos estudantes que ocuparam as escolas e nos manifestantes de 2013. 

Sob sua gestão, a PM de São Paulo matou 61% a mais. 

Sabe tudo de direitos humanos o ex-advogado de Eduardo Cunha, o senhor Alexandre de Moraes. 

Mas claro, a faxina não estaria completa se não acabassem com o Ministério da Cultura, que segundo o genial entendimento dos golpistas, era um covil de artistas comunistas pagos pelo PT para dar opiniões políticas a seu favor (?!!!). 

Conseguiram difundir essa imbecilidade e ainda a ideia de que as leis de incentivo tiravam dinheiro de hospitais e escolas e que os impostos de brasileiros honestos sustentavam artistas vagabundos. 

Os pró-impeachment compraram rapidamente essa falácia conveniente e absurda sem ter a menor noção de como funcionam as leis (criadas no Governo Collor!) e da importância do Minc e do investimento em Cultura para o desenvolvimento de um país. É muito triste tudo. 

Ontem vi um post em que Silas Malafaia comemorava a extinção “do antro de esquerdopatas”, referindo-se ao Minc. Uma negócio tão ignóbil que não dá pra sentir nada além de tristeza. Predominou a desinformação, a desonestidade e o obscurantismo. 

Praticamente todos os filmes brasileiros produzidos de 93 para cá foram feitos graças à lei do Audiovisual. Como pensar que isso possa ter sido nocivo para o Brasil?! 

Como pensar que o país estará melhor sem a complexidade de um Ministério que cuidava de gerir e difundir todas as manifestações culturais brasileiras aqui e no exterior? 

Bradar contra o Minc e contra as leis (ao invés de contribuir com ideias para melhorá-las) é mais que ignorância, é má fé mesmo. 

E agora que a ordem é cortar gastos, o presidente que veio livrar o Brasil da corrupção e seu ministério de homens brancos, com sete novos ministros investigados pela Lava Jato, começa seu reinado varrendo a Cultura da esplanada dos Ministérios… Faz sentido. 

Os artistas foram mesmo das maiores forças de resistência ao golpe. Perdemos feio. 

Acabo de ler que vão acabar também com a TV Brasil. 

Ótimo. Pra que cultura? 

Posso ouvir os festejos nos gabinetes da Câmara, nos apartamentos chiques dos batedores de panela, na Igreja de Malafaia e na redação da Veja: 

“Acabamos com esse antro de artistazinhos comprados pelo PT! Estão pensando o que? Acabamos a mamata da esquerda caviar! Chega de frescura! Viva o Brasil!” 

Trevas amigo… E o pior ainda está por vir.”

Diário Oficial traz as nomeações para a Polícia Civil

O Governo da Bahia publicou no Diário Oficial, a relação com 639 aprovados no concurso da Polícia Civil. São 108 delegados, 55 escrivães e 476 investigadores de polícia.

O número ultrapassa as 600 vagas previstas em edital para convocação das três carreiras. Os novos servidores da Secretaria de Segurança Pública da Bahia começam a trabalhar ainda neste mês.

De acordo com a Secretaria da Administração do Estado, foram chamados 8 delegados e 76 investigadores a mais do que o previsto no edital.

Os aprovados deveriam ter sido nomeados antes, mas, com receio de punição, o governo teve que consultar o Tribunal de Contas do Estado, que referendou o processo.

ONG lança campanha de combate à violência contra panelas

ong pan(do Blog Sensacionalista)- A ONG Panelas Livres vai começar hoje uma campanha de combate à violência contras as panelas. De acordo com a Organização, que luta pelas panelas no mundo inteiro, a situação dos objetos no Brasil chegou  a um nível insustentável.

Depois de panelaços contra a presidente afastada Dilma Rousseff, o país teve novamente protestos com panelas batidas contra o presidente interino, Michel Temer. Logo após esse novo episódio, a ONG começou a sua mobilização e o outdoor ficou pronto hoje pela manhã.

“Temos observado casos de agressão a todo momento contra as panelas. Elas talvez sejam  única unanimidade no Brasil, já que apanham com o governo e com a oposição”, disse o diretor da ONG, Marcelo Firmino.

De acordo com ele, as panelas estão se sentindo inseguras. “Já vemos pequenas caçarolas que nascem nesse mundo hostil”. O sindicato das panelas, por sua vez, divulgou nota afirmando que seus integrantes não votaram em Dilma e nem em Temer e por isso merecem respeito. O documento traça um retrato sombrio da situação das panelas no país.

“Se você acha que a sua vida está difícil, imagina ser panela no Brasil”.

Nove governadores do Nordeste se reúnem discutir crise política

Os nove governadores do Nordeste estarão reunidos nesta quinta-feira, (19) em Maceió, Alagoas, para discutir a atual situação política e econômica do país. O objetivo da reunião, segundo o governador Rui Costa, que tomou a iniciativa de articular o encontro, é buscar o entendimento entre os nove governadores a fim de se estabelecer um posicionamento único sobre o processo político em curso no país.

rc policiaisSegundo Rui, o Estado da Bahia não pode tomar uma decisão isolada, tendo em vista um acordo estabelecido entre os governadores em 2014, segundo o qual, nos principais assuntos do país, os estados nordestinos iriam tomar uma posição conjunta.

“O Nordeste foi desprezado durante décadas, e só nos últimos anos nós vimos chegar universidades, investimentos educacionais, empregos, e o Nordeste não quer perder essa posição. E por isso há um sentimento dos governadores que nós devemos caminhar sempre juntos, em posição unificada, e nós vamos discutir essa posição agora, na quinta-feira”, afirmou Rui, durante a entrega de 118 viaturas à Polícia Militar de Salvador e Região Metropolitana, nesta segunda-feira.

“Eu vou defender que haja um posicionamento dos governadores a favor das eleições diretas, e que o povo possa escolher um governante que passe a ter a legitimidade das urnas para encaminhar mudanças constitucionais legais que o país precisa para sair da crise”, completou o governador baiano.

 

Pavimentação na BR 415 em Ferradas

Após seis meses e muitas reclamações por parte de motoristas, foram iniciadas das obras de recuperação da pavimentação do treco da rodovia BR 415 em Ferradas, Itabuna.

Os buracos estavam provocando quebras de veículos e aumentando os riscos de acidentes.

A recuperação da pista deve estar concluída até quarta-feira.

buracos 1

buracos 2

Itabuna poderá ter dessalinilização de água

dessalinizadorEmpresários itabunenses se reúnem nesta quarta-feira com dirigentes da Emasa, para discutir a crise no abastecimento de água, que também afeta o comércio e a indústria.

Além da escassez, desde janeiro a cidade vem recebendo água com elevados índices de salinidade, que é imprópria para o consumo e vem causando danos a equipamentos como maquinas de lavar, chuveiros, bombas, etc.

Uma das propostas e implantar um sistema de dessalinização,   muito comum em países que utilizam água do mar. Técnicos da Emasa avaliam que diante da situação, o custo entre 1 e 2 dólares por metro cúbico (mil litros) de água não chega a ser tão elevado.

A Emasa está elevando a  captação de água em Castelo Novo (que chega salgada às torneiras) de 350 para 550 metros cúbicos por segundo, com a aquisição de três novas bombas, adquiridas com recursos do Governo do Estado, no valor de R$ 750 mil.

Para quem consome até quatro metros cúbicos de água/mês, o acumulo na  conta para o consumidor ficaria em torno de 15 reais. Relativamente pouco para quem é obrigado a pagar até 80 reais por 10 mil litros de água doce de procedência duvidosa.

Advogado é preso em Itabuna por ligações com o Comando Vermelho

cverO advogado Anderson Sá de Oliveira, de 43 anos, foi preso em seu apartamento, hoje (16), no centro de Itabuna, por policiais civis que cumpriam mandado de prisão temporária expedido pela Justiça do estado do Rio de Janeiro. De acordo com a polícia, a prisão é parte da Operação Capitania, deflagrada na Bahia e no Rio de Janeiro, tendo como alvo o crime organizado.

Anderson deverá ser levado para uma cela especial no Presídio de Itabuna. O advogado pode ser transferido para o Rio de Janeiro. Ele é suspeito de integrar o Comando Vermelho, organização criminosa que atua em municípios fluminenses.

A suposta ligação de Anderson com a organização criminosa teria começado com a vinda, para Itabuna, de Luiz Carlos Gomes Jardim, conhecido por “Luiz Queimado”.

De acordo com o Ministério Público baiano, o criminoso chefia o tráfico em ao menos 12 comunidades da Região Metropolitana do Rio. Luiz Queimado fazia tratamento em um hospital de Itabuna. Conseguiu o benefício da prisão domiciliar no município sul-baiano, segundo informou o Portal G1, por causa do câncer.

O traficante, ainda segundo informações do MP, continuou a receber dinheiro da venda de drogas, repassado por seus comandados, enquanto esteve em Itabuna. (Do Pimenta)

Na crise, uma decisão tranquila de voltar ao Brasil

Alexander Birbrair

alex 1Decidi voltar ao Brasil. Alguns colegas me perguntaram: por que voltar para o Brasil numa época de “crise”, em vez de ficar aqui em Nova York, num dos institutos de pesquisa mais prestigiosos do mundo?

Tive um crescimento significativo na minha carreira e alcancei varios objetivos aqui, por isso tenho, sim, um carinho especial e sentimento de gratidão pelos Estados Unidos, mas nenhum lugar se compara ao Brasil. Por mais estranho que pareça, voltar foi uma decisão bastante fácil e lógica pra mim.

Vou tomar o exemplo de um jogador de futebol brasileiro jogando pela seleção de um outro país para tentar explicar o meu pensamento. Este jogador pode até se sentir realizado profissionalmente, mas na hora das vitórias, não ocorre aquela alegria no coração que decorre simplesmente da paixão pelo seu país. E vem o pensamento: seria muito melhor se essas vitórias fossem pelo meu país!

alex 2O Brasil é e sempre foi minha primeira opção. Se não desse certo eu montar o meu laboratório e continuar minhas pesquisas no Brasil, aí sim, analisaria a possibilidade de ficar nos Estados Unidos e abrir o meu laboratório aqui. Com o programa Ciência sem fronteiras, muitas pessoas saíram e têm a obrigacao de retornar ao Brasil, pois firmaram um acordo/vínculo. Este não é o meu caso. O meu salário aqui sempre foi pago inteiramente por instituições americanas e, como minha esposa tem cidadania americana, eu tenho greencard, o que me possibilitaria ficar aqui o tempo que eu quisesse. Assim, muitas pessoas com as quais conversei prefeririam ficar nos EUA e não concordam com a minha decisao.

No entanto, esta não é a primeira vez que eu faço uma escolha não muito convencional. Algo similar ocorreu quando escolhi o curso de graduação. Eu tive sorte; encontrei minha vocação cedo. Apesar de ter passado em medicina na primeira fase na Universidade Federal do Ceará (UFC), sem participar da segunda fase, eu decidi ir a uma universidade menor no interior da Bahia, Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) para fazer biomedicina devido á minha paixão pela ciência.

E acho que eu acertei na minha escolha, pois estou feliz com minha carreira. Eu amo o que faço. Da mesma forma que você precisa escolher um bom colchão já que passa um terço da sua vida nele, escolher bem a nossa profissão é até mais importante, pois os outros dois terços (às vezes até um pouco mais) passamos ocupados com ela.

Desde pequeno aprendi com os meus pais a acreditar e confiar fortemente em mim e nas minhas escolhas. Isto traz confiança em seguir o nosso coração e a nossa intuição, mesmo que isto nos leve às vezes a caminhos longe daqueles esperados; e isto é o que pode fazer toda a diferença. Eu acredito no meu taco e me responsabilizo por todas as minhas escolhas. Da mesma forma que escolhi a biomedicina em vez da medicina, e a pesquisa em vez de clinicar, escolher agora vir fazer ciência no Brasil em lugar de continuar fazendo ciência nos Estados Unidos pode não parecer uma opção muito atrativa para alguns, mas eu espero poder mostrar o contrário.

A ciência do Brasil, em minha opinião esta em um nível muito bom e crescendo cada vez mais: é um privilégio tentar participar desse crescimento. Conseguir seguir os passos de grandes cientistas brasileiros que já fazem ciência de altíssima qualidade no Brasil e se destacam mundialmente é o objetivo a ser alcançado.

Sempre sonhei poder conciliar ser cientista e professor universitário como meus pais fazem. Nos Estados Unidos, na maior parte dos grandes centros de pesquisa, os pesquisadores são somente cientistas. Isso poderia ser visto como uma vantagem, mas eu vejo vantagens em ser professor universitário e pesquisador. O meu pai sempre conta uma piada sobre dois professores que estão conversando e um diz pro outro: Você sabe, os meus alunos são tão fracos, mas tão fracos que até eu já entendi tudo e eles nada.

Bom, o que isso nos mostra, é que ensinar não é um ato somente de doação, pelo contrário nós recebemos muito em troca, às vezes até mais do que doamos. A cada palestra que eu dou, acabo aprendendo algo novo. Perguntas vindas dos ouvintes, e diferentes maneiras de preparar as palestras para diferentes tipos de ouvintes acabam me forçando a pensar mais naquilo que fazemos. Isso às vezes pode levar a novas descobertas. Assim, quanto mais o professor ensina, mais ele aprende e mais se aprofunda em seu próprio conhecimento. Por isso, vejo como uma vantagem o fato de no Brasil os pesquisadores também serem professores universitários. Além disso, a minha paixão pela ciência vem em parte desse contato com pesquisadores de verdade já muito cedo na época da graduação.

Nos Estados Unidos a vida profissional é bem intensa. Isto é muito bom, mas também traz desvantagens. Por exemplo, as reuniões de familia aqui ocorrem somente uma vez por ano no Thanksgiving; já no Brasil, a maior parte das famílias tem reuniões semanais ou pelo menos mensais. Isso pode fortalecer um profissional emocionalmente, o que o levará a render mais. Claro que há vantagens nos Estados Unidos, mas vejo muitas vantagens no Brasil também. Há muitos cientistas brasileiros renomados que admiro que têm publicado artigos nas melhores revistas científicas do mundo.

A principal diferença que vejo entre os Estados Unidos e o Brasil é no investimento que se faz em ciência. Acredito que se esse investimento fosse equivalente, o Brasil facilmente estaria na frente. Como as vantagens dos Estados Unidos são principalmente econômicas, isso pode ser mudado no Brasil investindo-se mais na ciência e nos cientistas que já estão no país fazendo trabalhos maravilhosos e publicando em revistas internacionais muito importantes em diversos campos da ciência.

Eu sempre sonhei em ser cientista e espero conseguir cada vez mais apoio para o progresso da ciência no Brasil, que já está em altíssimo nível. Pretendo trazer as coisas que aprendi nos Estados Unidos para o Brasil.

Infelizmente a maior parte dos meus contatos e colaboradores até agora eram dos Estados Unidos e da Europa, mas espero fazer vários contatos e formar colaborações firmes e frutíferas com pesquisadores brasileiros.

A melhor estratégia seria tentar manter os contatos que temos fora para ter apoio de qualquer coisa que necessitamos, como reagentes ou tecnologias que não haja ainda no Brasil. Além disso, descobrir maneiras de tentar trazer da forma mais eficiente reagentes/equipamentos para o Brasil é uma das prioridades. E também tentar implementar este intercâmbio que já ocorre em vários laboratórios brasileiros, de mandar pesquisadores do nosso laboratório pra fora, como também receber pesquisadores de fora no Brasil, para ter essa troca ativa de conhecimento. Acredito que os alunos brasileiros são de altíssima qualidade. E pelo menos o que eu tenho visto aqui fora, é que a maioria dos grandes cientistas trabalhando nos Estados Unidos sao estrangeiros, e grande parte destes são latinos, incluindo muitos brasileiros que brilham aonde chegam. Então, temos que valorizar isso. Ou seja, a formação no Brasil é boa sim, e isso tem que ser aproveitado.

Nos Estados Unidos há muitas parcerias entre empresas e universidades; eu fico muito contente de que isto esteja sendo implementado no Brasil também. Em todos os laboratórios pelos quais passei ou que conheci nos Estados Unidos, parte da verba do laboratório vinha de parcerias desse tipo.

Resumindo, espero em breve poder transferir todas as minhas pesquisas para a UFMG, que parece um lugar ideal para fazer este tipo de pesquisa. Estou super empolgado e cheio de energia para me doar a esse projeto.

No momento, estou planejando montar um grupo forte e buscar pessoas com alta motivação e potencial que queiram realmente avançar dentro da nossa área de pesquisa.

Os principais temas que vamos estudar são os seguintes:

– Estudo do microambiente celular do tumor, principalmente em tumores de próstata e mama.

– Estudo das funções do sistema nervoso periférico (autonômico e sensorial) afetando o funcionamento de células tronco como também de outros tipos celulares.

– Estudo da função dos pericitos e de células tronco em diversos processos patológicos nas doenças tropicais, como doença de Chagas, leishmaniose, etc.

– Estudo da biologia das células tronco de diversos tecidos incluindo SNC.

– Transplantes de células, tecidos e orgãos.

Os candidatos devem:

– ter experiência com biologia celular ou áreas afins.

– ser capazes de fazer parte de uma equipe multidisciplinar, pensar criticamente e de forma independente.

– dominar o inglês.

 

Os candidatos interessados podem enviar o currículo e uma pequena declaração descrevendo suas metas profissionais para birbrairlab@gmail.com.

 

Alexander Birbrair  é  formado em Biomedicina na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), com doutorado em Neurociencia pela Wake Forest University e pós-doutorado
em Biologia Celular no Albert Einsten School of Medicine de Nova York, (EUA)

 

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
maio 2016
D S T Q Q S S
« abr    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031