WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

outubro 2022
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  




Cooperativas da agricultura familiar baiana discutem sustentabilidade dos empreendimentos

Representantes de cerca de 40 cooperativas da agricultura familiar baiana participaram de oficina na capital baiana, para discutir a sustentabilidade das organizações.  O encontro, que contou com a participação de Assistentes Técnicos de Extensão Rural (ATER) e Assistentes Técnicos e Gerenciais (ATEG) dos empreendimentos, debateu sobre temas como: as possíveis prospecções para suas organizações produtivas e as possibilidades de atuação dos profissionais nos próximos anos.

Foram discutidos também os cenários futuros, sustentabilidade e desafios das organizações produtivas da agricultura familiar apoiadas por meio do Bahia Produtiva, realizada uma análise da estratégia de contratação pelas organizações produtivas dos técnicos de ATEG e ATER, um trabalho sobre corresponsabilidades na implementação da estratégia do projeto e o papel da assessoria técnica na construção da sustentabilidade dos empreendimentos.

A gerente-geral da Cooperativa agropecuária Mista regional de Irecê (Copirecê), Zene Vieira, lembrou que com os processos e treinamentos promovidos pelo Bahia Produtiva foi possível conquistar mercados. “Entramos nos mercados do Sul e do Sudeste do país. Isso foi de grande relevância para a cooperativa, pois podemos levar, principalmente, nosso Flocão de Milho, para os estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro”.

Para o gerente comercial da Cooperativa dos Cajucultores Familiares do Nordeste da Bahia (Cooperacaju), Murilo Nunes, além de agregar valor aos nossos cooperados e à base produtiva, o projeto agregou valor também à parte comercial. “A Cooperacaju conseguiu quadriplicar seu faturamento com as castanhas de caju e também acessar programas institucionais”.

Já para a presidente da Cooperativa de Serviços Sustentáveis da Bahia (Coopessba), Carine Assunção, o projeto melhorou tanto a produção quanto a questão das embalagens. “Temos hoje um produto e embalagens de qualidade para acessar a todos os mercados, tanto no estado na Bahia, como em outros estados. Com isso, já estamos inseridos no Sul e no Sudeste”.

As cooperativas são apoiadas por meio do Bahia Produtiva, projeto do Estado da Bahia, e executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), com cofinanciamento do Banco Mundial.

1 resposta para “Cooperativas da agricultura familiar baiana discutem sustentabilidade dos empreendimentos”

Deixe seu comentário





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia