WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

universidade lasalle livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

março 2022
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


:: 5/mar/2022 . 10:30

Mulher Admirável na Lotus Gallery

lu arte capa

Para quem ainda não conhece, a Lótus Gallery é uma galeria virtual que recebe artistas de diversas regiões, divulgando sua arte. Alguns são artistas talentosos e já consagrados e reconhecidos, outros com grande potencial, ajudados a saírem do anonimato, a Lotus Gallery trabalha para que a arte alcance seu lugar de destaque.

Neste mês em que se comemora o mês da mulher, abrimos  nossa primeira Exposição/2022  com o tema “MULHER ADMIRÁVEL” uma homenagem especial às mulheres que se destacaram em seus feitos, deixaram um legado, mulheres guerreiras, sábias,  incríveis, Admiráveis. É a arte se manifestando, honrando, homenageando, cumprindo seu papel de tornar belo, despertar sentimentos, surpreender.

Abaixo, separei alguns trechos dos textos descritivos de trabalhos expostos em “Mulher Admirável” e os artistas participantes.

 

 Abdul Fattah Curci Assaf – Pananaguá/PR

mulher 1

Obra: “A DELICADEZA DA BORBOLETA” – “A Delicadeza da Borboleta” visa expor toda a sensibilidade e a essência da alma da mulher transpassada pelas cores de sua aura humana. A borboleta representa a sua metamorfose.

 DORA BONANNI – Passa Quatro/MG

mulherr 2

Obra: “A EQUILIBRISTA” – A obra expressa uma mulher vitoriosa frente aos desafios da vida. Retrata também a elegância, feminilidade e leveza.

FAUSTO RODRIGUES – Americana/SP

mulher 3

Obra: “CAROLINA” – Aquarela que representa a maternidade. Momento único de ternura entre uma Mulher admirável por sua fragilidade e força para proteger seu filho. Mulher que rompe suas barreiras e conquista suavemente, sem perder a feminilidade.

GÊIZA BARRETO – Salvador /BA

mulher 4Obra: “RETRATO DE SANTA DULCE DOS POBRES” – Em 13 de agosto de 1933, Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, aos 19 anos de idade, recebia o hábito de freira e adotava, em homenagem à sua mãe, o nome de Irmã Dulce. Conhecida como Anjo Bom da Bahia e respeitada por pessoas de todas as religiões, dedicou sua vida aos pobres e enfermos, não medindo esforços para acolher a todos que precisassem de ajuda. Foi canonizada no dia 13 de outubro de 2019, após o reconhecimento do seu segundo milagre.

JAQUELINE BENEVENTO PEREZ – São Paulo/SP

mulher 5

Obra: “MAMA ÁFRICA EM FLOR” – Uma tela que representa a força feminina principalmente da mulher negra.

LUCIANE YAHWEH – Passa Quatro/MG

mulher 6

Obra: “MULHER ADMIRÁVEL” – Uma homenagem a minha mãe que  foi e será para sempre meu motivo de orgulho e honra. Esse mês completa um ano sem ela mas, estará eternizada em minha mente todos os momentos que estivemos juntas. Mesmo se ainda a tivesse comigo,  seria pra ela  toda  honra , estaria sem dúvida nessa exposição como uma Mulher Admirável.

 

MARIA JOSÉ LIRA VERAS DE ANDRADE – Camaragibe/PE

mulher 7

Obra: “OLHAR” – A mulher admirável é aquela que ama verdadeiramente. Não se corrompe com o poder ilusório da matéria. Em sua face, vemos a simplicidade dos desataviados. Os olhos se destacam, grandes e dadivosos. Assim como a resina, matéria da qual a escultura é feita, a mulher admirável mantém-se firme em seus princípios morais. Comete erros; afinal, quem é perfeito? Mas, esforçando-se em amar, em cultivar o amor verdadeiro, puro, serve ao bem, trabalhando honestamente, com confiança e generosidade.

MARIA JOSE OLIVEIRA – Rio de Janeiro/RJ

mulherr 8

Obra: “MINHA MÃE – UMA MULHER ADMIRÁVEL – Homenagear minha mãe, uma mulher incrível, guerreira, generosa e que nos criou com muito amor e através de bons exemplos. Esta obra foi baseada em uma foto (preto e branco) tirada em 1958. Minha mãe tinha dezessete anos e neste mesmo ano faleceu minha avó. Foi um momento difícil, de grande dor, mas que lhe deu coragem para tomar decisões que mudariam para sempre o seu destino. Mulheres admiráveis tomam decisões difíceis, por isso minha reverência e gratidão à essa admirável mulher, a quem tenho a honra e o privilégio de chamar de mãe.

 

Como puderam perceber, são artistas de diversas regiões, de grande talento e sensibilidade. Arte é isso, manifestação silenciosa, na demonstração de grande honra por cada mulher.  Acessem o link: https://lotusgallery.com.br/mulher-admiravel/

E você conhecerá cada obra acima descrita. Uma exposição de obras com as mais diversas técnicas, são pinturas em tela, lindas  esculturas e fotografias.

Deixem um registro no livro de visitas da Galeria citando seu conhecimento da exposição através do Blog do Thame.

Frases de Mulheres Importantes da História:

“Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar . Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota.”

(Madre Tereza de Calcutá)

“Levanto a minha voz, não para que eu possa gritar, mas para que aqueles sem voz possam ser ouvidos…”

(Malala Yousafzai)

“Sucesso é mais frequentemente alcançado por aqueles que não sabem que o fracasso é inevitável.”

(Coco Chanel)

Para todas as mulheres guerreiras, ativistas, sensíveis, incríveis, que fizeram a história, deixaram um legado, mulheres eternizadas, mulheres que ainda tem muito a fazer, influenciar, ensinar, transformar, cooperar, construir, tornar-se admiráveis pelos seus feitos, nosso Parabéns pela merecida honra que não se limita a apenas um dia do mês de Março, mas todo o mês dedicado às mulheres que fazem acontecer.

As mulheres nas Academias de Letras: uma presença iniciada na Brasileira, da Bahia e de Ilhéus

Efson Lima

 

efsonPoucos sabem, mas a Academia Brasileira de Letras teve a participação de uma mulher na sua concepção, contribuindo para o nascimento do sodalício. Trata-se de Júlia Lopes de Almeida (1862-1934), ela foi indicada por Lúcio de Mendonça, um dos idealizadores da Academia Brasileira de Letras, para compor o quadro de fundadores. Entretanto, a sugestão não se confirmou. Era mulher e como mulher, entendia-se que não podia fazer parte do clube literário, então, decidiu-se pela participação do esposo.

 

A invisibilidade feminina parecia ser regra. Mas, em 06 de agosto de 1977, pela primeira vez, uma mulher foi eleita para pertencer ao quadro da Academia Brasileira de Letras, Rachel de Queiroz, projetando-a ainda mais no cenário nacional e possibilitando seus textos alcançarem um maior número de leitores.  Outras mulheres foram eleitas para o panteão da imortalidade literária brasileira: Dinah de Silveira de Queiroz; Nélida Piñon, que se tornou a primeira mulher a presidir a ABL, coincidentemente, no período do centenário; Lygia Fagundes Telles; Zélia Gattai; Ana Maria Machado; Cleonice Berardinelli; e a última a ser eleita para fazer parte do silogeu foi Rosiska Darcy de Oliveira em 2012. Portanto, até então, tivemos somente oito mulheres na ABL.

 

janeNa Bahia, a presença feminina foi registrada vinte um ano depois de fundada a Academia de Letras da Bahia, em 1938, com Edith Mendes da Gama Abreu. Muito tempo depois, marcando novo momento, a imortal Evelina Hoisel tomava posse, em 09 de abril de 2015, como primeira mulher presidente da Academia de Letras da Bahia, coincidentemente, como na Brasileira, na gestão de Hoisel foi comemorado o centenário da Casa de Arlindo Fragoso.  Em 2015, a Academia registrava oito mulheres. A presidência de Evelina chegou ao fim em março de 2019, quando a presidência do clube literário foi passada ao imortal Joaci Góes.

 

No interior da Bahia, precisamente, na Academia de Letras de Ilhéus, a presença feminina foi registrada pela primeira vez em 1984, naquele ano, Janete Badaró  (foto) foi eleita para a cadeira n.º 6. “Elas estão chegando”, Francolino Neto, um dos membros ativos da vida da Academia, assim prenunciava.  Foi essa advogada que mudou o curso da história do sodalício, tornando-se a primeira mulher a ingressar na ALI, demarcando novo momento no panorama literário da nação grapiúna. Em outro momento, tive a oportunidade de afirmar que Janete Badaró foi a nossa Rachel de Queiroz nas terras grapiúnas. Dois livros de sua autoria denotam a caminhada literária da mulher que ousou a ingressar em um espaço ocupado por homens.   É importante registrar a ativa atuação dela na fundação da “Ilhéus Revista” e os trabalhos desenvolvidos nesse periódico, consolidando assim a atuação literária da primeira imortal mulher na ALI.

:: LEIA MAIS »

O aspecto discriminatório do conflito Rússia e Ucrânia

Andreyver Lima

 

andUma organização que reúne os países do continente africano, condenou publicamente o tratamento que, conforme relatos compartilhados nos últimos dias, vem sendo dispensado aos cidadãos de países africanos que estão na Ucrânia.

Muitos deles estariam enfrentando dificuldade para atravessar a fronteira para escapar do conflito, sendo inclusive impedidos de sair das cidades.

Diante disto, o aspecto discriminatório deste conflito não pode ser deixado de lado. O mundo todo se envolveu, inclusive o Brasil, como foi provado na Assembleia Geral da ONU, resolução que condena a Rússia por invasão à Ucrânia.

Embora não haja justificativa para a invasão, um dos motivos apontados pelo presidente russo Vladimir Putin, em realizar a ação militar, era a ‘desnazificação’ do território. O que nos leva a entender o porquê que negros, brasileiros e pessoas do oriente médio, estejam sofrendo preconceito na fuga, já que certamente essas pessoas não tem a pele branca, olho azul ou sangue europeu.

A crise migratória pode significar uma nova identidade para toda a Europa, já que o ucraniano será como o mexicano na América. Mexicanos que trabalham nos Estados Unidos estão sujeitos aos serviços menos qualificados, o que certamente acontecerá com os refugiados que terão agora passe livre por todo o continente europeu.

Ao mesmo tempo em que acontecem os bombardeios lá, nós aqui do outro lado do mundo passamos por um conflito de informações. Mas é preciso estar atento aos impactos econômicos, demográficos e também políticos deste confronto.


Andreyver Lima é jornalista, comentarista político no programa Impacto Boa FM, âncora do Café iPolítica e editor do blog Seja Ilimitado.

 



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia