hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle livros do thame

Hospital Materno-Infantil de Ilhéus estimula oportunidades para jovens pelo Programa Primeiro Emprego em áreas administrativas

299B34D0-1780-45B3-B4A3-03F9CBA51314

Márcia Oliveira concluiu em 2019, o curso técnico em Logística, na Escola Profissionalizante Nelson Schaun, em Ilhéus. Thainá dos Santos, um ano antes. Desde então elas aguardavam oportunidades no cada vez mais concorrido mercado de trabalho, onde a experiência apresenta-se, muitas vezes, como pré-requisito para efetivar a contratação. No início deste mês, a primeira chance, finalmente, apareceu. As técnicas foram contratadas pela Fundação Estatal Saúde da Família (FESF-SUS) para atuarem temporariamente no Setor de Almoxarifado do Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio.CCCBF21D-2088-4128-866B-76EEB9DC8D9E

Assim como Márcia e Thainá, outros quatro técnicos recém-formados, que integram a lista de beneficiários do Programa Primeiro Emprego, do Governo da Bahia, passaram a exercer funções administrativas temporárias na unidade hospitalar. Júlia Raiana, também formada em logística, está atuando no setor administrativo do Alojamento Coletivo, onde organiza prontuários de alta e os encaminha para o setor de faturamento. Laís Rodrigues, também técnica em Logística e hoje cursando Enfermagem, está radiante. “Estou trabalhando ao lado de duas enfermeiras experientes. Tem maior presente que esse?”, pergunta.

Ação social

O Programa Primeiro Emprego é uma ação social de combate ao desemprego dos jovens, promovido pelo Governo do Estado para inserir egressos e estudantes da Educação Profissional no mundo do trabalho. São contemplados estudantes da Educação Profissional Estadual que já fizeram parte do curso ou que concluíram os cursos técnicos de nível médio. O programa conta com o incentivo da FESFSUS nas mais diversas parcerias e projetos que mantém no estado. A FESFSUS inaugurou um novo momento na ampliação da rede de proteção social ao assumir o compromisso de acompanhar e qualificar os serviços dos trabalhadores educandos lotados na rede estadual de saúde. A fundação tem contrato com a Secretaria Estadual de Administração desde 2015.

Sem fronteira

9646B147-6E02-4762-B391-4320D880228FAndréia dos Santos mora na localidade de Vila Olímpio, distrito de Sambaituba, zona rural de Ilhéus. Técnica em Logística, acorda 4 e meia da manhã e percorre todos os dias 3 horas de ônibus para frequentar o serviço. “Esta é a maior oportunidade da minha vida”, assegura a jovem. Com um sorriso estampado no rosto, faz questão de salientar que sai e volta para casa com o crachá pendurado no pescoço, “porque quero contar pra todo mundo onde estou trabalhando”, resume, orgulhosa. Ela auxilia na organização do estoque do Setor de Farmácia do hospital.

“Com esta primeira oportunidade, ganhamos experiência e ela torna-se uma porta aberta para outras possibilidades”, reconhece Thainá. No Setor de Almoxarifado ela passou da teoria para a prática, atuando no processo de organização do estoque de insumos do hospital. “Estou aprendendo a separar produtos por categoria, tamanho, armazenagem correta e trabalhando com a distribuição”, afirmou a colega Márcia. Para ela, a prática ajuda a entender melhor o que aprendeu na sala de aula.

Para participar do Primeiro Emprego, as estudantes se cadastraram no programa. Neste tempo de espera, permaneceram atualizando a base cadastral, condição que facilita o contato do governo com o aluno beneficiado. “Quando se encaixa na vaga oferecida, eles entram em contato conosco”, explicam as novas contratadas. Estes jovens trabalhadores passaram a receber salário e todos os outros benefícios sociais da instituição que absorve sua mão-de-obra, explica a coordenadora do RH do hospital, Mara Rodrigues dos Santos.

Exemplos bem-sucedidos

Iasmin Barbosa e Brenda Sousa são exemplos da oportunidade bem aproveitada do programa estadual. Formadas em técnicas de Manutenção e Suporte da Informática pelo Ceamev, também em Ilhéus, elas foram beneficiadas pelo Programa Primeiro Emprego entre dezembro de 2019 e 2021, atuando na coordenadoria regional da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab).

Com o bom desempenho alcançado, acabaram convidadas pela FESF e foram contratadas temporariamente para o Setor de Tecnologia do hospital. Recentemente se inscreveram na Seleção Pública Simplificada da FESF porque pretendem seguir trabalhando no hospital. Iasmin agora divide o tempo com o trabalho e o curso superior de Psicologia. Brenda, trabalha com tecnologia, mas vislumbra ainda mais oportunidades cursando a graduação em Direito. Para todos estes jovens baianos, a vida segue cheia de boas perspectivas. Com apoio e oportunidades.

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
janeiro 2022
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031