hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle livros do thame

Aula Magna da Uesc aborda o resgate e ressignificação da universidade pública

uesc

As atividades de graduação referentes ao segundo semestre 2021 da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) foram iniciadas nesta segunda-feira, 16 de agosto, com a aula magna, no modo on-line, proferida pelo reitor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), prof. Dr. Luiz Otávio de Magalhães, que abordou o tema “Resgatar e ressignificar a universidade pública: contextos, políticas e sujeitos”.

Reitor Alessandro Fernandes

Reitor Alessandro Fernandes

O reitor da Uesc, professor Dr. Alessandro Fernandes Santana, atual presidente do Fórum dos Reitores das Universidades Estaduais Baianas, destacou em sua fala, na abertura da solenidade, “que apesar de estar iniciando o semestre de 2021.2, de maneira remota, o Conselho Superior da Uesc autorizou que 11, dos seus 33 cursos que possuem disciplinas com componentes curriculares que não podem ser ministradas de maneira remota, possam realizar as atividades de forma presencial. Para isso, a Uesc constituiu uma comissão de biossegurança que elaborou um relatório que foi repassado a outra comissão que está concluindo um plano para o retorno das atividades presenciais. E a reitoria irá submeter esse plano à apreciação do Consu.”

O reitor da Uesc acredita que as pessoas que vão participar das atividades presenciais, professores, técnicos, analistas, e os cerca de 400 discentes, estarão todas vacinadas. Alessandro Fernandes lembra que “no início deste ano, solicitamos vacina para todos os discentes da Uesc e esse processo está avançando. Os municípios que compõem o território de identidade litoral sul já estão vacinando a faixa etária de 24-20 anos. A nossa expectativa otimista é que no próximo mês todas as pessoas com idade acima de 18 anos já tenham recebido a primeira dose do imunizante para que possamos iniciar o primeiro semestre de 2022 com todos imunizados com as duas doses de vacina.”

A imunização da população é fundamental para o início seguro do primeiro semestre do próximo ano. “A Uesc, apesar de ter feito todo protocolo de biossegurança, receberá presencialmente, a partir do primeiro semestre do próximo ano, alunos de 26 estados e do Distrito Federal, além de estudantes de 19 países, pois temos 39 convênios com instituições internacionais e, também, os discentes que fazem um trajeto diário de seus municípios para Universidade usando transporte público,” frisa o reitor.

“A Nossa Universidade não parou desde o início da pandemia. Nós apenas suspendemos as atividades presenciais de graduação, mas as pesquisas e as atividades de extensão continuaram sendo executadas. A Universidade teve que se reinventar para desenvolver atividades na modalidade remota, e assumindo o protagonismo na região, dando suporte para a sociedade grapiúna em todas as áreas do conhecimento. A Uesc tem se mostrado cada vez mais integrante da sociedade grapiúna. Nesse sentido, juntamente com a Uesb, Uefs e Uneb, que são um verdadeiro patrimônio da sociedade baiana, tem dado resultados e respostas naquilo que a sociedade espera,” concluiu o reitor Alessandro Fernandes.

 

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
agosto 2021
D S T Q Q S S
« jul   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031