hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle livros do thame

Edital para inovação em fruticultura encerra as inscrições nesta quarta-feira (23)

Encerram-se, nesta quarta-feira (23), as inscrições para a chamada pública do Programa de Inovação Aberta em Fruticultura da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Podem participar empresas, instituições e demais agentes do setor produtivo que pretendam desenvolver soluções tecnológicas derivadas dos mecanismos de inovação aberta que estão previstos no Marco Regulatório de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I).
Um dado interessante sobre o edital é que ele fomenta a descoberta de soluções em formato de parceria em pesquisa. Ou seja, o edital não pretende selecionar projetos prontos, mas aqueles que possam ser desenvolvidos pelos proponentes em parceria com alguma das sete Unidades da Embrapa no Nordeste que pesquisam a fruticultura tropical: Embrapa Mandioca e Fruticultura (BA), Embrapa Agroindústria Tropical (CE), Embrapa Alimentos e Territórios (AL), Embrapa Cocais (MA), Embrapa Meio-Norte (PI), Embrapa Semiárido (PE) e Embrapa Tabuleiros Costeiros (SE).


“A fruticultura vem se desenvolvendo muito por toda a Bahia, abrindo novas frentes. E esse crescimento em muito se deve às pesquisas e à inovação, pois foi através delas que adaptamos cultivares às regiões do nosso estado, com, inclusive, aumento de qualidade dos frutos, de produtividade e de produção. Nesse sentido, editais como esse da Embrapa em muito podem contribuir para o desenvolvimento de novas pesquisas que tragam efetivo resultado para o trabalho no campo, melhorando a vida e a renda das famílias baianas ligadas à importante cadeia produtiva da fruticultura”, comentou João Carlos Oliveira, secretário da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura da Bahia.
No caso da Embrapa Mandioca e Fruticultura (BA), serão aceitos projetos que transitem pelos seguintes temas: Tecnologias para banana nos polos do Norte de Minas, Bom Jesus da Lapa, Baixo Sul Baiano e Vale do Ribeira; Tecnologias para citros voltadas ao Cinturão Citrícola e Tabuleiros Costeiros; Desenvolvimento de insumos biológicos para fruticultura tropical; Tecnologias para sistemas orgânicos de produção de frutas; Tecnologias digitais aplicadas à fruticultura; Inovações para o desenvolvimento regional do Recôncavo Baiano ou Baixo Sul da Bahia.

As parcerias previstas se dividem em três modalidades: médio e grande porte; micro e pequeno porte; e inovação social. Para a seleção das propostas foi destacado um comitê específico. Os valores destinados aos projetos selecionados não são os chamados recursos diretos, já que a Embrapa não transfere dinheiro para parceiros. “São recursos para a Embrapa financiar o próprio trabalho naquele projeto”, deixa claro o pesquisador Francisco Laranjeira, chefe-adjunto de Pesquisa & Desenvolvimento da Embrapa Mandioca e Fruticultura.

Para saber mais sobre a chamada pública do Programa de Inovação Aberta em Fruticultura, clique no link abaixo:
https://www.embrapa.br/documents/1355135/59889843/InovaFrut_edital/8d8316ea-d62a-690d-0e0a-751b29c0c4a0

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
junho 2021
D S T Q Q S S
« mai   jul »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930