WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

universidade lasalle livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


:: 13/mar/2021 . 21:00

Rui volta a pedir inclusão de profissionais da educação e da segurança pública em grupos prioritários de vacinação

O governador Rui Costa participou de uma reunião neste sábado (13) com o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, para tratar da questão da compra e aplicação de vacinas pelos estados. Ele defende que o Plano Nacional de Imunização seja seguido, mas disse que aproveitou a oportunidade para voltar a pedir a inclusão de profissionais da educação e da segurança pública em um dos grupos prioritários de vacinação.

 

Aliança pela produção agroecológica avança nos territórios Litoral Sul e no Médio Sudoeste da Bahia

bc 1

Aconteceu nesta semana uma  reunião virtual para a discussão do acesso a crédito no Litoral Sul. O encontro reuniu dirigentes, consultores e técnicos do Instituto EcoBahia/COOAP, Teia dos Povos, Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidaria da Bacia do Rio Salgado e Adjacências  COOPFESBA, vereadores de Pau Brasil e Ibicarai, Banco do Nordeste. O objetivo foi traçar uma estratégia para agilizar o acesso a crédito para a produção agroecológica com foco no Cacau de qualidade.

Nego Elder

Nego Elder

Vinicius Teixeira, Agente de Desenvolvimento da Superintendência da Bahia do BNB.,  se colocou a inteira disposição  das instituições, como responsável pelo  do núcleo coordenador dos agentes de desenvolvimento do banco no Estado.

No encontro, ficou definido acordado que serão encaminhadas demandas para as agências de Itabuna e Itapetinga, para que após a apresentação de todos os documentos necessários e os projetos técnicos, os recursos possam ser liberados.

” Estamos desde 2010 buscando acesso a crédito para a produção de cacau e chocolate e  mesmo com a referência da Bahia Cacau, hoje um caso de sucesso em todo o Estado, e outros parceiros estamos muito longe do ideal”, afirma Nego Elder, do EcoBahia.

:: LEIA MAIS »

Preso terceiro envolvido na morte do coordenador do Ciretran de Itabuna

pabloUm soldado da Polícia Militar suspeito de efetuar os disparos que resultaram na morte do então coordenador da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Itabuna, Pablo Matos Barros, ocorrida em fevereiro, apresentou-se na Corregedoria Geral da Secretaria da Segurança Pública (Coger/SSP-BA), na sexta-feira (12).

 

O policial é o terceiro envolvido no crime, investigado pela 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itabuna) e Delegacia de Homicídios (DH) daquela cidade. Após cumprimento do mandado de prisão temporária, ele foi transferido para o Batalhão de Choque, em Lauro de Freitas.

 

Conforme as investigações, a motivação do crime foi uma dívida contraída pela vítima com proprietários de máquinas caça-níqueis. Câmeras de vigilância contribuíram para a identificação dos suspeitos. Mais dois envolvidos estão presos – entre eles, outro policial militar, que também está no Batalhão de Choque. As investigações continuam para identificar outros possíveis envolvidos.

Governo prorroga decreto que proíbe eventos; aulas remotas voltam segunda-feira

 

O Governo do Estado atualizou o decreto que suspende os eventos e atividades, independentemente do número de pessoas, em toda a Bahia.

A publicação, que venceria neste domingo (14), passa a valer até 1º de abril de 2021. A prorrogação foi publicada em edição online do Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (13).

Segue proibida a realização de atividades que envolvam aglomeração de pessoas, como cerimônias de casamento, solenidades de formatura, feiras, circos, passeatas, eventos desportivos, científicos e religiosos, bem como aulas em academias de dança e ginástica.

O novo decreto também estabelece a volta às aulas na rede estadual de ensino, exclusivamente de forma remota, a partir de segunda-feira (15).

Serie “21 obras do século 21” (3): “The Weather Project” (2003), de Olafur Eliasson

3 - 2003_Olafur Eliasson

Oscar D’Ambrosio

O calendário cristão teve início no ano 1 depois de Cristo porque não houve o ano zero. Portanto, o século 21 não começou em 2000, mas em 2001. As décadas, em consequência, começam no ano 1 de cada uma delas. Esta série vai enfocar brevemente 21 obras de arte do século 21, de 2001 a 2021.

Artista dinamarquês que trabalha com grandes instalações em que utiliza luz, água, espelhos e temperatura do ar para gerar experiências sensoriais, Olafur Eliasson (1967), em “The Weather Project”, realizado, em 2003, no Turbine Hall, na Tate Gallery, em Londres, questiona conceitos de experiência coletiva, mediação de público e representação do chamado real.

A instalação apresenta uma névoa artificial que se dissipa no espaço perante uma gigante forma circular composta por centenas de lâmpadas de mono frequência, que emitem luz que permite visualizar somente o amarelo e o preto. É criada assim uma paisagem em que os frequentadores do espaço tinham a percepção mediada apenas por essas duas cores.

O ponto de partida da obra é a prevalência do clima no início das conversas cotidianas, algo já apontado pelo escritor do século XVIII Samuel Johnson. O sol e céu são trazidos para dentro do museu, que ainda oferecia a oportunidade de o público visitar a estrutura elétrica e as máquinas que viabilizavam a exposição, um complexo e fascinante projeto multidisciplinar.

oscar 2

Oscar D’Ambrosio é graduado em Jornalismo pela USP, mestre em Artes Visuais pela UNESP e doutor e pós-doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie.

 

Diabetes em pequenos animais

Dra. Hannah Thame

 

htDiabetes mellitus é uma das endocrinopatias mais comuns nos cães e pode ser fatal se não for diagnosticada e adequadamente tratada. A deficiência de insulina que ocorre no diabetes mellitus é resultado da incapacidade do pâncreas em secretar insulina, conhecida como diabetes mellitus insulinodependente, ou tipo 1 e/ou de ação deficiente da insulina nos tecidos , também chamada de diabetes mellitus não insulino dependente, ou tipo 2.

A etiologia do diabetes mellitus é multifatorial, ou seja, pode ser ocasionada por diversos fatores que predispõem ao desenvolvimento da doença, sendo os mais importantes: pancreatite, obesidade, infecções, doenças intercorrentes (insuficiência renal, cardiopatias), administração prolongada de fármacos, como glicocorticoides, hiperlipidemia e predisposição genética.

caes e cats da 2 :: LEIA MAIS »

Traumas Emocionais

traumas

Cleide Léria Rodrigues

leriaOs traumas emocionais, são multicausais e nem sempre possui um diagnóstico, pois estes diagnósticos variam de pessoa para pessoa e nem sempre é fácil, tanto aceitar quando lidar com eles. Muitas pessoas guardam esses traumas trancados a sete chaves, preferindo se calarem sobre estes sentimentos de dor do que aceitar o tratamento deles e os cuidados necessários, provindo desde a aceitação e abertura pra lidar e trata-los.

Portanto, o abuso emocional não somente deixam marcas na pele, mas principalmente deixam marcas profundas, feridas na alma e no espirito da pessoa, sendo difíceis de cicatrizar, curar, superar e seguir em frente.

Há situações em que a pessoa vive diante do desprezo, da ignorância ou da crítica do abusador, que são os principais elementos a respeito de um relacionamento abusivo. Uma palavra, um gesto ou simplesmente um silêncio podem ser o suficiente para ferir a pessoa, e com isso ela vai sendo anestesiada antes de qualquer possibilidade de rebelião e de ação, porque o medo e a culpa que são sentidas por conta deste abuso o impede de enxergar. O abuso emocional é um processo de destruição psicológica, no qual a força emocional de uma pessoa é completamente violada e destruída.

O abuso emocional é uma realidade muito presente em nossos dias e a nossa volta, não tem idade, sexo ou status sociais que impedem isto. Seja o abuso no casal ou na família, até mesmo no trabalho e nas amizades.

:: LEIA MAIS »

Irmão Sol, Irmã Lua

Daniel Thame

dthameEle era trabalhador rural numa fazenda em Canavieiras, cidade que era o limite de seu mundo e para onde ia, todos os finais de semana, fazer a feira, composta de arroz, feijão, farinha, óleo, açúcar, sal e, de vez em quando, jabá, fato e chupa-molho.

Além, é claro, da garrafa de cachaça.

Ela era mulher de um trabalhador rural em Ipiaú, cidade que era o limite de seu mundo e para onde ia, todos os finais de semana, orar no culto na igreja evangélica que lhe oferecia o céu como compensação para a vida dura na terra.

Orava pela saúde do marido, cujo trabalho garantia o sustento da família, e por um futuro melhor para os três filhos.

Se essa fosse a vontade de Deus…

Quando vieram os sinais de que a crise provocada pela vassoura-de-bruxa era pior do que se imaginava, ele foi despedido da fazenda e mudou-se para Camacan, onde conseguiu um emprego de gari na prefeitura.

Como a bruxa não tinha limites e se alastrava por toda a região, o marido dela também perdeu o emprego. Tão logo chegaram a Ubaitaba, para onde se mudaram, ela conseguiu um emprego de doméstica. Meses depois, o marido a abandonou e sumiu no mundo, deixando-a sozinha com três crianças para cuidar.

Quando a prefeitura de Camacan, abalada pela decadência da cidade e com a arrecadação despencando, teve que demitir funcionários, os apadrinhados foram mantidos, ele, pobre gari, perdeu o emprego.

 

Foi tentar a vida em Itabuna, onde passou a viver de pequenos bicos e morar num barraco no Maria Pinheiro, bairro paupérrimo nas fraldas da periferia da cidade.

Em Ubaitaba, a patroa, empobrecida pela crise, não teve como manter a empregada. Penalizada, ainda deu o dinheiro para a viagem até Itabuna, o máximo aonde aquela pobre mulher poderia ir.

No mesmo bairro Maria Pinheiro, montou um barraco, misto de papelão e restos de madeira, e passou a trabalhar como lavadeira, ganhando o pão com o suor do seu rosto banhando as águas do Rio Cachoeira.

Os dois se cruzaram quando ele voltava do centro da cidade, onde acabara de ganhar 15 reais para limpar um terreno, e ela levava na cabeça uma imensa trouxa de roupas.

Ele se ofereceu para ajudar, ela aceitou.

No barraco, ele aceitou o café ralo que ela ofereceu.

Sorriram, escancarando os poucos dentes daquelas bocas que, na sequência, trocaram o primeiro beijo.

Dias depois, estavam morando juntos, dividindo a mesma cama sob um teto cheio de buracos em que, nas lindas noites de verão, podiam contemplar estrelas, distraídos.

A bruxa, que tantas vidas havia tragado, tantas tragédias pessoais e coletivas havia causado, abençoou o encontro mais do que improvável.

Virou, ainda que por linhas tortas, uma fada.

E eles, que nunca tiveram nada, juntaram o pouco que agora tinham e foram felizes para sempre!

———————

Conto extraído do livro “Vassoura”, apogeu e ocaso da Região Cacaueira, Editora Via Literarum

O eclético Bar do Mario, dos lanches à Boemia

Os dois prédios Bar do Mário da esquina descendo o Beco

Walmir Rosário

walmirOutra figura carimbada instalada no médio Beco do Fuxico era o Mário, que chegou a trabalhar com duas empresas ao mesmo tempo – uma do ramo etílico e outra de lanches – quase coladinha à outra. De início, se estabeleceu com um bar na esquina do Beco do Fuxico com a rua Duque de Caxias, posteriormente passou a vender lanches e, vislumbrando que as duas atividades não se combinavam, separou-as, lidando com os dois ramos.

Passado mais uns anos, Mário Alves de Almeida, toma a decisão de juntar as atividades num só local – no imóvel da esquina, em que residia em cima, após a construção de um prédio – e a convivência foi perfeita por longos anos. Um dos motivos dessa associação de atividades teria sido a compatibilidade de horários: das 7 às 10h30min e das14h30 às 17 horas, a turma do lanche; nos outros horários prevalecia a turma da cachaça e da cerveja.

E nessa convivência harmoniosa permaneceram por anos a fio, até deixar as coisas mundanas para o seu herdeiro – também Mário – que até hoje privilegia os lanches, mas não deixa de atender aos antigos clientes etílicos, somado aos novos, porém em quantidade menor. Vez mesmo tem a turma que trabalha no comércio e nos escritórios, que tem preferência pelos lanches no meio da manhã e da tarde.

O Mário não caiu de paraquedas – sem mais nem menos – no Beco do Fuxico (que também atende por travessa Adolfo Leite e Ithiel Xavier, no Alto Beco do Fuxico). Mário já era um experimentado dono de bar, lanchonete e bomboniere na famosa rua Rui Barbosa, em frente ao Cine Plaza. Ali desenvolveu experiência para atender a uma clientela eclética, formada pelo público das matinês, vesperais e soirées (suarê).

:: LEIA MAIS »

Equipes de campo da Emasa centram esforços para reparar rompimento de adutora

AB72CD15-87D3-4AE5-89E6-027747CC6AC4

O rompimento de uma adutora de 300 milímetros, no bairro São Lourenço, nos fundos de um motel, na madrugada de hoje, dia 13, mobiliza desde as primeiras horas da manhã, equipes da Emasa que buscam solucionar o problema com rapidez. O local é de difícil acesso e há moradias construídas sobre as adutoras, o que dificulta os trabalhos.
“Fizemos a limpeza da área para analisar os danos, e assim, ter noção se as localidades que seriam abastecidas entre a noite ontem e o dia de hoje serão afetadas e em que nível”, disse o gerente técnico da Emasa, João Bitencourt. :: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia