hanna thame fisioterapia animal
emasa coronavirus 155 livros do thame



Primeiro dia do Terra Madre Brasil tem ingredientes da caatinga baiana em destaque

0653E1A4-2786-43AB-8C2C-430ACFABEF57

A abertura oficial do Terra Madre Brasil será nesta terça-feira (17), às 14h. O evento online conta com mais de 50 atividades, entre rodas de conversa, diálogos, oficinas do gosto e espaços educativos dedicados à cultura alimentar e será transmitido pelo Youtube do Slow Food Brasil.5B4D1A30-ABEF-4CE0-8C0C-DFF8E76BC082

O primeiro dia de evento será marcado por uma aula de cozinha e um bate-papo, que vai trazer reflexões sobre conservação do bioma e terá como foco as riquezas da Caatinga baiana, como umbu, maracujá da Caatinga, farinha de mandioca, queijo meia-cura e a manta de bode.

Os ingredientes estarão presentes na Oficina do Gosto do Bioma Caatinga, que acontece às 17h30 e conta com a presença da presidente da Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), Denise Cardoso, e da cozinheira Bruna Moreira, especialista em charcutaria nordestina, que comanda a atividade culinária com o preparo da manta de bode acompanhada de pirão de leite cremoso e vinagrete de milho verde. Após o preparo da receita, elas participam de uma roda de conversa.

33A107EB-991D-42D3-9A7F-85D65DB353F7Segundo Bruna, o Nordeste, e principalmente as regiões do Semiárido, sofrem um preconceito muito grande: “A fome, a miséria e a seca sempre foram os assuntos mais pautados. Nesse sentido, penso que estamos caminhando para uma mudança. Quando podemos levar nosso bioma em eventos como o Terra Madre, outros profissionais podem conhecer um pouco de nossa riqueza”, ressalta a cozinheira nordestina.

O pesquisador e ativista do Slow Food Brasil, Marcelo Terça-Nada, fará a mediação do evento: “Tive a sorte de viajar bastante pela Caatinga, conhecer de perto as comunidades de produtores e a variedade de paisagens que esse bioma surpreendente guarda. Talvez a maior lição foi ver que, ao contrário da imagem clichê que se difunde do sertão, a Caatinga é cheia de vida, riquezas e força. Ter contato com as pessoas que vivem ali e com tudo o que elas constroem e produzem nesse bioma é transformador. A Caatinga e seu povo são uma aula de resistência”.

A participação no evento é totalmente gratuita. Para fazer a pré-inscrição e participar dessa e de outras oficinas, acesse o site terramadrebrasil.org.br e receba por e-mail, com antecedência, a lista de ingredientes que serão utilizados por diversos cozinheiros e mixologistas em novos preparos e receitas próprias da cultura alimentar brasileira.

Youtube *SlowFoodBrasil* : https://bit.ly/3f3KLCe

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
novembro 2020
D S T Q Q S S
« out   dez »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930