hanna thame fisioterapia animal
coronavirus 155 livros do thame

pets

Professora Tica Simões apresenta conferência na Universidade de Lisboa

Profa Tica Simões (1)A professora Maria de Lourdes Netto Simões (Tica Simões), do Departamento de Letras e Artes da Universidade Estadual de Santa Cruz (DLA/Uesc), apresenta a conferencia sobre o tema: “Patrimônio ilheense e imaginário amadiano: Turismo virtual, em tempo de pandemia”, às 12 horas desta quinta-feira (5), podendo ser acessado através do link < https://videoconf-colibri >.

A conferência é parte do Simpósio internacional “A literatura no turismo, o turismo na literatura: Cruzamentos analíticos”. O evento, on-line, é organizado pelo Centro de Estudos Comparatistas (CEC) da Universidade de Lisboa (Portugal).

O evento se da em consequência da crescente importância do turismo literário nas suas diferentes vertentes o CEC da Universidade de Lisboa, (uma das mais importantes do mundo), vai refletir sobre as relações, fluxos e contaminações entre os âmbitos (tradicionalmente afastados) da literatura e do turismo.

O encontro está reunindo reconhecidos especialistas dos estudos literários, da geografia, da educação ou dos estudos em turismo para partilhar os seus conhecimentos e discutir sobre os cruzamentos que a literatura e o turismo estão a protagonizar. Bem como, identificar linhas de força, impactos e desafios para desenvolver percursos de investigação futuros na área em que se interseccionam a literatura e o turismo.

A professora Tica Simões lembra que “os livros de Jorge Amado têm atraído, a Ilhéus  leitores curiosos sobre essa cidade, cenário de um singular patrimônio natural e cultural grapiúna. Trata-se daquele turista que, depois de passear na obra literária, se desloca aos espaços ficcionalizados. No entanto, em tempos de pandemia, outras formas de “viajar” surgem.” –- “Agora, valendo-se dos recursos que a tecnologia oportuniza, o turismo virtual ganha espaço para a visitação ao patrimônio local. Assim, o turista leitor passa a aliar o imaginário ficcionalizado às imagens preciosas que a fotogênica cidade oferece; faz um turismo virtual por caminhos de redes, blogs, sites e fotografias disponibilizadas na internet, ” avalia.

Segundo Tica Simões “tal turismo, no entanto, longe de excluir, potencializa a idéia para o deslocamento real, em tempos vindouros, pós-pandemia. É que esse processo virtual, não permitindo o insubstituível contato físico com o local (provar a sua culinária, manusear o seu artesanato, banhar-se em suas águas cálidas), funciona como estimulador de trânsito turístico,” explica a professora.

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
novembro 2020
D S T Q Q S S
« out   dez »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930