hanna thame fisioterapia animal
camara itabuna prefeitura itabuna coronavirus 155 bom petiscos livros do thame

Archive for outubro 3rd, 2020

Sandra Huang e o Outubro Rosa com Arte

outubro rosa_sandra

Oscar D’Ambrosio

 

oscar 2Campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero, o Outubro Rosa é um momento que deve provocar uma reflexão sobre a as relações das pessoas com seu corpo e com o tempo.

 

Os trabalhos de Sandra Huang enfocam, de diversas maneiras, a questão do tempo, central quando se pensa na prevenção, no tratamento e na existência de uma vida renovada após o diagnóstico e o conhecimento das formas desenvolvidas pela medicina para cuidar das questões de saúde física e mental envolvidas nessa caminhada.

 

As imagens da artista estabelecem conexões entre as três dimensões do tempo conhecidas. É com as experiências do passado que construímos o presente e tentamos dar os passos para o amanhã em que desejamos estar. Trata-se de um processo que demanda um amadurecimento contínuo e a consciência da valorização daquilo que se é e que se deseja ser.

 

As criações visuais nos levam para um universo da reflexão sobre aquilo que somos e o que podemos ser. A maneira como se enfrenta a vida e, por maiores que sejam as dificuldades, a capacidade de manter o otimismo e a crença nas próprias potencialidades parecem ser sempre os melhores caminhos a percorrer.

 

—-

 Oscar D’Ambrosio (@oscardambrosioinsta) é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Coordena o projeto @arteemtempodecoronavirus.

O que move você?

Basia Piechocinska

basia pier 6 (foto Ana Lee)Você sabe o que tende a mexer com você? Você consegue se lembrar de alguma situação em que tenha se sentido genuinamente tocado?

Quando pensamos e recordamos esses momentos, muitas vezes encontramos um tema. Esses momentos geralmente serão em torno de um tópico específico. Uma verdade sobre nós será revelada. É uma verdade em torno da qual teremos secretamente um medo, uma falta de fé. E esses momentos serão de cura para nós. Eles farão com que nos sintamos mais vivos. Eles vão parecer significativos e podem nos trazer um propósito.

Descobrir o que o move em particular pode ajudá-lo a se curar e a encontrar um propósito mais profundo para sua vida.

Basia 1Do que estamos nos curando? Estamos nos curando de crenças que surgiram por meio de traumas de desenvolvimento. São crenças como indignidade, sempre sentir falta, sentir-se usado, sentir-se humilhado ou talvez sentir que não pode ser amado por tudo o que é. Ao descobrir o que realmente o move, você será capaz de descobrir um tema que pode apontar para uma dessas crenças subjacentes.

Deixe-me dar um exemplo de situações que me emocionaram. Um é meu aniversário de 17 anos. Naquele dia recebi duas fitas com George Michael de um amigo da família. Ele não era realmente meu amigo, mais como uma pessoa que às vezes visitava a casa. E ele percebeu que em uma ocasião eu mencionei que gostava de George Michael e usei essa informação para tornar minha vida mais bonita. Ele não era obrigado a me dar nenhum presente e eu certamente não esperava que o fizesse. Eu nem sabia que ele sabia que era meu aniversário. E ainda assim, ele prestou atenção no que eu uma vez falei, usou a informação para deixar a minha vida mais bonita.

Outro exemplo foi quando uma amiga minha, que certamente não tem nenhum interesse por tango, percebeu que o tango é importante para mim e me arrastou para um evento de tango. Isso era algo de que ela não gostava e realmente não tinha tempo. E ainda, ela fez tudo isso para tornar minha vida mais especial.

Você pode começar a ver o padrão? Procure acontecimentos em sua vida e um padrão. Em seguida, pergunte-se sobre o que esses eventos os tornaram tão especiais para você. No meu caso foi porque através de seus atos voluntários eles me mostraram que minha felicidade e minha vida eram importantes. Elas importam. Eu importo. Eu sou digno.

E então, eles iniciaram um processo de cura, que abriria a possibilidade para eu também ver isso. Talvez eu seja digno. Talvez eu também seja importante.

Depois de descobrir o que ressoa com você, você pode começar a se perguntar como você pode dar aos outros a mesma experiência. E quando o fizer, parecerá que está cumprindo seu propósito aqui. Poucas coisas serão mais significativas para você.

Literatura, acesso à leitura e gestão municipal

Efson Lima

 

efson limaEstamos em um ano eleitoral atípico, é verdade, mas é 2020. Os candidatos se lançam aos processos eleitorais e elaboram seus programas de governo. Muito bem! Nas democracias representativas os procedimentos são esses. O processo pode ser melhorado quando os candidatos dialogam com a sociedade civil organizada e os cidadãos e vão concretizando a soma dos interesses públicos no citado documento.

Muitos devem estar se perguntando, que diacho tem literatura com eleições, acesso à leitura? Tem muito a ver. Primeiro, as vitórias e as derrotas eleitorais são contadas sob as diferentes óticas.

 

Vamos falar muito da pandemia enquanto circunstância que definiu o resultado de muitas eleições. Anteriormente, em outro pequeno artiguete, tive a oportunidade de defender que a literatura nasce na imaginação e movimenta uma cadeia produtiva de uma sociedade ao possibilitar uma “fábrica criativa de escritores” ao serem publicados, tem -se os vídeos, os áudios. Temos também os diagramadores, os revisores, os designers… que vão aumentando o rol de trabalhadores no mundo da produção literária. Literatura é fator de desenvolvimento econômico em um país.

Mas para além do trabalho, literatura também é lazer. É meio civilizacional de uma sociedade, de um grupo. Portanto, a literatura deve ser compreendida como um processo possibilitador de reflexões sobre ontem, hoje e o amanhã. É meio para a libertação de um povo. É caminho para a afirmação de um Estado Democrático de Direito. É “o sonho acordado da civilização” como afirmou Antonio Candido.

Não é possível pensar uma gestão municipal sem colocar o campo da educação, especialmente, de parte do ensino infantil e fundamental na ordem do dia. Não alcançará uma qualidade no ensino sem a alfabetização das crianças e da juventude. Infelizmente, o jovem e o idoso precisam ser alfabetizados. O “infelizmente” adotado não é porque são jovens e idosos, mas porque a alfabetização deve ocorrer ainda na infância.

Read the rest of this entry »

Acupuntura Veterinária. Funciona?

Hannah Thame

htMuita gente deve se perguntar se isso realmente existe e a resposta é: sim! Existe e trás inúmeros benefícios.  Com o crescente avanço no mundo dos pets, terapias complementares têm surgido e a cada dia fica mais comprovada a eficácia de suas utilizações.

A Acupuntura é uma prática comum na Medicina Chinesa e consiste na utilização de agulhas em pontos específicos do corpo, visando estimular a circulação de energia naquele local, reestabelecendo o equilíbrio e tratando desde dores até doenças.

Os animais podem se beneficiar da acupuntura tanto quanto os seres humanos, por isso, a acupuntura veterinária vem sendo a cada dia que passa mais indicada pelos clínicos e cirurgiões veterinários. Trata-se de uma terapia segura, eficiente e bastante útil quando utilizada como auxiliar no tratamento médico convencional ou, em muitos casos, podendo ser utilizada como terapia principal.

A acupuntura veterinária possui diversos benefícios em casos de doenças neuromusculares, problemas de coluna, doenças da estrutura óssea (displasia coxofemoral, artrose, artrite), doenças respiratórias, doenças neurológicas (paralisia e convulsões), sequelas de cinomose, além de que, a acupuntura também pode ser eficaz para analgesia em casos de dores agudas e crônicas. É importante lembrar que essa terapia deve ser indicada sempre de acordo com resultados de exames ou indicações profissionais.

acupEsse procedimento é considerado pouco invasivo e, quando acompanhado por outros tipos de tratamentos como remédios homeopáticos  ou alopáticos e em conjunto com a Fisioterapia, seus resultados são surpreendentes.  Existem relatos de melhora de animais que não andavam, indicados com menos de 1% de chances de recuperação e que não só melhoraram os níveis de dor, como também recuperaram quase 100% das funções motoras.

A acupuntura veterinária não tem contraindicação, podendo ser realizada em animais de qualquer raça, porte e idade. Através de um diagnóstico correto, a aplicação das agulhas ou das outras técnicas, poderá equilibrar os meridianos afetados, influenciando em órgãos internos, tecidos moles, emocional e outros. A liberação de endorfina e cortisol causada pela acupuntura causará relaxamento muscular, melhorando o funcionamento muscular e orgânico como um todo.

É importante lembrar que apenas Médicos Veterinários Acupunturistas podem exercer essa especialidade. Converse com um profissional de sua confiança e esteja sempre de olho nas necessidades do seu animal.

 

A Dra. Hannah Thame é Médica Veterinária e Mestre em Ciência Animal – UESC, Pós-graduanda em Acupuntura – Universallis e Promotora Técnica da Concord/Guabi

Memórias de um Dinossauro

dt

 

Contigo estarei

Há pouco mais de duas décadas, Itabuna ganhou repercussão nacional e internacional com o casamento de Ferreirinha, beirando os 70 anos, com a adolescente Yolanda, então em seus tenros 14 aninhos.

Ferreirinha posava de garanhão grapiúna e dava entrevistas para Deus e o mundo, mas Yolanda não abria a boca. Fotografias posadas ao lado de Ferreirinha, tipo casal feliz, então, nem pensar.

Como colocar a foto só de  Ferreirinha no jornal era assunto velho, eu e Manoel Leal decidimos que Yolanda faria a foto do casal, mesmo tendo que chutar a canela da ética. E lá fomos nós para a casa do velho garanhão.
Ferreirinha nos recebeu de braços e portas abertas, mas foi logo cortando qualquer esperança. Yolanda não falaria nem tiraria fotos.

Foi aí que veio a luz.

Virei pra Manuel Leal e falei: “vamos dizer que a reportagem é pra revista Contigo”.

A Contigo era uma espécie de Caras da época. Meu sotaque de paulista abriu as ´porrrrrrrrrrrrrrtas´ e, como era pra Contigo, Yolanda tirou fotos que davam para encher uma edição da revista e ainda falou de sua relação com Ferreirinha.

A proeza, primeira foto e entrevista do casal juntos, fez com que exemplares de A Região pousassem no SBT e despertassem a atenção do programa Jô Onze e Meia, um sucesso monumental de audiência na emissora de Silvio Santos.

Ferreirinha deu uma entrevista impagável a Jô Soares, onde revelou suas proezas de conquistador, atribuiu sua potência sexual ao suco de cacau (na verdade, quem pediu pare ele dizer isso foi Manuel Leal) e levou a platéia que acompanhava a gravação ao delírio ao revelar que havia noites em que Yolanda, exausta, era quem pedia para ele parar…

Exausta Yolanda deve ter ficado mesmo foi de tanto esperar a tal reportagem na Contigo, com direito a foto de capa, já que se é pra prometer o impossível, a gente promete o impossível e mais um pouco.

 

Quem disse que traíra tem espinhas?

 trairaWalmir Rosário

walmirFicou bem pra trás o tempo em que preparar uma boa peixada era coisa de “beiradeiro” (pessoa do litoral), acostumado aos diversos tipos e qualidade de peixes e qual a maneira mais correta de prepará-los, se cozido, frito, escabeche, etc.

Mas esse tempo já passou e hoje em todo o Brasil os frutos do mar, peixes aí incluídos, fazem parte dos cardápios de restaurantes de Norte a Sul, Leste a Oeste do País. Em cada região são destacadas as regionalidades, com seus temperos especiais e o toque de cada cozinheiro(a).

Em Minas Gerais não é diferente, ao contrário, as receitas apresentam sabores diferentes e exclusivos, principalmente quando a matéria-prima são os peixes de água doce. Cada um melhor que a outra, diferenciando apenas pelos temperos e tipo de panela (fritura ou cozimento).

Também não é de se admirar, pois Minas Gerais tem as nascentes dos grandes rios brasileiros, a exemplo do São Francisco, Doce, Jequitinhonha, Mucuri, Pardo; Grande e Paranaíba (que formam o Paraná); Piracicaba, somente para ficar nos mais conhecidos e que cortam vários estados brasileiros.

Mas não é propriamente só dos rios que vem um dos peixes, mas das represas, açudes, lagos e lagoas dos grotões mineiros: é a Traíra, (Hoplias sp.) ou Lobó, um peixe carnívoro de água doce da família dos caracídeos.

Read the rest of this entry »

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
outubro 2020
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031