hanna thame fisioterapia animal
prefeitura itabuna coronavirus 155 livros do thame

shopping jequitiba

Elaboração de projetos é orientada em capacitação de GMCs

pandO UPB+ Online: Formação Continuada para Gestor Municipal de Convênio (GMC), realizado pela União dos Municípios da Bahia (UPB), abordou nesta sexta-feira (25) a “Elaboração de Projetos para Captação de Recursos”. O evento é composto por uma série de módulos com o objetivo de capacitar e atualizar os GMCs para atuarem nos municípios baianos, colaborando para o desenvolvimento local. Neste módulo, duas instituições foram convidadas para contribuírem com o tema: a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e a Associação dos Municípios da Região Cacaueira (AMURC).

A capacitação foi mediada pelo secretário executivo da AMURC, Luciano Veiga, que destacou a importância das associações municipalistas e consórcios para os municípios, no apoio gerencial para a excelência e efetividade das políticas públicas. Segundo ele, “em 2021, nós vamos vivenciar um momento de crise financeira em todo o mundo e no Brasil não será diferente. Dentro dessas dificuldades, a captação de recursos terá um papel primordial para os municípios atenderem suas demandas”.

Como convidado o reitor da UESC, professor Alessandro Fernandes Santana, ressaltou a importância da capacitação continuada dos gestores e de suas equipes, além de agradecer a UPB pela iniciativa. “Num momento como esse de crise econômica, crise da saúde e porque não dizer crise institucional, é fundamental que os gestores e gestoras façam a capacitação, sua e das pessoas que trabalham na gestão. Cabe a nós, Universidade, AMURC e UPB, darmos a nossa parcela de contribuição”, disse ao citar a parceria da UESC com a AMURC no Programa de Apoio Institucional e Gerencial (AGIR) e da constituição do Fórum de Secretários Municipais, em que as duas instituições atuam em conjunto.

Para palestrar sobre o tema, o economista, mestre e doutor em meio ambiente, coordenador do escritório de Projetos da UESC, professor João Carlos de Pádua, foi convidado e orientou sobre as fases da elaboração de projetos. De acordo com Pádua, um projeto deve ser uma ação continuada, com objetivo claro de solucionar um problema. “Meu foco inicial é a identificação do problema. Você pode ter uma série de respostas e a partir delas começar a pensar, reunir outros atores e trabalhar com as afinidades”.

Pádua propôs que os elaboradores iniciem pelas perguntas: Por que? O quê? Quem? Como? Quando? Na busca de uma “chuva de ideias” para o projeto. Ele destaca que é preciso também pensar nas restrições e riscos que dificultarão a execução, garantindo que todas as etapas serão planejadas. “Não existe modelo porque cada financiador tem sua dinâmica, mas temos etapas do projeto e a parte mais importante é o planejamento”, explicou.

A capacitação é coordenada por Joelson Azevedo, coordenador de Captação de Recursos da UPB, que deixou um convite aos participantes para acompanhar na próxima semana, dia 29 de setembro, a última fase do treinamento com o tema “Correspondente Caixa Econômica Federal”, que terá como orientador o representante da Caixa, Tárcio Queiroz de Oliveira.

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago   out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930