hanna thame fisioterapia animal
camara itabuna prefeitura itabuna coronavirus 155 bom petiscos livros do thame

Archive for setembro 5th, 2020

O segundo tempo

Marco Lessa.                                          062A6F56-4085-4DD9-AFF2-0C12B0B7A11D03 de junho de 1970, estádio Jalisco, Guadalajara, México.? Com quatro gols na partida de estréia, nascia a conquista da Copa do Mundo pelo Brasil. Foram dois gols de Jairzinho, um de Pelé e outro de Rivelino. ?03 de junho de 1970, Maternidade Santana de Caetité, sudoeste da Bahia, Brasil. Com quatro dedos iniciais de dilatação, e pelos pés, segundo fonte materna, eu nascia. E por esta predestinada coincidência, surgia a minha relação com o futebol, sem grande fanatismo, mas absolutamente prazerosa e generosamente vitoriosa.

Fui parido em Caetité, que dispunha do hospital regional e principal maternidade à época, mas fui registrado e criado em Guanambi, onde viviam os meus pais e o restante da nossa grande família.

Na década de 70, Guanambi e grande parte de uma nação já apaixonada por futebol, assistiam a transmissão dos jogos apenas através da rádio AM, principalmente de estações cariocas, portanto, ouvindo partidas de times do Rio de Janeiro. Isso explica o fenômeno de tantos torcedores de Flamengo, Vasco, Botafogo e Fluminense, os quatro grandes do Rio, espalhados pelo Brasil, preterindo, inclusive, times dos seus estados ou cidades. Read the rest of this entry »

Rui Costa: “Bolsonaro usa o aparelho do estado para perseguir adversários”

rui costa (5)

(Entrevista à Revista Istoé)-Eleito governador da Bahia em 2014, o economista Rui Costa se destaca na esquerda entre os que defendem uma aliança ampla para derrotar Jair Bolsonaro em 2022, mesmo que seu partido, o PT, não ocupe a cabeça de chapa. Com isso, contrariou algumas das principais lideranças petistas, como o ex-presidente Lula. No governo, destacou-se por reformas modernizantes e pela austeridade, o que criou atritos com os servidores. O investimento em parcerias público-privadas também confrontou bandeiras da esquerda, mas colocou a Bahia em segundo lugar entre os estados que mais investiram nos últimos três anos. Sua gestão garantiu a reeleição em 2018 com aprovação de 75,71%. Costa mantém boa relação com adversários, incluindo o prefeito de Salvador, ACM Neto, presidente do DEM. Nas eleições municipais, aposta em uma oficial da PM, mas nega que a escolha tenha a intenção de enfrentar a onda de nomes da área de segurança que surgiram com Bolsonaro.

O sr. defende uma frente ampla para derrotar o presidente Bolsonaro em 2022, inclusive com partidos que não são aliados do PT. Como seria essa união?
Como a eleição nacional é em dois turnos, cada conjunto de partidos poderá apresentar seu projeto. Não devemos esperar o segundo turno para conversar. Um programa que busque retomar a credibilidade do Brasil, com valores democráticos, compromisso com a imprensa livre, o Estado de Direito, garantindo justiça fiscal e aumento de renda e emprego. Não teríamos dificuldades de atrair muitos partidos, incluindo os de centro, para essas teses. Isso já é um grande salto em relação ao que temos hoje.

 

r nordeste
“Rezo para que Bolsonaro venha mais ao Nordeste. Mas, das próximas vezes, espero

que traga investimentos novos, e não venha inaugurar obras que já tinham sido inauguradas”

Isso inclui PSDB e PDT? O PT sempre mostrou muita resistência aos tucanos, e o candidato Ciro Gomes diz que não confia mais no PT.
Minha mãe dizia: Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. Serei persistente nessa tese. Tenho absoluta certeza de que não estou sozinho. Outros governadores do PT, outras lideranças do partido concordam comigo. Inclusive do PDT. Não é com rancor e mágoa que vamos construir uma nação respeitada. Falta uma coalizão, um conjunto de forças políticas que coloquem o Brasil em primeiro lugar antes de suas vaidades pessoais. Em 2022 precisamos derrotar o ódio.

O PT tem esse desprendimento?
Logo após as eleições deste ano, precisamos intensificar o diálogo. Não precisamos afunilar para um nome somente em acordos de bastidores. Podemos ter quatro nomes, mas com um projeto mínimo. Um compromisso prévio de que, seja quem for legitimado nas urnas, possa receber o apoio dos outros para um governo de coalizão. Recebi várias ligações de governadores, prefeitos e deputados concordando com esse raciocínio.

Read the rest of this entry »

Somos otimizados para sobreviver e não prosperar

Basia Piechocinska

basia pier 6 (foto Ana Lee)Temos alguma chance de criar uma sociedade benevolente?

Como humanos, tivemos que encontrar maneiras de sobreviver em ambientes e circunstâncias às vezes hostis. Talvez não seja nenhuma surpresa que nossos corpos e mentes tenham se otimizado para a sobrevivência e, nesse sentido, podemos nos considerar um sucesso. No entanto, a otimização para a sobrevivência tem um preço. Como sobreviventes, não somos otimizados para uma vida pacífica onde prosperamos.

Vejamos primeiro como somos otimizados para a sobrevivência e não para o sucesso e depois, com base nisso, ver se temos alguma esperança de um dia criar uma utopia, um lugar pacífico onde os indivíduos floresçam. Existe alguma possível versão do paraíso na terra para os humanos?

O que há de errado conosco?
Todos parecemos idealisticamente clamar por “Paz na terra!”, “Boa vontade para a humanidade!” ou “Liberdade, Igualdade, Fraternidade!”. Ironicamente, algumas dessas palavras foram usadas até mesmo como gritos de guerra. Até agora, temos tentado coletivamente alcançar a paz por meio da violência por milênios, sem sucesso duradouro.

b 1

Oramos individualmente pela paz na Terra e pela proteção e felicidade de nossa família e amigos. E, no entanto, no dia seguinte, de alguma forma, nos encontramos discutindo sobre quem colocaria a perna de nosso amigo depenado grelhado na mesa de jantar.

Gostamos de nos considerar racionais, porque temos a capacidade de articular isso. No final, entretanto, a vocalização freqüentemente parece ser o limite de nossa habilidade.

O que há de errado conosco? Seriamente. Talvez, se pudermos descobrir isso, também possamos encontrar uma saida.

Nossa configuração fisiológica

b 2Fisiologicamente, descobrimos que respondemos bem ao estresse hermético. Quando nosso corpo experimenta curtos períodos de estresse intenso, que se continuados seriam prejudiciais e até letais, ele responde de forma benéfica. É assim que o exercício funciona e por que o treinamento de alta intensidade está na moda. Ao estressar nosso corpo em sessões de treino curtas, mas intensas, nos torna mais fortes e mais preparados para lidar com o esforço físico.

Isso também se aplica a outras formas de estresse. Ao jejuar, obtemos inúmeros benefícios para a saúde, desde a autofagia, onde purificamos nosso corpo, até a ativação de células-tronco, onde ativamos nosso potencial de reconstrução. O calor excessivo, como saunas, ou frio, como banhos de gelo, também fortalecem nossa saúde. Períodos intensos de resolução de problemas melhoram a nossa mente.

Tudo isso significa que uma vida de conforto, sem trabalho físico, com um suprimento constante de comida, uma temperatura agradável e sem grandes problemas para resolver acabará, fisicamente, nos levando à decomposição.

Além disso, nos desenvolvemos para procurar alimentos que contenham grandes quantidades de açúcar, gordura e sal. Isso ocorre porque eles são essenciais para nossa sobrevivência e, em geral, são mais raros na natureza. Na verdade, apenas com nosso olfato podemos escolher a laranja ou maçã mais madura e doce. Experimente se você nunca tentou e ficará surpreso com a sua habilidade. Talvez seja necessário cortar um pouco a casca da laranja para cheirá-la melhor.

Em uma sociedade de afluência, vamos gravitar em torno dos alimentos doces, gordurosos ou salgados. Com certeza, desenvolvemos técnicas para criar exatamente esse tipo de alimento. Freqüentemente, é muito rico em açúcar, gordura ou sal e, no entanto, possivelmente totalmente desprovido de outros nutrientes. As consequências dessa dieta todos nós podemos seguir na TV ou na vida real, dependendo se vivemos ou não em uma sociedade ocidentalizada, ou talvez se estejamos em um lock-down ou não.

Read the rest of this entry »

Ceplac, o fim. Melhor tratar da sucessão

 Walmir Rosário

walmirAo que tudo indica, a paciente está em situação terminal, respirando por aparelhos e todos os medicamentos receitados não conseguem debelar a septicemia; morte na certa, apesar de todos os esforços. A enfermidade que acometeu a Ceplac desse mal de morte vem de muitos anos, e as internações em enfermaria, Centro de Tratamento Intensivo (CTI) e agora na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), não conseguiram salvá-la.

Como diagnosticada anteriormente, o mal era de morte e o tratamento nem sempre obedeceu a frequência recomendada pela equipe médica, seja por culpa própria de não se submeter à terapia, ou pela mendicância do “sistema de saúde”. O roto não pode falar do mal vestido, pois concorreram igualmente para que a paciente chegasse ao quadro irreversível de infecção generalizada.

Muito se debateu sobre a independência ou autonomia administrativa e financeira da Ceplac, que sempre ostentou um nome principesco: Comissão Executiva do Plano de Recuperação da Lavoura Cacaueira. Passada a primeira fase, a de recuperação financeira, sofre um corte no nome Recuperação, o que não foi suficiente para esconder suas mazelas, que sangram até o presente momento.

ceplacE não foi por falta de trabalho – apesar de manter alguns fantasmas e improdutivos –, porque a maioria fez a diferença, transformando uma região que teve sua principal matriz econômica em situação gravosa em rica e produtiva. E a Ceplac de Carlos Brandão e José Haroldo Castro Vieira cuidou não só do cacau, mas da economia como um todo, da cultura, e do social. Bons tempos aqueles!

Hoje, quando falamos em Ceplac temos pouco a comemorar. Há uns dias recebi de um velho colega ceplaqueano um bilhete, via whatsapp que, em tom fúnebre, dizia: “Está acontecendo o que esperávamos quanto ao fechamento total da Ceplac. O superintendente pediu que entrasse em contato contigo [outra pessoa] e te colocasse a par do que está acontecendo”.

Read the rest of this entry »

Artes & Artistas

Goda-3-300x300

A imaginação das máquinas de Godá

Juraci Masiero Pozzobon

 

Rodrigo Godá, nascido em Goiânia, leva guardada sua adolescência, suas lembranças do artesanato brasileiro, desde a arte indígena, as festas populares, folia de reis, as cavalgadas e também não sai de sua mente os tecidos coloridos pela sua mãe.

Em toda essa passagem mora com ele todos seus trabalhos, no hábito observador por onde passar vê máquinas engenhosas, plantas e animais… “Requer que seja visto em conjunto, tudo ali reunido. A natureza, a vida urbana, todos com seus dilemas, suas angústias e vem também a esperança que permeia meu trabalho”. Também “posso dizer que labuto em cima dessa busca de identidade desde os primeiros experimentos gráficos, o que permite meu processo criativo”. Rodrigo Godá.

Goda-1

Rodrigo Godá é um artista dedicado a arte, com vasta imaginação do lúdico da sua maneira de brincar configurando o mundo da arte, e com o lírico com a poesia é o modo de falar mais comum, que são duas coisas: a arte que ensina e a obra feita com arte onde deixa o apreciador entrar na sua vida cotidiana.

Também o desenho um pouco despojado na sua pratica artística de liberdade.

Godá tem trabalhos diversificados, como pintura, desenhos feitos com uso de canetas de tinta preta sobre tela os desenhos de maneira chapada. Seus traços ora fina, ora espessa, que a espessura e o espaço irão dar o sombreamento no colorido ou na cor preta, ele faz seus trabalhos de uma maneira peculiar.

Goda-2-300x198

O artista quer na verdade, é trazer o domínio do invisível, com a intervenção de uma máquina maluca que prova a imaginação da arte contemporânea, onde o homem enfrentou a industrialização que está incomodando o mundo.

A ironia aparece nos desenhos de Godá, que demonstra insatisfação, como exemplo “A máquina que produz floresta”. “A máquina que produz nuvens coloridas”, a que produz árvore, entendendo que ele busca um sentido de recuperar com esses aparelhos mundanos inundados por natureza.

“Diz Rodrigo Godá” “ Na composição das cenas, todo esse conjunto, fica semelhante as rendas e bordados”. Também diz, “A pintura dá uma possibilidade maior de vibração das cores, mais gosto do desenho, pois tenho maior domínio sobre o trabalho”.

——————

juraci mazieroJuraci Masiero Pozzobon, Bacharel em Artes plásticas na UNIC – Cuiabá,

Graduada em Ensino da Arte pela FASIPE e Arte Terapia pela Cândido Mendes, RJ.

Doutoranda em Epistemologia e História da Ciência pela Instituição Iesla/UNTREF –

Buenos Aires, Argentina.

 

 

 

Mau hálito em cães: o que fazer?

Hannah Thame ht

Muitos proprietários costumam reclamar do mau hálito do seu ão, porém, muitas vezes julgam como algo normal. É importante dizer que o mau álito de um cão muitas vezes indica para o dono que existe um problema ou doença, ortanto, se você tiver um animalzinho nessa condição, deve ficar atento ao que isso ode significar.

O mau hálito persistente pode indicar que seu cão tem problemas digestivos ou um problema na gengiva, como gengivite, ou até mesmo uma doença periodontal e deve ser examinado por um veterinário. Além disso, sinais indicando uma questão de saúde mais complexa, como dor na cavidade oral, sangramento, dificuldade para engolir ou comer também podem ser observados.

gengivite é a inflamação da gengiva e é extremamente comum em cães. Sem uma dieta adequada e cuidados higiênicos, como a escovação, partículas de alimentos se acumulam nas fendas entre os dentes e as gengivas de seu cachorro, e a população bacteriana que vive naturalmente em sua boca começa a proliferar. As bactérias aderem à superfície dos dentes que formam uma placa lisa, que mineraliza, endurece e se torna áspera, formando o que conhecemos como tártaro. Essa formação acaba “empurrando” a gengiva que se distancia dos dentes, causando bolsas que proporcionam um local perfeito para o crescimento excessivo de mais bactérias.

caesQuando a gengivite não é tratada ela continua progredindo e evolui tornando-se uma periodontite, que infelizmente pode levar à disseminação de bactérias, expondo o cachorro a risco de morte. A periodontite ou doença periodontal é considerada mais grave, devido à destruição dos tecidos onde estão inseridos os dentes, levando a exposição da raiz e posterior perda dos dentes do animal. Além disso, a gengiva inflamada fica em contato direto com uma enorme quantidade de bactérias, que se infiltram nos capilares e migram, através da corrente sanguínea, até órgãos vitais, como os rins e o coração. A doença periodontal é uma das principais causas de nefropatias e cardiopatias, doenças graves que podem levar ao óbito do animal.

Read the rest of this entry »

Memórias de um Dinossauro

dt

TV Cabrália, meados da década de 90 do século passado. Programa Cabrália Esportiva, Barbosa Filho na apresentação e eu atacando de comentarista.

Naquele quarta-feira à noite, o Itabuna jogaria contra a Jacuipense pelo Campeonato Baiano. O Itabuna dependendo de uma vitória para se classificar, a Jacuipense caindo pelas tabelas.

Em vez de apenas comentar, cai na besteira de fazer graça:

-O Itabuna ganha fácil. Pega uma galinha morta…

O que eu não sabia, e nem tinha como saber, era que a delegação da Jacuipense estava concentrada no Itabuna Palace Hotel. E ainda por cima assistindo ao programa.

Antes da bola rolar, entrevistado pela Rádio Difusora, um dos jogadores da Jacuipense  avisa:

-Vamos mostrar pra esse comentarista da televisão quem é galinha morta.

Final de jogo, Jacuipense 3×1 Itabuna.

A galinha estava viva. E eu, feito peixe (ou pato?) morri pela boca.

 

Publicada lista com 125 unidades policiais que ganharão PDP

Foto Divulgação SSP

A lista com 125 unidades das polícias Militar, Civil e Técnica, que receberão R$ 9,7 milhões do Prêmio por Desempenho Policial (PDP) do primeiro semestre de 2020, foi publicada na edição deste sábado (5), do Diário Oficial do Estado (DOE). Servidores que alcançaram redução das mortes violentas serão contemplados.

Na PM, 8,6 seis mil militares lotados em 66 unidades territoriais e especializadas, na capital, na Região Metropolitana de Salvador (RMS) e no interior, serão contemplados. Na Polícia Civil, por sua vez, em 42 unidades, 1,9 mil delegados, escrivães e investigadores receberão o PDP.

Fechando a lista, no Departamento de Polícia Técnica (DPT), 223 peritos de 17 unidades serão beneficiados.

 

Lista PDP 1º semestre 2020

Preço da cesta básica dispara em Ilhéus e Itabuna

cesta b

O preço da cesta básica passou a custar R$381,94 no mês de agosto na cidade de Ilhéus, um aumento de 11,85% comparativamente ao mês de julho.
Dos 12 itens que compõem a cesta básica, sete aumentaram de preço: tomate (73,16%), manteiga (14,22%), carne (13,80%), café (8,68%), óleo (8,35%), farinha (2,00%) e arroz (0,63%). Em contrapartida, houve redução de preço para os seguintes itens: açúcar (-5,76%), banana (-5,45%),
feijão (-3,65%), leite (-1,32%) e pão (-0,14%).

Já em Itabuna, a cesta básica passou a custar R$393,59 no mês de agosto na cidade de Itabuna, um aumento de 5,15% comparativamente ao mês de julho. Dos 12 itens que compõem a cesta básica, nove aumentaram de preço: tomate (28,28), óleo (12,50%), leite (11,40%), carne (8,93%), pão (8,12%), arroz (5,97%), açúcar (2,42%), farinha (2,28%) e café (2,21%). Em contrapartida, houve redução de preço para os seguintes itens: feijão (-10,32%), banana (-10,20%) e manteiga (-1,95%).

Fonte: Projeto de extensão Acompanhamento de Custo da Cesta Básica – ACCB/UESC.

 

 

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago   out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930