hanna thame fisioterapia animal
coronavirus 155 livros do thame

Archive for fevereiro 8th, 2020

Exemplo

Juliana Ustra

juliana rsul (4) blogEmpreender e maternidade?
Não, não é este o foco aqui.
É o olhar “sem filtros”, que vamos perdendo com a vida adulta. E, isto que me considero uma pessoa que pensa “fora da caixa”, criativa, que busca a inovação para empreender neste país incrível e desafiador.
Ontem tive um “apoio voluntário” de minha filha. Uma criança questionadora, inventiva e com perfil muito empreendedor (por livre iniciativa dela e por assistir de camarote sua mãe empreender).
Ela se ofereceu a ler um determinado projeto, onde há interesses particulares dela, e deixei ver o que estava redigindo. Pois, o resultado me surpreendeu pois fez uma análise crítica excelente e muito franca, me sugeriu pontos que eu não havia pensado e me mostrou uma perspectiva avessa ao que estou acostumada. Contribuição valiosa, tanto que autorizei que ela digitasse umas frases.
exemplo 1
Orgulhosamente, vou comentar o quanto aprende-se ao conversar de verdade com uma criança sobre o mundo do trabalho. O quanto somos exemplo, e que o tempo de vida “gasto” com projetos que nos envolvem e nos fazem brilhar os olhos, é positivo na formação de alguém que ainda está focado na escola, brincadeiras e delícias da infância.
exemplo 2
Portanto, minha sugestão: esteja em projetos e trabalhos que façam real sentido para você!
E, deixo registrado aqui: este Projeto que conduzo sobre Chocolates do Brasil faz TODO o sentido para mim!  E, MUITO!
E, mais: penso que além do PROPÓSITO do projeto ser muito importante, vejo que o LEGADO, tem igual importância.

Como a motivação pode manter-nos aprisionados

Basia Piechocinska

basia pier 6 (foto Ana Lee)Inicialmente, quando pensamos no conceito da motivação parece uma coisa boa. É uma forma de “motivar”, trazer a energia da iniciativa, fazer com que vamos realizar alguma coisa com fim positivo. Podemos ter motivação para alcançar um objetivo, fazer exercício para perder peso, mandar curriculums para conseguir um trabalho, visitar os avôs para que se sintam menos sozinhos. Parece que não tem erro. Mas tem um lado sutilmente escuro.

A motivação sempre está baseada num sentido de falta ou mau estar. Ela surge porque sentimos tem alguma coisa que não gostamos e queremos mudar. No fundo tem alguma necessidade não atendida ou algum medo. “Se eu não perder peso o médico fala que vou ter problemas de coração e vou morrer jovem. Agora sim estou motivada para fazer exercício, para salvar minha vida.” A motivação está ligada com o apego ao resultado que queremos obter.

motivação (2)Muitas vezes ela pode trazer a energia para superar as dificuldades. A pessoa pode não gostar de correr mas se convencendo que é importante luta, sofre, mas perservera. Pode ter um resultado positivo. O lado escuro da motivação é que, a pesar dela poder trazer um resultado positivo, ela mantêm a pessoa presa no padrão de estar sofrendo, estar com necessidade, estar com medo e precisar fazer alguma coisa para sair. Este padrão gera um forte apego aos resultados. Se o resultado desejável não acontecer surge um medo.

Existe alguma alternativa a este padrão baseado em falta e medo? Por sorte a resposta é que sim, existe. Chama-se inspiração. A inspiração não está apegada aos resultados. Ela não surge do medo. Ela surge do foco nas coisas lindas. Envolvida pela música a pessoa pode sentira a inspiração para dançar. Não tem nenhuma necessidade, nem medo da alternativa. O que surge é um desejo puro semelhante ao amor, conexão, alegria e flow  (fluxo)

Se a motivação é a força repelente do ruim, a inspiração é a força atrativa ao bem.

Quando a inspiração atua o processo de ação que gera costuma ter a mesma característica do que é desejado e naturalmente aparece uma sensação do estado de flow. No casa da motivação o processo de ação pode ter uma caracteística bem diferente do que é desejado. Se o desejável for o dinheiro para sobreviver o trabalho não necessariamente vai trazer uma sensação de alegria, criação, liberdade, satisfação.

motivação (1)Então na inspiração encontra-se uma sensação de flow que começa com um estado inspirado de alegria, move-se pela alegria, e termina trazendo mais alegria. A motivação normalmente começa com uma sensação de falta ou medo, continua por uma experiência que pode involver luta ou sofrimento, para possivelmente chegar a um sentimento de alívio ou até momentos de felicidade, alcançando a meta.

Além de manter-nos no padrão de sofrimento e apego, a motivação não é a melhor forma de conseguir os melhores resultados. Imagine se em vez de visitar os avôs por sentido de culpa você iria todo cheio de inspiração e conseguiria compartilhar esta energia com eles. Ou, se em vez de ir a uma entrevista de trabalho sabendo que você precisa dele mesmo você chegaria com a visão clara de como isso seria o melhor para você e o empregador, compartilhando sua genuína paixão pelo trabalho. Os resultados das coisas que fazemos por amor, paixão e inspiração costumam superar os que fazemos por dever, e acabam contagiando os outros com energia positiva.

Na próxima coluna vamos mergulhar nas formas de fazer a inspiração brotar e crescer. Vamos estudar como ficar cultivadores de inspirações.

Memórias de um Dinossauro

dt

Foi num Carnaval que passou…

A TV Cabrália ainda não tinha completado três meses quando Nestor Amazonas (a quem o Sul da Bahia, repito pela 1000000ª. vez, ainda deve o devido reconhecimento) decidiu fazer a transmissão ao vivo do Carnaval de Itabuna, na época ainda concentrado na Praça Adami..

Era um desafio e tanto, mas pra Nestor,  desafio era algo do tipo “vão lá e façam essa porra”, ainda que a gente estive engatinhando no negócio e nem tivesse idéia do que era “essa porra”, uma  transmissão ao vivo, em média oito horas por noite, quatro noites de folia.

Escalado para ancorar a transmissão, Barbosa Filho, talento intuitivo e hoje bem sucedido empresário de tevê, comandando a TV Itabuna,  foi instalado numa cabine em frente ao palco.

Na base da empolgação de quem estava fascinado com a novidade de trabalhar em televisão, tocamos a transmissão numa boa, até porque carnaval não é lá o reinado da serenidade e certos exageros são permitidos  e/ou nem notados.

Mas, reconheço,  dois desses exageros, merecem entrar  para os anais da televisão.

No primeiro, Barbosa, tomado pela empolgação diante de uma grande multidão, perpetrou:

-Cerca de 100 mil pessoas lotam o trecho de 5 quilômetros da Avenida Cinquentário  entre a Praça Camacan e a Praça Adami.

Problema 1: o trecho em questão tem meros 500 metros, se tanto.

Problema 2:  100 mil pessoas, ainda que coubessem num espaço tão exíguo (se alguém usar o termo exíguo em televisão merece demissão sumária), representaram quase 70% da população de Itabuna à época.

A segunda barrigada vai na conta desse dinossauro que ora vos escreve. Mesmo vendo pelo circuito interno que a praça Adami estava  com pouca gente e não havia nenhum trio elétrico tocando, pedi pro apresentador que estava no estúdio chamar o link ao vivo e perguntar qual era a atração naquele momento.

Pego de surpresa, Barbosa só conseguiu responder:

-Como não tem banda tocando, a grande atração aqui é a equipe da TV Cabrália.

Era mesmo, mas Nestor, que só acompanhava a transmissão de sua sala, parece não ter concordado, pegou o telefone e me disse com a sutileza costumeira.

-Diz ao Barbosinha que a grande atração na praça deve ser a mãe dele…

Claro que eu não disse, até porque de atração já bastava a equipe da TV Cabrália. E o bestalhão aqui teria que incluir a própria genitora também.

(Abre parêntese: Barbosa não tinha como saber, mas fez escola: nos anos seguintes, nas caminhadas eleitorais, não era raro se divulgarem números do tipo 50 mil, 70 mil, 100 mil pessoas e fosse a campanha um pouco mais demorada, era arriscado ter mais militante do que eleitor, algo como 200 mil, 250 mil pessoas na Cinquentenário. Fecha parênteses).

A TV Cabrália é hoje um retrato amarelado na parede da memória, que as vezes retorna ao vivo em lapsos de saudade.

Que passa, como tudo é passageiro.

Menos o motorista e o cobrador…

Fisioterapia Veterinária

 

Hannah Thame

 htCom um número cada vez maior de animais de estimação fazendo parte das famílias, as novidades do mundo animal estão sempre avançando. Você já pensou, por exemplo, em fisioterapia para o seu cachorrinho? Pois é, ela existe e traz inúmeros benefícios.

Ganhando cada vez mais espaço no mundo dos pets, a fisioterapia veterinária têm se estabelecido no segmento como uma das mais eficazes formas de ajudar cães e gatos com problemas neurológicos e ortopédicos, além de que, atua como uma ótima ferramenta no combate à obesidade animal e na melhora do condicionamento físico. Também exerce um grande poder de auxílio na fase pós-operatória, favorecendo o processo de recuperação dos animais que passaram por intervenções cirúrgicas.

Ao longo dos últimos anos, essa modalidade de tratamento vem caindo no gosto dos profissionais, sendo que, cada vez mais veterinários encontram nesse tipo de terapia a solução para os mais diversos problemas enfrentados pelos seus pacientes. A fisioterapia para cães é indicada quando o veterinário constata que o cão possui algum problema ortopédico – que pode ser causado por um acidente ou até mesmo obesidade e velhice – ou neurológico, que é o caso de algumas doenças genéticas ou adquiridas
hannah-fisioPacientes com problemas ortopédicos, como artrites e artroses, rupturas de ligamento, displasia coxofemoral, luxação de patela e cirurgias ortopédicas podem ser beneficiados com a fisioterapia, que ajuda a diminuir o inchaço e dores nesses locais, diminuindo também quadros inflamatórios. Em casos neurológicos, a fisioterapia muitas vezes é essencial para que o animal possa voltar a andar, como nos casos de fraturas, traumas em coluna ou hérnias de disco que comprometem a locomoção, ajudando-o a se recuperar rapidamente e prevenindo sequelas.

A fisioterapia em animais é feita utilizado técnicas semelhantes às dos humanos, utilizando equipamentos adaptados para o tamanho e necessidades do pet. Algumas modalidades utilizadas são eletroterapia, cinesioterapia, laserterapia, magnetoterapia, ultrassom e hidroterapia. É importante ressaltar que apenas Médicos Veterinários podem realizar avaliação do animal e determinar quais técnicas devem ser utilizadas, sendo assim, é muito importante procurar profissionais especializados, além de saber que fisioterapeutas humanos não tem autorização para atuar com animais.

—-

(*) A Dra. Hannah Thame é Médica Veterinária e Mestre em Ciência Animal com ênfase em Sanidade Animal pela Universidade Estadual de Santa Cruz

 

 

 

Vamos entender uma pouco sobre os chacras

Gabriela  Teixeira

gabriela teixeira 2Todas as coisas viventes que existem em nosso mundo são suportadas pela energia universal que a tudo se conecta, uma energia de força vital- consciente e inteligente. O campo magnético do corpo, também conhecido como aura, envolve todos os pensamentos, emoções e ações do corpo, mente e espírito.

 

O campo energético ou aura é conectado ao nosso corpo pelos chacras, eles estão relacionados aos órgãos do nosso corpo, podem ser comparados com nossos órgãos físicos, onde cada um tem uma função específica de recebimento e filtração da energia e de força vital. Existem sete chacras principais no corpo humano que são: coronario ou coroa, terceiro olho, garganta, coração, Plexo solar, sacro e raiz/base.

 

Logo mais abaixo vocês verão o desenho da cor e o que representa cada um deles. Os chacras são centro e pontos de fluxo de energia, que agem como conectores no nosso corpo.
chacras

São centros de processamento de energia e o sistema dos chacras (focalizado nos sete principais) é nossa conexão com nossa realidade etérica e essência espiritual.
As operações energéticas que nelas acontecem são as que tornam todas as funções diárias, emocionais, mentais, espirituais e físicas possíveis.

Por serem os chacras, nossas junções de centro de energia em nossos corpos, o bloqueio e o desalinhamento dos mesmos eventualmente irão manifestar problemas na mente, no corpo e também atrapalhar a energia do campo áurico. O sistema não pode funcionar sem que todas as partes estejam aptas a operar por completo, assim uma parte afeta as outras.

Pelo fato dos chacras serem entidades espirituais e não palpáveis do corpo humano, serão necessário práticas, desenvolvimento e habilidades para trabalhar com eles.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829