hanna thame fisioterapia animal
bahiagas livros do thame

Archive for janeiro 7th, 2020

Rui Costa tem alta médica e retorna a Bahia

papo com rui

A Secretaria de Comunicação Social do Governo do Estado da Bahia informa que o governador Rui Costa recebeu alta médica nesta terça-feira (7) após ser submetido a cirurgia para retirada de nódulo na mama. Ele já se encontra em Salvador e retornará às atividades somente após liberação da equipe médica.

Itabuna recebe nesta quinta-feira o sinal digital da TVE

TVE Bahia

Os moradores de Itabuna passam a acompanhar o sinal digital da TVE no canal 6.1. A solenidade de inauguração acontece nesta quinta-feira (9), às 10h, no pátio da Prefeitura Municipal de Itabuna, e contará com as presenças do secretário de Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, e do diretor geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), Flávio Gonçalves. O IRDEB faz parte da estrutura organizacional da Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC).

As novas estações de retransmissão digital, atualizadas com o que há de mais moderno em termos de tecnologia, estão sendo implantadas no interior do Estado e chegarão a mais 5 milhões de baianos. O investimento do Governo do Estado na nova estação retransmissora digital da TVE foi de R$ 208.899,55.

A TV pública da Bahia, há 34 anos no ar, traz um conteúdo qualificado que vai desde o jornalismo, shows e esportes, a programas infantis, educativos e culturais. A emissora vem firmando parcerias importantes e exibe conteúdos produzidos pelas universidades púbicas estaduais e federais da Bahia, além de conteúdos internacionais.

Agito de Verão no Jequitibá tem Som do Sol, Super Férias e liquidação

suoer ferias shopping (1)

O Shopping Jequitibá em Itabuna está promovendo durante o mês de janeiro o Agito de Verão, com uma programação diversificada e ofertas especiais. Até o dia 15, acontece o “Verão Off”, uma liquidação com descontos irresistíveis em milhares de produtos, confira as lojas participantes nas redes sociais.

suoer ferias shopping (2)Aos domingos, das 17 horas, no L2 (piso superior), será realizado o projeto Som do Sol, com a participação de artistas regionais. Entre as atrações, estão Banda 4.0, Eddy e Banda Via de Acesso e a dupla Henrique e Júnior.

Para a criançada, a atração é o projeto Super Férias, de 16/01 a 18/01 com a psicóloga Thainara Santos, com rodinha de conversa, recreação e muitas atividades, 23/01 a 25/01 é a vez da Escola Catavento, com pintura facial, Ateliê eco arte, Psicomotricidade: atividades de coordenação ampla e fina, e pra encerrar com chave de ouro de 30/01 a 01/02 será a vez Kumon, realizando oficinas de linguagem, coordenação motora e matemática. O Super Férias acontece de quinta a sábado, a partir das 15 às 19 horas e todas as oficinas serão gratuitas.

Maiores informações sobre o Agito de Verão podem ser acessadas nas redes sociais do Shopping Jequitibá.

Companhia Ambiental captura traficante que tentou fugir pelo mar em Porto Seguro

1

Um cerco montado pela Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Cippa), na noite de segunda-feira (6), em Porto Seguro, resultou na captura de um traficante que escondia entorpecentes em um barco e se jogou no mar para fugir das equipes. Essa é a segunda passagem dele por prática de tráfico de drogas, no período de dois meses.

2Ao notar a aproximação das guarnições – que realizavam ação de combate a crimes ambientais na localidade conhecida como Tarifa – o homem abandonou a embarcação, mas foi alcançado por uma viatura aquática, aproximadamente 100 metros depois do local onde foi flagrado. No barco foram apreendidas 84 porções de maconha, 90 pedras de crack e sete gramas de cocaína.

“Ele passou dois anos e quatro meses no complexo penitenciário porque se envolveu em um crime de roubo. E, em uma dessas saídas temporárias, acabou não retornando mais. No final de outubro do ano passado foi encontrado com drogas, autuado, mas provavelmente liberado pela Justiça na audiência de custódia”, lembrou o plantonista da Delegacia Territorial de Porto Seguro, delegado Laerte Eduardo Neto.

sinjorba

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia (Sinjorba) vem a público REPUDIAR as declarações do presidente Jair Messias Bolsonaro.

“Eu quero que vocês (jornalistas) mudem. Quem não lê jornal, não está informado. E quem lê está desinformado. Tem que mudar isso. Vocês são uma espécie em extinção. Acho que vou botar os jornalistas do Brasil vinculados ao IBAMA”, declarou o atual mandatário da Nação na manhã desta segunda (08), na portaria do Palácio da Alvorada, ao falar para repórteres e apoiadores. A absurda afirmação foi dita após a indagação de um jornalista sobre o cronograma de votação das reformas administrativas e tributárias.

Os profissionais de imprensa, especialmente os jornalistas, têm papel essencial e central na manutenção do Estado democrático de direito, investigando e levando a público com ética e responsabilidade informações que frequentemente contrariam interesses de quem faz mau uso do poder que lhes foi investido.

O Brasil é o país do mundo mais preocupado com disseminação das chamadas fake news, informações fabricadas fora das redações com intuito de manipular a opinião pública. Para conter esse fenômeno altamente nocivo, prática que muito beneficiou o senhor presidente na última eleição o bom jornalismo é o instrumento mais eficaz.

O jornalismo e os jornalistas, mesmo sofrendo constantes ataques, têm se fortalecido no Brasil e no mundo, estando hoje entre as carreiras mais desejadas por jovens em início de vida profissional. Independentemente de declarações e desejos nefastos do senhor presidente, os jornalistas estão crescendo em número e, mais importante, em reconhecimento de sua relevância para a sociedade.

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) respondeu a declaração que chamou de estapafúrdia. “O presidente não deve confundir o que talvez seja um desejo oculto seu com a realidade. Enquanto a informação for uma necessidade vital nas sociedades modernas, e ela será sempre, o jornalismo vai continuar a existir. E com certeza sobreviverá por mais tempo do que políticos inimigos da democracia, que, estes sim, tendem a ser engolidos pela história”.

O Sinjorba repudia as declarações que demonstram que o atual presidente não respeita a imprensa (foram 116 ataques ao setor apenas em 2019), tem desapreço pela democracia, ojeriza ao trabalho e ao trabalhador (através de MP acabou com o registro profissional de jornalista e mais 13 profissões), demonstra que não compreende as funções de uma entidade de proteção ambiental, além de total incapacidade para o cargo que ocupa.

Rejeição da torcida faz Barcelona de Ilhéus desistir de contratar goleiro Bruno

brunoO Barcelona, de Ilhéus, que disputará a Segunda Divisão do Baiano de Futebol, desistiu de contratar o goleiro Bruno, ex-Flamengo, condenado pela participação no assassinato e ocultação de cadáver da modelo Elisa Samudio, com quem tinha um filho. Bruno está em liberdade condicional e as negociações com o clube ilheense emperraram após reações negativas dos torcedores.

O  presidente do clube Welinton Nascimento explicou por meio de nota.

– Recebemos centenas de abordagens, a maioria negativa. Diante disso, comunicamos que foram abortadas as iniciativas. A diretoria está montando o melhor planejamento para que a equipe consiga subir de divisão – informou Welinton por meio de nota.

Antes do Barcelona, o Barbalha do Pará chegou a anunciar a contratação do goleiro, mas desistiu diante dos protestos da torcida e da ameaça da prefeitura  da cidade em suspender o aporte financeiro ao clube.

Uesc sedia Primeiro Encontro de Gestão Cultural

UESC-Marcolino Icone

A Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) recebe, no dia 18 de janeiro, das 8h30 às 17h, o primeiro Encontro de Gestão Cultural, com mesa redonda sobre políticas públicas culturais no Brasil, oficina de teatro e expressão corporal, feirinha criativa e diversas intervenções culturais.

A programação é gratuita e as inscrições podem ser realizadas através do link https://is.gd/ encontrogestaoculturaluesc. Das 9h às 12h, será realizada a oficina de teatro e expressão corporal, ministrada por Victor Alves, graduado em Artes Cênicas pela Faculdade Social da Bahia (FSBA) e Vicente di Paulo, graduado em Teatro pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Ambos possuem vasta experiência em direção e produção de espetáculos na Bahia.

Read the rest of this entry »

Projeto Verão Costa a Costa movimenta litoral baiano

Entre os meses de janeiro e abril, oito municípios do litoral baiano serão palco do projeto Verão Costa a Costa – ação promovida pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb) com a proposta de incentivar a prática esportiva e fomentar a cultura e a economia solidária. O projeto tem início no próximo dia 18, no município de Alcobaça, onde fica até o dia 19 e segue para Porto Seguro (1º e 2 de fevereiro); Ilhéus (15 e 16 de fevereiro); Itacaré (7 e 8 de março); Maraú (21 e 22 de março); Valença (4 e 5 de abril); Lauro de Freitas (18 e 19 de abril) e Salvador (25 e 26 de abril).

vcc
Na programação atividades como a canoagem, futebol de areia, futevôlei, vôlei de praia e surf, além de esportes radicais e de aventura como a escalada, tirolesa, full pipe, giromaster e arvorismo. A expectativa é que cerca de 50 mil pessoas participem das atividades do projeto, que conta com o apoio da Bahiatursa e patrocínio da Coelba, por meio do Programa FazAtleta.
O projeto Verão Costa a Costa conta com o investimento de 1,6 milhão, feito pelo Governo do Estado. Durante o seu lançamento, realizado no mês de dezembro, o titular da Setre, Davidson Magalhães destacou o ineditismo da ação que levará, também, entretenimento para as comunidades. “O Verão Costa a Costa é uma iniciativa inédita criada para estimular a prática esportiva entre baianos e turistas e levar entretenimento para as comunidades. Além das atividades esportivas, cada etapa do evento contará com a realização de shows. O projeto será também uma vitrine para artesãos e empreendedores solidários que participarão de feiras a cada edição”, disse o secretário.

Read the rest of this entry »

Cuba investe na medicina preventiva e exporta médicos para mais de 60 países

(reportagem publicada em outubro de  2013, que vale a pena ler de novo, depois que, em mais uma agressão gratuita, Jair Bolsonaro qualificou parte dos médicos que atuaram no Brasil de ´terroristas`  )

Daniel Thame

 

São sete horas  em Remédios, cidadezinha histórica do interior de Cuba, numa manhã excepcionalmente chuvosa no final de verão caribenho, que costuma ostentar temperaturas acima de 35 graus. No hospital municipal, a Dra. Egley Turiño Camacho e o Dr. Camilo Ildez Gallo estão prontos para iniciar mais uma jornada de trabalho. As pessoas começam a chegar sem pressa, porque sabem que serão atendidas. A maioria delas realiza apenas procedimentos de rotina, já que o acompanhamento é feito no dia a dia, através do programa Médico da Família, que se estende por todas as partes de Cuba, das áreas rurais remotas à capital, Havana.

Saúde pública, em Cuba, é literalmente, uma questão de Estado. O serviço é totalmente gratuito em todos os seus níveis, da atenção básica à alta complexidade e a filosofia que impera é cuidar da saúde, em vez de tratar a doença. Todos os médicos tem formação generalista, com uma visão humanista da profissão.

A formação dos profissionais de medicina, cubanos ou estrangeiros,  é gratuita, a despeito de todas as dificuldades econômicas do país, e a qualificação é uma necessidade, não apenas para cuidar da saúde dos milhões de cubanos, mas também para exportar médicos. Em Cuba, existem cerca de 12 mil unidades do Programa Médico da Família, para uma população de cerca de 11 milhões de habitantes. A média no país é de um médico para cada grupo de 183 habitantes.

 

Dr. Egley e Dr. Camilo: medicina preventiva e atuação no exterior

Engana-se quem imagina que a principal fonte de receita de Cuba é o turismo. Ou mesmo o açúcar. Charutos e rum, produtos tradicionais, pouco pesam no PIB cubano. No topo da economia da ilha está a exportação de médicos, professores e engenheiros. A exportação de médicos rende a Cuba 5 bilhões de dólares por ano, o que representa 7% do PIB da ilha. E duas vezes o que Cuba arrecada com todas as suas exportações.

Médicos cubanos estão atuando, através de convênios como que foi feito pelo Brasil no Governo Dilma, em mais de 60 países, dos desenvolvidos Canadá, França, Itália e Alemanha, a nações paupérrimas da África e da Ásia, além de  todos os países da América Latina. A Dra. Egley, que hoje atua em Remédios, trabalhou três anos na Somália, norte da África, depois que se formou na Universidade de Havana.

“A medicina não é apenas uma profissão que a gente tem pra ganhar dinheiro. Temos o compromisso de cuidar das pessoas, seja em Cuba, seja em áreas carentes de outros países que não dispõem  de médicos”, afirma a Dra. Egley, com a concordância do Dr. Camilo, que atuou três anos na Bolívia.

Dra. Blanca: cuidar das pessoas

UMA VISÃO HUMANISTA DA MEDICINA- Em meio à agitação de Habana Vieja, coração da capital cubana, tomada por turistas, a Dra. Blanca Rodrigues, especialista em angiologia, atende pacientes diabéticos numa das dezenas de clínicas espalhadas pela cidade. É ela quem, com a ajuda de um enfermeiro, avalia e massageia os pés de uma paciente com diabetes em estágio inicial. ”Trabalhamos muito com a prevenção, evitando que as doenças se agravem. É um prazer cuidar da saúde das pessoas”, afirma a Dra. Blanca, que já atuou no Equador e na Venezuela.

Um dos exemplos da preocupação do Governo  de Cuba com a qualificação dos profissionais de saúde é o Instituto de Medicina Tropical Pedro Kouri (IPK). O IPK  já preparou cerca de 45 mil médicos cubanos e 5 mil estrangeiros de 87 países, com especialização em doenças tropicais e enfermidades infecciosas, assim como na área assistencial e epidemiológica.

O instituto possui seis unidades nas Universidades de Havana, Las Villas, Camaguey e Santiago de Cuba.  Além dos cursos de graduação, o IPK oferece  Mestrado e Doutorado, através de convênios com Organização Panamericana de Saúde e a Organização Mundial de Saúde.  De acordo com a Dra. Nereyda Cantelar, vice-diretora de docência  “o IPK está autorizado a outorgar o certificado reconhecido pela Unesco, porque é reconhecida como centro de referência internacional em Medicina”.

“Os médicos de Cuba que foram enviados para atuar no Brasil estavam capacitados em doenças que ainda afetam a população das áreas mais carentes, como a dengue e enfermidades provocadas pelas precárias condições de vida e pela falta de ações de prevenção na área de saúde”, ressalta a Dra Nereyda.

 

a brasileira Dra. Geusianne: diploma e compromisso

UMA MÉDICA BRASILEIRA EM HAVANA- Cuba não apenas exporta médicos para várias partes do planeta, mas também recebe estudantes de quase meia centena de países em seus cursos de medicina. É o caso da brasileira Geisianne Oliveira de Almeida, baiana de Feira de Santana. Filha de um pequeno comerciante e uma dona de casa, ela acaba de receber o diploma de Medicina pela Universidade de Camaguey.

“Foram seis anos de universidade e desde o início do curso tivemos contatos com pacientes. A partir do terceiro ano, tivemos atividades em tempo integrar em hospitais e clinicas”, afirma Geisianne. Dois anos do curso são vividos em equipes do Programa Saúde da Família. “Os professores fazem questão de passar todos os conhecimentos, com aulas extras em currículos complementares como geriatria, oncologia, nutrição, cirurgias e outras áreas, já que temos uma formação generalista”, diz a médica. Os estudantes recebem gratuitamente todo o material de ensino e os instrumentos de trabalho.

“Meu projeto é chegar ao Brasil e começar a atuar em regiões carentes, que precisam de médicos. Saio de Cuba como uma profissional capacitada e também como uma pessoa  com uma visão humanista profissão”, afirma.

Geisianne Oliveira de Almeida faz questão de exibir o diploma recém conquistado. Mais do que um pedaço de papel, é o registro de um compromisso. “O exercício da Medicina não é negócio, é principalmente cuidar da saúde das pessoas”, finaliza.

Em tempo: o povo cubano desconhecem a maneira hostil e até grosseira com seus compatriotas do programa Mais Médicos foram tratados por uma parte da mídia e entidades médicas do Brasil. Acreditam que eles foram recebidos de braços abertos, já que atuaram em regiões de extrema pobreza.

É melhor que pensem assim.

 

(o jornalista Daniel Thame viajou a Cuba a convite do governo cubano)

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031