hanna thame fisioterapia animal
bahiagas livros do thame

O futuro dos videogames

z gisa (5)
Bagnoregio

Estudos internacionais divulgados pelo Financial Times, demonstram que o futuro do videogame vai passar por fluxos dinâmicos, através da transferência de dados. A palavra utilizada é Streaming, em inglês, stream significa córrego ou riacho, e por isso a palavra streaming remete para o fluxo, sendo que no âmbito da tecnologia, indica um fluxo de dados ou conteúdos multimídia. Muitas pessoas assistem filmes, seriados ou jogos de futebol em streaming.
Streaming é uma tecnologia que envia informações multimídia, através da transferência de dados, utilizando redes de computadores, especialmente a Internet, e foi criada para tornar as conexões mais rápidas. Um grande exemplo de streaming é o site Youtube, que utiliza essa tecnologia para transmitir vídeos em tempo real.

Em relação com aos consoles de videogames, escreve o Financial Times, tudo isso pode mudar – ou matar – o mercado de consoles.

Nos últimos anos, como é sabido, o mercado de filmes e séries de TV mudou radicalmente: acontece com mais frequência que grandes produções preferem trazer seus produtos em serviços de streaming, em vez de no cinema ou em alguma rede de televisão tradicional. .

z gisa (4)Foi uma mudança impulsionada principalmente pelo aprimoramento tecnológico, que permitiu que milhões de pessoas desfrutassem de streaming fluido e de alta definição, comparável às reproduções de um DVD ou Blu-ray. Muitos especialistas e especialistas estão se perguntando se a indústria de videogames está prestes a acontecer. Por exemplo, o Financial Times perguntou, tentando imaginar qual seria o futuro dos consoles. Os dois consoles mais importantes do mercado – PlayStation 4 e Xbox One, produzidos pela Sony e pela Microsoft, respectivamente – foram lançados cinco anos atrás, um período bastante longo para o ciclo de vida dos dispositivos tecnológicos de hoje, e as próximas versões podem ser muito diferentes do que sabemos hoje. Em outubro de 2018, por exemplo, a Microsoft anunciou que está trabalhando em um novo projeto chamado xCloud, que permitirá aos jogadores jogar títulos de Xbox em smartphones e tablets, sem a necessidade de possuir um console.
Com a chegada dos jogos de streaming – também conhecidos como “cloud games” – os videogames estão prestes a sofrer “a maior transformação desde os jogos para smartphones”, segundo Candice Mudrick, analista da Newzoo, grupo de pesquisa sobre a indústria de videogames. e os fabricantes de consoles tradicionais correm o risco de acabar com a Blockbuster após a chegada da Netflix. A premissa para os jogos na nuvem tomarem o lugar dos jogos físicos ou baixados é que as conexões de internet se tornam cada vez mais rápidas, mas agora algo está começando a aparecer.

No Japão, que tem a mais rápida conexão de banda larga entre todos os países do G7, o jogo Assassin’s Creed Odyssey foi disponibilizado em streaming na Nintendo Switch, o terceiro console em números de vendas no mundo depois do PlayStation 4 e Xbox. O facto de ter sido lançado na consola da Nintendo não é o caso: o Switch de facto apostou desde a sua chegada ao mercado, em 2017, não tanto na sua potência gráfica – incomparável com a dos seus concorrentes – mas na experiência de jogo oferta. Os gráficos de Assassin’s Creed Odyssey jogados em streaming não são certos do nível do mesmo game jogado no PC ou console, mas aqueles que jogam não só buscam a qualidade dos gráficos. Isso é demonstrado pelo exemplo do Fortnite, o videogame mais popular do ano passado. Graficamente, não é comparável a muitos outros jogos, mas não são os gráficos por trás de seu sucesso, mas tudo o que está por aí, de ser capaz de baixá-lo gratuitamente e jogar sem gastar nada, a capacidade de desafiar seus amigos online.

z gisa (3)Os jogos em nuvem também são vistos com especial atenção por aqueles que não fazem parte da indústria de videogames, como filmes em streaming e serviços de séries de TV. O sucesso de jogos como o Fortnite, jogável em qualquer console, mostra que no futuro os jogos podem ficar cada vez mais desatados por um único hardware, e serviços como Netflix e Hulu, que já possuem sólida experiência na indústria de streaming, podem se tornar concorrentes gigantes como PlayStation, Xbox e a Nintendo.

Provavelmente, no futuro, os avanços tecnológicos nos permitirão ficar sem um console: podemos optar por jogar um videogame, já que escolhemos assistir a um filme em vez de outro no Netflix, simplesmente através de uma tela e uma conexão rápida à internet. No momento, porém, um dispositivo conectado a uma televisão continua sendo a melhor maneira de experimentar plenamente a experiência de um jogo: enquanto a experimentação de jogos de streaming continua, os consoles não parecem em um momento de crise.

Em geral, as vendas de videogames embalados caíram significativamente nos últimos anos – de 600 milhões em 2008 para as 290 esperadas para o ano de 2018 – mas houve alguns jogos individuais que, por si só, estão permitindo que os consoles continuem vendendo.

z gisa (2)Atualmente a tendência que se firma no mercado de videogames é o da simulação, é uma simulação em forma de videogame. O jogo tenta simular um aspecto da realidade e normalmente requer uma mistura de habilidade, sorte e estratégia. Cada um tenta, tanto quanto possível, reproduzir a experiência real como se o jogador estivesse realmente na situação representada. O jogo também pode ser definido em um mundo imaginativo, mas o tema do jogo é tratado em detalhes como se fosse real. Este é o caso do game brasileiro “Garden Paws” do desenvolvedor baiano, Daniel Silveira o SND com trilha sonora do paulista Thiago Adamo, que tem uma grande comunidade formada em sua volta.

Lançado no início do ano de 2018 em praticamente todas as plataformas (até mesmo iOS), Dandara é o nome do game desenvolvido pelo estúdio brasileiro Long Hat House. A história é bonita: você controla um temível guerreiro chamado Dandara e tem que livrar o mundo subjugado de um profundo mal que o dominou, representado por uma série de inimigos estranhos, rápidos e poderosos. A diferença é que o protagonista não anda ou corre como um personagem da maioria dos outros jogos. Em vez disso, eles se move para frente e para trás entre o chão e o teto de um cômodo.

Além disso, Dandara apresenta toda a brasilidade com suas cores brilhantes, tropicais e maravilhosas que decoram o mundo inteiro, tornando o game muito mais convidativo para jogar do que outros títulos neste renascimento de estilo retrô em que você sente parte dele. Isso ajuda a trilha sonora de Thommaz Kauffmann que é extremamente rica, por este trabalho é considerado o músico de games brasileiros do ano de 2018.

z gisa (1)Há algumas coisas que se destacam. Para atacar os inimigos, você precisa carregar sua arma pressionando um botão, tornando o combate mais difícil do que seria. E às vezes os quartos entram em curva e giram, tornando a leitura de mapas uma necessidade secundária. Essas peculiaridades podem despertar o interesse de alguns jogadores em busca de um desafio maior. Mas o que é estranho é que eles também podem ser bem-vindos por jogadores casuais em dispositivos iOS, uma plataforma frequentemente ignorada para esses jogos ambiciosos, mas leves em recursos.

Independentemente de qual tribo você pertence, Dandara é um mistério que se desponta em nosso horizonte. É uma pena que a história seja tão vaga, pois acho que os detalhes maiores teriam contribuído para a mística do jogo, algo que ainda envolve a vida real de Dandara, um guerreiro afro-brasileiro que lutou contra a escravidão no século XVII. Mal posso esperar para ver o que o estúdio Long Hat House poderá fazer no futuro, talvez até com esse personagem brilhante em outro jogo. O gosto da equipe em som e estilo é refrescante, e o mecanismo de flexão por gravidade nunca parece desorientador. Por vida a esse personagem epônimo ou outra criação original parece atraente, desde que estejamos prontos para outros desafios.

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
junho 2019
D S T Q Q S S
« mai   jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30