hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

shopping jequitiba

Videogame celebra 220 anos da Revolta dos Búzios

revolta buzios (4)

Bagnoregio

O Museu Nacional de Cultura Afro Brasileira, com sede no centro da capital baiana, uma dos mais importantes locais de cultura afrobrasileira, com sua extraordinária coleção antropológica, dia 3 de novembro deste ano se tornou o primeiro museu do Brasil a apoiar, divulgar e lançar um videogame gratuito e para todas as idades.

revolta buzios (1)Uma história atemporal, um experiência emocional no presente, contado por meio de jogo eletrônico, que lhe permite vivência o passado histórico baiano, o movimento separatista, liderado por negros e mulatos. O game foi lançado no final da primavera de 2018 com o nome “Revolta dos Búzios – 220 Anos”, um jogo narrativo de acontecimento histórico em 2D, usa gráficos e designer precisos para dar vida à atmosfera do passado e contar aos brasileiros de hoje os acontecimentos da Bahia antiga, suas resistências e revoltas.

O jogo Revolta dos Búzios 220 Anos, apresenta os personagens: Domingas Maria do Nascimento, Luiza Francisca de Araújo, João de Deus, Lucas Dantas, Manoel Faustino, Ana Romana Lopes, Luiz Gonzaga, Lucréia Maria Gercent e Vicência, estes são alguns dos principais nomes dos negros e pardos que lideraram a Conjuração Baiana em 1798.

A partir do lançamento, temo o site oficial http://www.strikegamesbr.com.br/revoltadosbuzios220anos que já se encontra on-line, o game é gratuito e se pode baixar pelas plataformas Android e Windows. O conteúdo do videogame foi Idealizado por Alexandre Santos, pelo Estúdio Strike Games, em parceria com a Nix Gamelab, com musicas do mestre Tonho Matéria, que sentiram a necessidade de atingir um público sedento pela nossa cultura e história através de videogame na rede, numa perspectiva de envolvimento de jogadores, ou seja envolvendo uma atividade de entretenimento das novas tecnologias no campo virtual, atingindo além das nossas fronteiras.
revolta buzios (2)

Evidentemente, este é um notável lançamento que cria asas, permitindo atingir plenamente um dos objetivos fundamentais da cultura e história afro brasileira, uma estratégia virtual em conexão direta com as tendências modernas em comunicação e arte. Se você acha que todo o mundo pode interagir com conteúdo histórico através desta ferramenta única, que agora contamos entre as novas formas de arte, não podemos deixar de estar satisfeitos com a nossa difusão cultural. Se antes, as exposições eram para falar e mostrar peças antigas, agora tudo pode ser experimentado, por causa de uma visão virtual no campo cultural e histórico que não tem impedimento de barreiras, só para quem não sabe jogar as inúmeras plataformas disponíveis no mundo.
revolta buzios (5)

O MUCNCAB, que tem como presidente José Carlos Capinam, é um museu que tem mostrado, ao longo dos últimos meses, que ultrapassa o seu espaço fisico adequadamente a possibilita combinar o rigor da abordagem cientifica com a propensão à inovação e a experimentação. A decisão de patrocinar um game, acertadamente pela primeira vez em um museu, é mais um passo adiante na direção do futuro, não só para se adaptar às práticas de museus do mundo com sua gestão, além de ser uma novidade na cena do museu brasileiro – mas também para se tornar o promotor de atividades de comunicação absolutamente inédito. Com o game “Revolta dos Búzios – 220 Anos” o MUCNCAB, se confirma com museu de vanguarda, aprofundando nas possibilidades de criação de elo frutífero entre o mundo dos museus e o dos videogames, ainda completamente inexplorado, aumentando a sua visibilidade para novos públicos, através do seu envolvimento numa história de grande impacto emocional e social.

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930