hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Itabunense Rogério Silva lança livro em Uberlândia

rogerio silvaPor Freddie Santa Rosa

Rogério Silva trata bem as letras. Costuma dizer que “envoltas com carinho encaixam-se no raciocínio que dá forma a uma emoção”. Tirou da gaveta alguns escritos, todos devidamente publicados em periódicos de 2010 a 2018 e dedicou-se à prazerosa tarefa de relê-los, revisá-los e contextualizá-los, dando contribuição histórica a quem dela quiser tirar proveito.

Na coluna Ponto de Vista do Correio de Uberlândia, no Brazilian Wave Magazine, de Toronto, no Canadá e em um ou outro jornal e revista estão os textos do agora escritor Rogério Silva. Um pouco de humor e até sarcasmo na dose exata para retratar o cotidiano político de Brasília, a evolução da TV aberta no comportamento do público telespectador e um atrevimento em macroeconomia. Ingredientes dos mais diversos em “O Mundo Maravilhoso de Alice e outras histórias”. O título do livro é homônimo de um dos artigos que podem ser lidos em sequência cronológica ou salteados, sem prejuízos.

Dele disse uma vez o jornalista Antonio Lopes, que foi seu colega na TV Santa Cruz, em Itabuna: Rogério Silva é autor aparelhado para nos dar este “O mundo maravilhoso de Alice…”, por ser competente profissional, de longa vivência no tantas vezes deprimente noticiário de TV. Pôr-se em letra de forma, no jornal, é exercer uma espécie de catarse, exorcizar demônios, criar laços com o leitor anônimo, realimentar o sonho juvenil de melhorar o mundo e salvar-se a si mesmo, como bônus. “Escrevo para salvar minha alma” – teria dito Fernando Pessoa, uma das leituras de Rogério.

Baiano, vive de telejornalismo há 27 anos. Por 16 deles atuou no jornalismo da Globo, dirigindo redação e chefiando produção e reportagem em sua cidade natal, no sul da Bahia. Chegou a Uberlândia em 2007 com a missão de reestruturar a programação regional da TV Paranaíba (Record), que atualmente ocupa mais de 5 horas de grade local diária. É noticiarista também na Rádio Educadora, recentemente, migrada para o FM. Professor universitário dedica-se a ensinar o ofício a jovens estudantes que querem desbravar o mercado da comunicação social em Minas.

Outro grapiúna que opina sobre o autor é o palestrante/mágico Karim Midlej Harfush: Para Rogério Silva, amigos são como canetas e lápis, precisam estar sempre por perto, em constante contato, carregadas e apontados para escrever as mais belas histórias da vida. Histórias que vivemos e viveremos ao longo dessa jornada, uma jornada de contos, recontos, vírgulas, pontos e exclamações, afinal, como dizia o poeta Vinícius de Moraes: “A gente não faz amigos, reconhece-os”.

O livro tem ilustrações do conhecido chargista Maurício Ricardo e será lançado dia 13 de novembro, em Uberlândia.

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
novembro 2018
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930