hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle livros do thame

Itabuna reduz para 10% número de mortes por infarto

santa casa itabunaApós sete meses de implantação da Campanha Itabuna: morte zero por infarto-Programa de Diagnóstico e Logística Integrada para Tratamento de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), o número de óbitos causados por Infarto no município teve uma redução significativa. Deixando Itabuna a baixo da média mundial que é de 30% de óbitos. Os números e mais detalhes sobre o programa serão apresentados pela equipe da hemodinâmica, hoje (16), às 19:00 horas, no auditório do Hospital Calixto Midlej Filho.

A redução, de acordo com o médico coordenador do Serviço Hemodinâmica da Santa Casa de Itabuna, o Cardiologista Gláucio Werneck se dá pelaagilidade entre o tempo de espera no atendimento e o diagnóstico. “Para o Infarto, o tempo entre diagnóstico e intervenção é fundamental para determinar o grau de severidade e complicações do paciente. O que torna este programa fantástico é a possibilidade de encurtar o tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento, minimizando os riscos de sequelas e óbitos. Quando o diagnóstico de infarto é confirmado, um alerta é emitido, e todos os envolvidos no atendimento ao paciente são acionados, desta forma, o paciente não fica na fila de espera e os procedimentos são realizados o mais rápido possível”, explicou o cardiologista.

Itabuna foi a primeira cidade da Bahia e a segunda do nordeste a implantar o Programa LATIN (Rede Latino-Americana de Telemedicina para Infarto). Tendo como porta de entrada para o atendimento a Emergência do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Monte Cristo e o Pronto Atendimento do Hospital Calixto Midlej Filho e o SAMU de Itabuna, todos interligados ao serviço da Hemodinâmica da Santa Casa, que atua como central de tratamento para infarto para 100% dos casos diagnosticados como emergência.

Para o Provedor da Santa Casa, o médico Eric Júnior, o Programa tem sido um sucesso. “Sabemos que ter um atendimento mais efetivo e com uma avaliação mais minuciosa na emergência, certamente, ajuda a salvar vidas, e é isto que o Programa LATIN vem permitindo aos nossos pacientes. Os números comprovam e o resultado está sendo bastante satisfatório ”.

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
outubro 2018
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031