hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

O que é Parvovirose Canina?

Dra. Hannah Thame

 hannah thameÉ muito comum ouvir alguém comentando sobre a “parvo”, uma doença famosa que pode acometer os cães. Mas o que é a parvovirose canina? Como é causada?

A parvovirose é causada pelo vírus Parvovirus e é uma doença altamente contagiosa e fatal, acometendo principalmente os filhotes de cães, que ainda estão na fase de vacinação ou sem vacina. Isso ocorre porque o sistema imunológico desses animais ainda não está completamente desenvolvido e eles se tornam mais vulneráveis às enfermidades.

Proprietários de cães que apresentam parvovirose conseguem reconhecer facilmente que seu animal está doente, tendo em vista que os sinais ocorrem de forma brusca e caracteriza-se por diarreia abundante, com alta frequência, na maioria das vezes com sangue. O animal também pode apresentar vômitos, febre alta, depressão e falta de apetite, levando a um quadro de anorexia.

caesA transmissão ocorre através das fezes pela via oro-fecal, ou seja, através do contato das fezes com a boca do animal, o que é bastante comum em filhotes. Como é uma doença de fácil transmissão, animais que vivem juntos em grande quantidade, correm um maior risco de contaminação, o que faz com que seja comum vários filhotes da mesma ninhada apresentarem a doença.

O Parvovírus Canino é altamente resistente e pode permanecer no ambiente por muitos meses, tornando-se fonte de infecção para outros cães. Por isso, na maioria das vezes, o Médico Veterinário recomenda que não se adquira outro cachorro por pelo menos seis meses após ter ocorrido um caso de parvovirose no ambiente. O ideal é queimar todos os comedouros, camas e panos que o cachorrinho doente teve contato, pois estes utensílios são as principais fontes de infecção para outros cães.

Por se tratar de uma doença viral, não existe tratamento específico, sendo feito então o tratamento de suporte, com antibióticos, fluidoterapia endovenosa e remédios para controle do vômito. Para combater esta doença é importante vacinar o seu cão, após 45 dias de vida, lembrando que ele estará protegido apenas após a terceira dose de vacina e que o reforço deve ser feito anualmente.

Os cuidados preventivos são de grande importância para evitar que a doença ocorra, no entanto, caso seu animalzinho seja acometido, leve-o imediatamente ao Médico Veterinário, pois somente esse profissional está apto para atendê-lo de forma correta.

 

(*) A Dra. Hannah Thame é Médica Veterinária e Mestre em Ciência Animal com ênfase em Sanidade Animal pela Universidade Estadual de Santa Cruz

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30