hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Archive for julho 7th, 2018

A invenção do Chocolate da Mata Atlântica

Gerson Marques

 gerson marquesFazer chocolates é uma atividade muito nova para nos do Sul da Bahia, o antigo modelo exportador de matéria prima, com base monocultural, ficou congelado por mais de um século, travando alternativas e oferecendo um certo conforto, que mais tarde se mostraria insustentável.

Neste sentido, existe um fator positivo com a crise da vassoura, como ensina os orientais, as crises são o fim e início ao mesmo tempo, depende de seu ponto de vista, ou como se comporta perante a adversidade.

A busca por alternativas que viabilizasse saídas para um quadro de insustentabilidade econômica da atividade agrícola do cacau, foi sem dúvidas o fator motivador e indutor para o surgimento da chocolataria no Sul da Bahia.

chocolate do sul da bahiaMas, como se faz chocolates? Está era a pergunta a ser respondida anos noventa, no mundo até então, prevalecia a escola Suíça, com forte tradição no chocolate ao leite, traduzido para o Brasil, em chocolates com baixo teor de cacau, baixa qualidade e muitos aditivos suspeitos, fidelizando consumidores de doces, com o nome chocolate entrando como fantasia.

A falta de tradição e conhecimento sobre a produção de chocolates, era uma dificuldade que parecia intransponível apontando para um mar de desafios pela frente.

Também nos anos noventa, surge na Califórnia-EUA, um movimento de inovação do chocolate, comandado por chefs de culinária que resolveram reinventar o chocolate com base na seleção de amêndoas de alta qualidade e diminuição ou eliminação do leite na fórmula de seus inventos, este movimento ficou logo conhecido como “been tô bar”, foram fundamentais no desenvolvimento de uma linha de máquinas e equipamentos, de pequeno porte que viabilizaria o surgimento da micro e pequena fábrica de chocolate, coisa impensável pouco tempo antes.

Read the rest of this entry »

Juninho Espoliano, “Fugindo dos cobradores”

Foto: José Nazal

A beleza de Ilhéus em todo o seu esplendor. Obra prima da natureza  no sul da Bahia

A beleza de Ilhéus em todo o seu esplendor. Obra prima da natureza no sul da Bahia

Somos Perfeitamente Imperfeitos

Eulina Lavigne

 

eulina lavigneTodos os dias quando acordo medito, faço a minha saudação ao sol, peço que ele renove a minha luz e me proteja.

Ouvi desde criança que o Sol é o nosso astro Rei. É fonte de energia, de vitamina D, que facilita a absorção de cálcio em nosso organismo. E ontem ouvi que ele reflete a vastidão da nossa luz! Essa luz única que cada um de nós emana.E, muitas vezes percebo que temos dificuldades para aceitar e acolher a nossa luz e desejamos brilhar na luz do outro.

Tomar a nossa luz é também enxergar a nossa sombra. Em alguns momentos queremos calçar o sapato 36 do outro embora o nosso seja 35 e caminhamos cheios de resmungue e de queixas. Só pode, com o sapato apertado!

maçaTem gente que esquece que sapato para brilhar precisa ser polido. E assim somos nós. Precisamos polir os maus pensamentos, as ações que já não nos cabe mais, os maus sentimentos e parar de achar que temos a razão e conhecemos a verdade.

Sapato bom é aquele que se ajusta aos nossos pés. Bom para fazer longas caminhadas, enfrentar estradas de barro, que supera barreiras e no final do caminho encontra a cera certa para brilhar.

Cada um de nós tem uma jornada sagrada, uma forma singular de se conectar com o seu divino.E por vezes nos desconectamos desse aspecto tão íntimo, tão sagrado e pessoal como se ao olhar no espelho não reconhecêssemos mais a essência da nossa alma.

Read the rest of this entry »

vily

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
julho 2018
D S T Q Q S S
« jun   ago »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031