hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Archive for julho 27th, 2017

Governo do Estado lança projeto Escolas Culturais em Itabuna

 

O governador Rui Costa lançou, nesta quinta-feira (27), em Itabuna, no sul da Bahia, o projeto Escolas Culturais, que tem a proposta de fortalecer e dinamizar as escolas, por meio da cultura, em benefício da comunidade. Uma grande festa marcou o lançamento, realizado no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, a primeira unidade de ensino a receber a iniciativa, que chegará, inicialmente, a 85 escolas, localizadas em 66 municípios de todos os Territórios de Identidade.

Foto_Manu Dias_GOVBA (2)“Hoje é o lançamento de um grande projeto, que é a integração da cultura com a escola. Nesses dois anos, visitando mais de 250 escolas, eu vi muitas experiências positivas e resolvemos criar essa experiência de abrir a escola para a comunidade, de trazer a comunidade cultural para dentro da escola”, afirmou Rui, acompanhado da primeira-dama e presidente das Voluntárias Sociais, Aline Peixoto. “Hoje é um dia muito feliz para mim. Eu me sinto muito realizado. Até dezembro, vamos botar o pé na estrada, percorrer as escolas e motivar a juventude. O que estrutura a alma do ser humano é cultura. Nós queremos plantar e Foto_Manu Dias_GOVBA (3)semear isso dentro da escola”, acrescentou.

As Escolas Culturais vão oferecer atividades nas áreas de dança, arte literária, música e audiovisual. O projeto, que faz parte do Programa Educar para Transformar, é uma iniciativa conjunta das secretarias estaduais da Educação, de Cultura (Secult), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e da Casa Civil. “O programa vai começar em todos os territórios. Vamos identificar o traço cultural e dialogar com a identidade de cada território. É também um caminho de ligação da escola com todas as práticas culturais que existem nas cidades e nos territórios”, explicou o secretário da Educação, Walter Pinheiro.

Gestão compartilhada

Foto_Manu Dias_GOVBAA gestão das Escolas Culturais será realizada por meio de uma equipe compartilhada, formada por representantes da Secretaria da Educação do Estado e dos Núcleos Territoriais, por um grupo de trabalho da Secult e da SJDHDS e pelos Núcleos de Arte e Cultura (NAC), compostos por um professor, dois líderes de classe e um representante territorial de cultura.

O educador e os dois alunos passarão por uma formação continuada, com cursos promovidos em diversas áreas de cultura, ministradas pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) e Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba). “Esse é um programa muito importante, idealizado pelo governador, no sentido de oferecer opções socioculturais aos jovens e adolescentes, ampliando o espaço da escola e fazendo com que a escola interaja com a comunidade”, comentou o titular da SJDHDS, Carlos Martins.

Programa interdisciplinar

O evento de lançamento incluiu apresentações artísticas do quinteto de metais da Orquestra Neojiba, de estudantes e grupos culturais de Itabuna, além de oficina de grafite. As atividades foram encerradas com um show do cantor Luiz Caldas para os estudantes do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães. “Nós estamos fazendo com que a cultura dê um abraço em uma das suas principais vertentes, que é a educação. É um programa interdisciplinar. É um exemplo para o Brasil. É um grande ganho para estudantes e para a população, porque é um programa para dentro da escola e também para a comunidade”, destacou o secretário de Cultura, Jorge Portugal.

 

As secretárias estaduais de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeira, e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana; o superintendente de Fomento ao Turismo do Estado, Diogo Medrado; a senadora Lídice da Mata; e o prefeito de Itabuna, Fernando Oliveira, também participaram do lançamento.  (Fotos: Manu Dias/GOVBA)

Sul da Bahia recebe ciclo de palestras sobre renegociação de dívidas

 

Produtores do sul do estado têm a oportunidade de esclarecer todas as suas dúvidas sobre renegociação de dívidas, com base na Lei 13.340/16. Começou nesta quinta-feira, 27, e vai até amanhã, 28, o ciclo de palestras que vem sendo realizada pelo Sistema FAEB desde o início deste ano no estado, após a Lei ser sancionada, para que os produtores entendam como proceder. As palestras são gratuitas e ministradas pelo superintendente de Relações Institucionais da CNA, Nelson Vieira Fraga.

A primeira palestra aconteceu em Ilhéus, na manhã de hoje, na sede do Sindicato dos Produtores Rurais do município. Logo à tarde, às 14:30h, o evento segue para Gandu, onde será realizada no Centro de Capacitação Regional do SENAR BAHIA no município. Amanhã é a vez do município de Ipiaú. A palestra acontece a partir das 9h, no auditório do Parque de Exposições da cidade. O último encontro com os produtores na região acontece no turno da tarde, em Barro Preto, a partir das 15, no Sindicato dos Produtores Rurais.

As palestras, que já foram realizadas em municípios do semiárido, sudoeste e extremo sul, vão acontecer em todas as regiões do território baiano. A região oeste e alguns municípios do semiárido ainda vão receber o evento.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Sistema FAEB participaram ativamente das discussões e da construção da Lei 13.340, sancionada no final do ano passado.

Com a Lei, os produtores terão até 31 de dezembro deste ano para liquidar ou renegociar suas dívidas. O benefício foi ampliado para os produtores com dívidas contratadas até 31/12/2011, situados em toda a área da SUDENE, que tenham débitos de qualquer valor, quando contratadas com recursos do FNE e recursos mistos do FNE e outras fontes (BNB). Lembrando que em operações contratadas com outras fontes (sem FNE) o benefício é limitado ao valor contratado até R$ 200mil.

Sesi abre vagas para cursos de qualificação profissional

O Serviço Social da Indústria (Sesi) abriu 220 vagas de qualificação em minicursos para profissionais de Ilhéus, Itabuna e região. Os cursos de curta duração serão ministrados na unidade integrada da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), no quilômetro 13 da Rodovia Ilhéus-Itabuna, e oferecem certificação, segundo a diretora de Relações com o Mercado, Ana Dantas.

São 11 cursos em várias áreas, cada um deles com 20 vagas. Os cursos oferecidos são os de Oratória; Excel; Excel Avançado; NR 05 Cipa; NR 10 Segurança em Eletricidade (Básico); NR 10 Instalações e Serviços em Eletricidade; e NR 35 Trabalho em Altura.

 

A Unidade do Sesi Sul também oferecerá cursos de liderança. São eles Desenvolvimento de Líderes: Liderança Essencial; Desenvolvimento de Líderes: Líder Coach; Desenvolvimento de Líderes: Gestão de Equipes Eficazes; e Desenvolvimento de Líderes: Gestão para Resultados.

Os valores dos cursos variam de R$ 100,00 a R$ 250,00, e todos oferecem certificação. Informações sobre os cursos podem ser obtidas pelo telefone 73-3222-7080 ou 3222-7081, de segunda a sexta, das 8h às 17h.

Governo reinaugura Espaço Solidário em Itabuna

O Espaço Solidário do Centro Público de Economia Solidária (Cesol) – Litoral Sul, no município de Itabuna, será reinaugurado hoje, dia 27, às 10h30. Localizado na Praça Olinto Leone, no centro da cidade, o equipamento comercializa produtos de empreendimentos apoiados pelo Cesol. A secretária Olívia Santana participará da solenidade.

Nos Centros Públicos de Economia Solidária, vinculados à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), são oferecidos estudo de viabilidade econômica, assistência técnica gerencial, orientação de acesso ao crédito, assistência técnica em comercialização e marketing, capacitação em áreas afins e assessoria para organização de feiras e exposições.

Governo do Estado lança projeto Escolas Culturais em Itabuna

rc 2O governador Rui Costa lança nesta quinta-feira (27) no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna, o projeto Escolas Culturais. A iniciativa integra o programa Educar para Transformar e será executado por meio de uma parceria entre as secretarias da Educação (SEC), da Cultura (Secult), e da Justiça, Cidadania, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). O objetivo do projeto é promover o desenvolvimento dos estudantes da rede estadual através de atividades culturais em unidades escolares que serão integradas à comunidade da qual faz parte.

Inicialmente, o projeto será implantado em 85 unidades escolares de 66 municípios, que serão requalificados e receberão equipamentos para que sejam desenvolvidas atividades nas áres de dança, música, audiovisual e literatura. Esses colégios estão focados no fortalecimento e na dinamização do ambiente escolar, visando potencializar os projetos artístico-culturais já existentes e fomentar novas atividades.

“Com a potencialização das atividades culturais, vamos transformar a vida de milhares de estudantes, de suas famílias e da comunidade que integra cada unidade escolar. Quero levar as Escolas Culturais para o maior número possível de municípios, maximizando assim a oportunidade dos alunos terem acesso a diversos tipos de manifestações artísticas. A transformação terá início dentro da escola, mas tenho certeza que vai se expandir e tocar o coração de milhares de baianos”, afirmou o governador Rui Costa.

Com a implantação do projeto, auditórios e outros espaços das 85 unidades receberão equipamentos para projeção de audiovisual, com palco para apresentações artísticas e com internet banda larga para o desenvolvimento dos projetos, a exemplo de programas de rádio e fomento ao empreendedorismo, dentre outros. Dentro da metodologia de trabalho, estão incluídos, entre outras atividades, saraus literários e oficinas de canto, coral, instrumentos, dança, audiovisuais, além de potencialização das bandas marciais, fanfarras e orquestras das escolas ou criação desses conjuntos musicais nas escolas que não os possuírem.

O secretário da Educação Walter Pinheiro destaca que a concepção das Escolas Culturais partiu do governador Rui Costa, com a proposta de ampliar a integração entre a comunidade e as escolas, especialmente por meio das atividades culturais. “Nossas escolas já possuem uma prática consistente de incentivo à arte e à cultura e, agora, teremos condições de ampliar mais ainda estas atividades com foco nos conteúdos pedagógicos, na produção de audiovisual dos estudantes integrada à grade curricular. Quem melhor para contar as histórias do que acontece em cada canto do nosso estado, através da linguagem audiovisual, do que os estudantes?”, indaga Pinheiro.

Para o secretário de Cultura, Jorge Portugal, o projeto vai potencializar a cultura nos Territórios e vai fortalecer o vínculo da comunidade com a escola. “Imaginem uma sala de cinema na escola, um teatro, um palco para apresentações artísticas diversas, pois é assim que será o Escolas Cultuais. Um local inspirador para nossos jovens da Bahia”, ressalta Portugal.

A gestão das Escolas Culturais será realizada por meio de uma equipe compartilhada, com representantes da secretarias da Educação e de Cultura, um grupo de trabalho das duas secretarias e representantes dos Núcleos Territoriais e pelos Núcleos de Arte e Cultura, formado por um professor, dois líderes de classe e um representante Territorial de Cultura. O educador e os dois alunos passarão por uma formação continuada com cursos promovidos em diversas áreas de cultura, ministrados pela Universidade Federal da Bahia, Centro Juvenil de Ciência e Cultura e Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba).

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
julho 2017
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031