hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Archive for junho 17th, 2017

Buena Vista Social Club – Chan Chan

Analfabetismo funcional, uma praga

João Palma

 joão palmaNa estreia dessa coluna aqui no blog, sábado, dia 3 de junho, comecei chutando a pilastra ao acusar o Brasil de não estar formando leitores em larga escala. Alguém poderia buscar informações na pesquisa Retratos da Leitura no Brasil e me mandar às favas mostrando que no intervalo de duas pesquisas – 2012/2016 – saltara de 50% para 56% o percentual de leitores no país.

Aumentou, é verdade, mas vale uma observação: o que anda lendo o brasileiro? Há dados assustadores que deveriam, verdadeiramente, preocupar nossas autoridades por relevarem que mesmo lendo pouco o brasileiro lê mal e mal compreende o que lê e isso faz dele um analfabeto funcional.

analfaPara demonstrar a gravidade do que escrevo vale verificar os dados do Instituto Nacional de Alfabetismo Funcional, com resultados de 2012: 38% dos universitários têm dificuldades para compreender textos de média complexidade e de utilizar a leitura e a escrita no cotidiano. Escrevi universitários, prestou atenção?

Em favor da leitura podemos dizer que ela facilita a alfabetização, desenvolve o repertório, estabelece o senso crítico, estimula a criatividade, melhora a autoestima, facilita a escrita, reduz o estresse, previne o Alzheimer, humaniza as pessoas, melhora o salário, aumenta a renda.

Precisamos muito de tudo isso!

 *João Palma,61, é o idealizador da mobilização nacional pela leitura diadelertododia

Bola de Cristal

Daniel Thame

daniel charge cuba zap Foram definidos na sede da Conmebol, sem a presença do presidente da CBF Marco Polo Del Nero (que ama por demais o Brasil a ponto de não colocar os pés fora de nossas fronteiras), os jogos do  mata-mata da próximas de decisivas fases da Copa Libertadores e da Copa Sul Americana.

Inchadas com times marca-bufa nas fases classificatória  (com o adendo de que um desses marca-bufa, o Defensia y Justicia eliminou nada menos do que o campeoníssimo São Paulo), as fase mata-mata estão recheadas de times brasileiros, uns bafejados pelo sorteio, outros nem tanto.

Num mero exercício de adivinhação, vamos pois à sessão `Bola de Cristal`.

Libertadores

Atlético PR x Santos: é o único confronto brasileiro das oitavas de final. O Santos de técnico novo, Levir Culpi, parece ter recuperado o bom futebol. O Atlético do Paraná tem um conjunto mais afinado e é difícil de ser batido em casa. Santos.

Palmeiras x  Barcelona: trata-se do Barcelona genérico, o do Equador. Mas o milionário Palmeiras vem jogando como um genérico de si mesmo, sem despertar confiança no torcedor. Está com pinta de zebra vestida de Barcelona.

Botafogo x Nacional: dizem que tem coisas que só acontecem com o Botafogo. E nessa Libertadores as coisas só tem acontecido a favor do time carioca, o típico time bom, barato e cumpridor. O time uruguaio só tem garra e tradição. Dá Bota.

bcGrêmio x Godoy Cruz : o Grêmio de Renato Gaúcho vem jogando o melhor futebol do Brasil, eficiente e às vezes vistoso, algo raro por essas plagas. O time argentino é um desses cometas que surgem e somem. O Grêmio vai tratar de apaga-lo já nas oitavas.

Atlético MG x Jorge Wilstermann: tudo bem, o Galo que parecia pintar como esquadrão, está parecendo mais um pintinho inofensivo. Mas, cá pra nós, o adversário é daqueles que reabilitam qualquer Ibis da vida. Driblando a atitude, Galo sem sustos.

Sul Americana

Corinthians x Patriotas: nem o mais patriota dos Patriotas acredita que o Patriotas passe pelo Corinthians. O confronto só vale pelo trocadilho. Infame, por sinal.

Chapecoense x Defensa y Justicia: atual campeã da Sul Americana, remontada após a tragédia na Colombia, a Chape pega um adversário que ninguém sabia quem era até passar pelo São Paulo. Dureza, mas dá Chape.

Flamengo x Palestino : o time chileno já aprontou uma vez com o Flamengo. Não vai aprontar duas. Mengo.

Fluminense x Univerisad Católica: para o azar dos chilenos, o Papa Francisco anda ocupado demais rezando pelo San Lorenzo. Flu.

Sport x  Arsenal de Sarandi: Jogo duro para o time de Wanderley Luxemburgo. Da Arsenal.
Ponte Preta x Sol de América. Ponte, se não se queimar muito no sol paraguaio. Doeu!

 

Sobre as leis de proteção de animais

Débora Spagnol

debora 2Schopenhauer citava a piedade como uma das características a equilibrar a maldade e  o egoísmo inerentes às relações humanas. A mesma piedade, segundo o filósofo, deveria também permear a relação dos homens para com os animais. Mesmo sendo avesso às convenções sociais e sem sorte com as mulheres (sua obra é famosa pelas críticas ao sexo feminino), o alemão é conhecido como o “filósofo do amor”, já que o sentimento é o tema central de sua obra; não no sentido romântico, porém, mas enquanto impulso de vida.  Intensamente insatisfeito com o modo como os homens se organizam e se afligem uns aos outros, Shopenhauer viveu uma vida peculiar e solitária, dividindo seus dias com seu cão ATMA (que significa “alma do mundo”), nutrindo, por quem nutria profundo e verdadeiro afeto.

“A piedade com os animais está tão intimamente ligada com a bondade de caráter, que se pode afirmar que quem é cruel com os animais não pode ser bom” é um dos aforismos mais famosos sobre a compaixão aos animais e foi atribuída ao filósofo. Nele, se percebe a inter-relação entre a crueldade contra os animais e contra os humanos. Estudos científicos atuais colaboram com essas constatações: no processo de abate massivo de animais, por exemplo, os trabalhadores passam por transformações psicológicas semelhantes àquelas sofridas por combatentes de guerra, executores e nazistas. A personalidade natural do trabalhador se identifica com o animal a ser abatido (que é digno de afeição e cuidado), mas outra personalidade – aquela transformada pelo trabalho no abatedouro – mata o animal, sendo  literalmente incapaz de sentir piedade para com eles. Como consequência dessas transformações psicológicas, os indivíduos que cometem crueldade contra os animais estão mais propensos ao uso de drogas, estupros, roubos e homicídio – principalmente contra mulheres e crianças. (1)

Utilizados como instrumento de diversão, crença e trabalho, inúmeros animais são abatidos e sacrificados anualmente em festas religiosas, culturais e na lide do dia a dia, no país e no exterior. Vaquejadas, touradas e farras do boi são exemplos de eventos que utilizam os animais como peças principais do espetáculo mas que, do ponto de vista moral e social, despertam grandes discussões na sociedade.

A mídia é farta em trazer vários casos de crueldade contra animais domésticos (especialmente cães e gatos), demonstrando a verdadeira contradição humana consistente em adotar e então torturar seres vivos. Manchetes movimentam  associações, ONG´s ou simples cidadãos voluntários que dedicam sua vida na proteção e mobilização dos entes públicos na criação de mecanismos destinados a proteger esses animais.

Read the rest of this entry »

Sem perder o rumo

Gerson Marques

 gerson marquesEm 26 de março de 2010, o presidente Lula e o governador Wagner, assinaram em Ilhéus a licitação para construção da Ferrovia Oeste/Leste – Fiol, parte de um complexo que ainda incluía a construção de um porto em parceria público privado – PPP.

Passado sete anos os projetos não se concluíram, a ferrovia com menos de cinquenta por cento de suas obras realizadas, encontra-se parada, e o porto não chegou a sair do papel.

Neste momento, o governo do estado tenta uma saída via a empresa  China Railway Engeneering Group (Creg), uma gigante asiática que já vem comprando projetos parecidos na América do Sul. A situação porém não é fácil, o governo da Bahia trabalha na estruturação de uma nova modelagem do negócio e antes de assinar com os chineses,  depende ainda da aprovação no Tribunal de Contas da União.

A paralisação do projeto no entanto, abriu uma janela de oportunidades para um debate mais qualificado e produtivo, sobre o modelo de desenvolvimento regional, principalmente um debate construído aqui, envolvendo as lideranças e inteligências locais.

O Sul da Bahia, como já disse, em outro artigo é uma pobre região rica, apesar de ter um cem números de possibilidades, não consegue consolidar de forma efetiva nem uma, depois de perder o cacau como fonte “infinita” de riqueza, não viu a industrialização se efetivar, não se tornou um pólo comercial para além das fronteiras, não é um destino turístico relevante e nem um centro de serviços de referencia.

Essencialmente, o Sul da Bahia sofre de uma crise estrutural, associado à ausência de projetos estruturantes, capazes de redesenhar o modelo de desenvolvimento, principalmente de projetos que se complementem e dialoguem entre si, sem perder referencias já consolidadas como o patrimônio ambiental extremamente significante, uma rede de ensino superior em franco processo de expansão, assim como uma oferta logística, razoável e já estruturada.

Read the rest of this entry »

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
junho 2017
D S T Q Q S S
« mai   jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930