hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Sistema prisional: empresários de Vitória da Conquista conhecem projeto de reinserção social

conjunto penal conquista 2O Conjunto Penal de Vitória da Conquista sediou uma reunião de líderes empresariais e parceiros locais com o objetivo de promover ações para a inserção social de apenados e egressos do sistema prisional por meio do trabalho. Durante o evento, organizado pelo Conselho de Segurança – CONSEG e SOCIALIZA, foi apresentado o “Projeto de Ressocialização de Apenados: Uma oportunidade de fazer diferente”, pelo Superintendente de Ressocialização Sustentável da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização – Dr. Luís Antônio N. Fonseca.

Empresários e representantes do poder judiciário e da área de segurança pública discutiram os desafios e oportunidades do processo de inclusão desse público. Cerca de 30 pessoas participaram do encontro, que terminou com grandes expectativas. Segundo o Superintendente de Ressocialização, Dr. Luís Antônio N. Fonseca, “a união de esforços da esfera pública e da iniciativa privada é fundamental para o desenvolvimento de ações com esse enfoque”. Ele destacou que a parceria com as instituições apoiadoras tem-se mostrado de grande valia para a mobilização da sociedade civil, principalmente do empresariado, para incentivo às ações de inserção profissional ao público oriundo do sistema prisional.

conjunto penal conquista 1Mais do que apresentar a fórmula de sucesso do programa, o evento retratou, ao longo da programação, um panorama da segurança pública na região e dos reflexos dessa prática na reincidência criminal. “O objetivo da reunião foi desmistificar a contratação de sentenciados e demonstrar, por meio de depoimentos de egressos e empresários atendidos pelo Programa, que, com o engajamento de todos, os benefícios podem ser grandes para toda a sociedade”, explicou o¨ Diretor do CPVC, Cap. PM José Oliveira Melo.

Estudos dedicados ao assunto comprovam que a probabilidade de reincidência em egressos que trabalham é 63% menor, quando comparada com os que não possuem ocupação profissional. “Ao deixar o sistema penitenciário, grande parte dos ex-infratores deseja reconstruir suas vidas e, muitas vezes, esbarram na falta de oportunidades. Juntos podemos mudar essa realidade”, acredita o Gerente da Socializa no CPVC, Juraci Jr.

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
maio 2017
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031