hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

As dietas e o comportamento alimentar

Andrea Spier

 andrea FTCEsse nome pequenininho já dá o que falar, pensar e para muitos ….sofrer!!!! É isso mesmo, quantas pessoas você já ouviu dizer que estão de dieta, que vai começar uma, e que a segunda-feira lhe espera?? Ou, em um encontro com amigos ou família nega o prato principal, ou pior… a sobremesa, por que está de …dieta!!!

Nós nutricionistas e outros profissionais da saúde temos acompanhado muitas pessoas que deixam de conviver socialmente por causa das dietas, ou fazem delas um estilo de vida, ou submetem-se a elas devido a imposição estética do mundo midiático, afinal quem não quer “secaaar”? e para isso cumprem as chamadas dietas da moda. A saber, a da lua, sopa, sangue são passado…no momento vingam a Low Carb High Fat(LCHF); jejum intermitente, cetogênica, whole30, 5S, entre outras..!! No entanto, essas pessoas vão seguindo com um descontrole emocional para alcançarem seus objetivos a qualquer custo e preço como se houvesse um único padrão de beleza, até por que querem uma perda de peso rápida com resultados imediatos.

Devo chamar atenção que dietas restritivas, não trarão êxito e podem ser responsáveis por desencadear transtornos alimentares (anorexia e bulimia) principalmente em adolescentes, em uma época de terrorismo nutricional em que nada pode, influenciados pelo mundo à parte de redes sociais como o Facebook e Instagram, chamo atenção dos pais para verificarem como está o comportamento alimentar dos seus filhos adolescentes.

Mediante  todas essas circunstâncias me pergunto onde está a saúde??

Segundo Canesqui e Garcia(2005), comer envolve seleção, escolhas, ocasiões e rituais. Envolve também sociabilidade, ideias e significados, e como deixar tudo isso de lado ao cumprir dietas?? Quem sabe a saída não seja encarar tudo isso de forma mais leve a começar por retirar a expressão “dieta” do cardápio?  Tudo é mais simples do que parece, escolher melhor os alimentos, ou seja, preferir os mais naturais/integrais evitando os industrializados, ter equilíbrio e moderação, realizar uma atividade física que goste, desfrutar de uma boa noite de sono, isso sim é sinônimo de saúde, é tão mais simples!!!

É certo que mudar o estilo de vida muitas vezes é necessário para prevenir ou tratar doenças, mas nosso organismo é ótimo para se adaptar ao que faz bem a ele, os benefícios dessa mudança serão muitos e você perceberá os resultados!!! Ouça seu profissional de saúde, que é quem cuida de você, não se deixe influenciar por produtos que prometem milagres, ou por modismos!!! Sabemos que é difícil, até a música -Trem Bala- ganhou versão “Fit” mas quem ainda está sofrendo por que tem que fazer dietas, e não se permite saborear um docinho,  está no caminho errado! Planos alimentares ideais são aqueles que permitem mudanças sustentáveis, ou seja, são viáveis de serem executados, lhe darão autonomia alimentar, serão para sempre e sem sofrimentos. Bom, esse texto tem como finalidade repensarmos sobre nosso comportamento alimentar, cada um é um ser único, mas sobre isso falaremos em outro momento.

Que esse domingo de dia das mães, seja cheio de significados, que as preparações servidas representem o amor e que se fortaleçam os vínculos! Sem radicalismos ou exageros que seja um encontro de alegria à mesa !!! A todas as mães um abraço bem nutrido e um especial para a minha mãe é claro!!

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
maio 2017
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031