ma posturaUma ideia criativa e de baixo custo foi a solução encontrada pelos estudantes Eduardo Costa e Márcio Barros, do 3º ano, do Colégio Estadual Antônio Batista, no município de Candiba, localizado no Núcleo Territorial de Educação de Caetité (a 762 Km de Salvador), para ajudar os colegas a manterem uma boa postura, ao sentarem nas carteiras escolares. Eles desenvolveram, para a Feira de Ciências da unidade escolar, o “Dispositivo Alertador da Má Postura” (DAMP), que possibilita que o aluno seja informado, por meio de um sensor, quando está sentado de forma incorreta. O trabalho também resultou na conquista de uma bolsa anual do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ).

“Com a motivação de participar da Feira de Ciências, tivemos a ideia de trabalhar algo que pudesse ser útil para os estudantes. E este assunto da má postura é sempre recorrente na escola. Primeiramente, achávamos que teríamos que desenvolver um produto mais complexo, mas, com pesquisa e dica de um amigo, pudemos realizar um produto de baixo custo e caseiro que atinge ótimos resultados”, conta Eduardo.

Segundo o inventor, o dispositivo foi criado com base em uma bateria, um motor e três sensores localizados em pontos distintos da carteira escolar, interligados por fios elétricos. Quando o estudante senta na cadeira, automaticamente o dispositivo é acionado e, caso saia da posição correta, o motor faz a cadeira vibrar alertando o aluno.

Eduardo ainda fala sobre a bolsa adquirida junto ao CNPQ. “Conseguimos inscrever o trabalho para essa iniciativa e receberemos, durante todo o ano de 2017, uma ajuda de custo de R$100 por mês. Também estamos classificados para a próxima Feira de Empreendedorismo, Ciência e Inovação da Bahia (FECIBA) e a ideia é aperfeiçoarmos o produto para, futuramente, pensarmos em sua comercialização”, destaca.

Para a professora e orientadora Roberta Marla Costa, o projeto é muito importante porque trabalha a realidade da escola. “O legal é que eles conseguiram produzir algo que pode contribuir para melhorar a postura dos alunos, influenciando diretamente na saúde deles. Por enquanto, o dispositivo está instalado apenas em uma cadeira, como um protótipo, para que possam ser verificadas possíveis necessidades de aperfeiçoamento”, declara.