hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Archive for abril, 2017

Dia do Trabalhador terá show de Luiz Caldas e Lordão em Itabuna

luiz caldas e lordãoOs trabalhadores de Itabuna terão um dia totalmente especial marcado por muita festa e animação no Dia do Trabalhador que será comemorado na próxima segunda-feira (1º de maio).  O cantor Luiz Caldas e a Banda Lordão prometem fazer uma grande festa na Praça Rio Cachoeira, através de do projeto Circuito Mais Música que é realizado pelo Governo do Estado da Bahia, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado, com o  patrocínio da Vivo

O evento tem ainda o apoio da Prefeitura Municipal de Itabuna por meio da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), que responde pela realização de shows e eventos nos grandes festejos da comunidade.

Ainda faz parte da programação do Dia do Trabalhador  oficinas de bateria/percussão destinadas a adolescentes. O facilitador será o Mestre Sabará. Já os shows serão a partir das 19 horas? com a expectativa de um público de mais de 10 mil pessoas.

O projeto Circuito Mais Música acontecerá em Itabuna e Salvador, nos dias 1 e 6 de maio, respectivamente. O projeto Circuito Mais Música pretende fomentar novos públicos, incentivando os jovens a participarem de eventos culturais com qualidade técnica e artística. A primeira edição aconteceu em 2010 e de lá para cá mantém entre as suas principais características a itinerância entre as cidades da Bahia e programação qualificada.

Luiz Caldas – Dono dos hits “Magia”, “Haja Amor”, “Tieta” e “É Tão Bom”, o multi-instrumentista é o criador da sonoridade híbrida mais tarde batizada de axé-music. Ganhou destaque nacional com “Fricote” e já compôs mais de 130 músicas.

Atualmente, com mais de 40 anos de carreira, seu repertório passeia pelo rock, forró, MPB, samba e axé. Recentemente iniciou um projeto que disponibiliza músicas gratuitas lançadas mensalmente em seu site. Luiz Caldas é o exemplo da música sem fronteiras.

Hospital Regional da Costa do Cacau será inaugurado em junho

hosp 1O Hospital Regional Costa do Cacau está pronto. Toda a parte de engenharia já se encontra em fase de revisão final. A maior obra estruturante na saúde pública no sul da Bahia nos últimos 35 anos tem previsão de ser inaugurada no fim do mês de junho. De acordo com o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas Boas, já foram iniciadas as licitações para compra de mobiliário e equipamentos de tecnologia. “Esta é uma fase complexa do projeto. São centenas de licitações colocadas em prática para o hospital poder funcionar”, afirmou.

Neste sábado (29), Vilas Boas visitou as instalações do novo hospital ao lado do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, secretários municipais, vereadores e convidados. “Estamos diante de um dos mais importantes equipamentos da saúde pública da Bahia, um hospital de alta complexidade, elevado de resolutividade, que vai eliminar o gargalo no atendimento hospitalar de Ilhéus e do sul da Bahia”, afirmou o secretário.

hosp 2O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre Sousa, que também é médico, definiu a obra como uma iniciativa histórica e disse estar diante de um modelo só comparável aos dos grandes hospitais do Brasil. “Tudo que foi executado aqui atende aos conceitos de excelência da medicina moderna. É uma obra para salvar vidas e essa grandiosidade vai estar à disposição da nossa gente”, definiu.

O Hospital Costa do Cacau fica localizado na rodovia Ilhéus-Itabuna, no bairro Banco da Vitória, próximo a dois grandes condomínios populares. A área construída é de 17,5 mil metros quadrados. Mas o projeto foi pensado visando uma futura expansão. Por isso, a área total do empreendimento é de 55 mil metros quadrados.

Serviços de excelência

O novo hospital terá atendimento ortopedia e cardiologia, além de 30 leitos de UTI já na primeira etapa. Oito salas para cirurgias simultâneas e 180 leitos para internação são alguns dos destaques do novo empreendimento. O Hospital Costa do Cacau também contará com um reforço no serviço de oncologia oferecido pela rede hospitalar de Ilhéus.

hosp 3Durante aproximadamente dois anos, a obra empregou 200 trabalhadores e foram investidos mais de R$ 100 milhões. “Pela primeira vez o serviço de cardiologia do Estado será implantado em uma cidade do interior, com cirurgia cardíaca para atender a toda a região sul”, reforça o secretário estadual da Saúde. Para uma futura etapa de ampliação estão previstos mais 120 leitos.

Enquanto a comitiva visitava o novo hospital, técnicos da Coelba se preparavam para testar a nova e moderna rede elétrica de 4 mil KVA, vinda direto da subestação da empresa. Na parte superior do prédio todo o sistema de ar condicionado, já montado, estava pronto para ser testado. Do lado de fora, Odraude Jesus Santos, pedreiro que foi contratado nos primeiros dias da obra, quase dois anos atrás, não escondia a emoção. “Estou orgulhoso de fazer parte deste momento”, afirmou.

Manuel e Daniel

Daniel Thame

 

dt panamá-Eu soube que o senhor vai lançar um jornal e está precisando de repórteres…Você é de onde?

-São Paulo, cheguei há um mês aqui…

-Então começa amanhã…

-Mas o senhor não vai nem me pedir pra fazer um texto pra avaliar?

-Não precisa. Se você é de São Paulo é bom, pode vir amanhã cedo e começar a trabalhar…

-0-0-0-

Contado assim, 30 anos depois, parece até uma daquelas narrações inverossímeis, feitas para dourar a pílula e transformar um ato banal em algo digno de registro.

Mas foi exatamente assim que aconteceu naqueles meados de abril de 1987, num fim de tarde em que, levado por Vilma Medina (testemunha desse diálogo surreal), meu destino se cruzou com o de Manuel Leal e me fez mergulhar na aventura de uma vida que foi, durante os 13 anos em que lá passei como repórter e depois editor, trabalhar no jornal A Região, do qual ainda sou colaborador extemporâneo.

manuel leal13 anos, dez deles convivendo com Leal. O tempo permite o que em outras situações soaria como cabotinismo: o inigualável faro para a notícia e o destemor  de Leal, somados a um texto cortante como uma navalha afiada e uma compulsão por grandes reportagens deste que ora vos escreve (puta que pariu, `dourar a pílula` e ´deste que  ora vos escreve` são dignos de aposentadoria compulsória se Michel Temer permitisse), foram a essência de um jornal que mais do que papel e tinta, era impresso com alma.

O arco se encontrou com a flecha.

Antes que a banda siga e o mundo gire, um adendo necessário: gente com muito mais talento para a escrita passou por A Região, mas não citarei nomes para não despertar egos adormecidos. Estou me referindo à simbiose de duas almas que o acaso (ou não) reuniu numa redação de jornal. Nisso, a rima de Manuel com Daniel produziu uma rima e uma solução.

Foram 10 anos de Malhas Finas e Malhas Grossas, de reportagens inesquecíveis, manchetes de antologia, histórias (ao menos as publicáveis)  que dariam um livro.

primeira capaQuem senão A Região teria coragem de dar a manchete de fraude no Vestibular da Uesc, apostando num suposto gabarito jogado por baixo da porta da sede do jornal? A edição rodando, Leal me liga de madrugada:

-E se aquilo for uma falsificação?

Respondi com a única frase possível:

-Nós dois estamos fodidos.

As denuncias  de fraude, com conhecimento prévio dos gabaritos por alguns privilegiados, principalmente nos cursos mais disputados, como Direito, eram recorrentes. Comprovada, mudou para sempre a história do vestibular.

Quem senão Leal para perceber que um romance entre um fazendeiro  de 70 anos e uma estudante de 13 era notícia nacional? Foi além: a história de Ferreirinha e Yolanda foi destaque até no Japão, com direito a uma impagável entrevista a Jô Soares em que Ferreirinha, orientado por Leal, repetia que sua propalada virilidade se devia ao suco de cacau. E eram tempos pré-viagra…

Aproveitando a deixa: eram também tempos duros, por conta das inúmeras denuncias feitas pelo jornal, que incomodava os poderosos de plantão, entre eles o mais poderosos de todos, Antonio Carlos Magalhães, que de tão poderoso virou sigla.

Pois ACM em pessoa, não a sigla, inventou a inauguração de um poste para vir a Itabuna e desancar o então ex-amigo Leal (a relação de ambos era de amor e ódio como o próprio jornal atesta em suas páginas), num comício na praça Adami. Tão ridículo que Leal riu. O tempo, entretanto, mostraria que nem todos os poderosos (ou que se acham poderosos) são de anedota.

A Região (e Manuel Leal porque o jornal essencialmente era ele) das denuncias de tráfico de crianças, de privilégios na liberação de recursos para combater a vassoura-de-bruxa, da primeira importação de cacau em décadas, que mereceu uma manchete em letras garrafais: ACABOU!, com direito a exclamação. Definitiva.

Manuel Leal, Manuel Leal, Manuel Leal. Manchetes e histórias. Do coração frágil sustentado por pontes de safena, mas  imenso e generoso.

-Leal, estou querendo fazer uma série de reportagens em Cuba (na verdade, conhecer Cuba era o sonho impossível dos meus tempos de rebeldia e dureza em Osasco).

Um jornal do interior da Bahia mandando um jornalista pra Cuba em 1995 tinha tanto sentido quanto mandar um repórter a Marte. Mas Leal bancou a viagem e me vi na obrigação de deixar a ideologia de lado e fazer aquelas que, modestamente, considero as melhores reportagens da minha vida. E olha que nesse negócio eu costumo colocar a modéstia no paredón.

A Cuba dos avanços na saúde, na educação, nos esportes foi mostrada ao lado da falta de liberdade, da prostituição, da fome extrema (eram tempos pós queda do Muro de Berlim), das levas de cubanos que se arriscavam em balsas improvisadas pare tentar chegar aos estados Unidos. Isso quando os tubarões não chegavam antes.

Dois anos depois, premiado com uma viagem a Itália, numa tentativa de amenizar as denuncias de tráfico de crianças, ele simplesmente disse:

-Vai você. Eu iria só passear e você vai trazer boas reportagens pro jornal.

A mais dolorida das capas

A mais dolorida das capas

E  da Itália, onde ainda deu tempo de cantar ´il sole mio` numa gondola em Veneza, vieram reportagens sobre adoções de crianças que não terminavam necessariamente em pizza. Veio também uma premonitória história sobre uma italiana, Cinzia, agraciada com o bem estar social europeu,  e um africano, Baussa, que vivia de esmolas na Verona de Romeu e Julieta. Qualquer semelhança com as levas de africanos e árabes hoje em dia  que morrem afogados no Mar Mediterrâneo antes de alcançar o suposto paraíso, não é mera coincidência.

Padre mio, esse era Leal, que num sentido espiritual, foi mesmo um pai. Deixemos o coração escrever: Leal foi, pra mim, um pai em todos os sentidos.

Dezembro de 1997. A manchete mais emblemática de todas. “Delegado que apura a fraude  do IPTU recebeu R$ 4.500,00 da Prefeitura de Itabuna”.  A única reportagem em que, como um leitor comum e atendendo um pedido meu por conta de sua  mania de anunciar as `bombas` antes que elas fossem detonadas, Leal só viu o jornal depois de impresso. A flecha disparada sem o arco…Deus, como isso é cruel e atormenta até hoje.

Janeiro de 1998. Manuel Leal foi assassinado covardemente quando chegava a sua residência no Jardim Primavera, localizada entre a Delegacia Regional de Policia e a sede do Batalhãoi da Polícia Militar.

A percepção de seus algozes covardes era cirúrgica: morto Leal, morre também A Região.

Como se pode depreender, 30 anos se passaram desde abril e 1987 e 19 anos se passaram desde o trágico janeiro de 1998, e  A Região está viva, a cada edição tirada a fórceps e custa de uma abnegação que é quase um sentido de missão.

E Manuel Leal, de certa forma, também vive através do jornal que foi a sua razão de viver.

Da violência patrimonial contra mulheres e idosos

Débora Spagnol

debora 2Não existe violência, mas “violências” múltiplas, com diversos graus de visibilidade, abstração e definição de suas alteridades. A violência é fenômeno de natureza complexa a multifacetada que tem se intensificado em todas as sociedades e possui raízes sociais, biológicas, psicológicas e ambientais, possuindo natureza complexa e multifacetada. (1). Nem mesmo os arcabouços jurídicos criados para, entre outras finalidades, conter a violência social, são capazes de reprimir os diversos tipos de agressões cometidas pelo homem contra sua própria espécie.

A pior das violências é a doméstica porque além de – como as demais violências – atentar contra a incolumidade física e psicológica de outrem, viola os valores mais caros à maioria dos seres humanos: a confiança, a segurança e a lealdade. É no seio da família que se espera encontrar apoio, entendimento e acolhimento e a violência contraria tudo isso, rompendo o vínculo de afeto que deve permear os relacionamentos saudáveis.

Desde o início da civilização a violência sempre permeou a maioria das relações familiares, mas o assunto somente ganhou reconhecimento na agenda das políticas públicas brasileiras há pouco tempo, em parte como resultado da ampliação das pesquisas acadêmicas.

As pesquisas mostram que os segmentos mais atingidos pela violência doméstica são justamente os mais vulneráveis: crianças, mulheres e idosos, que são naturalmente mais fracos no que se refere à força física e muitas vezes econômica, se confrontados com os indivíduos adultos e do sexo masculino, dentro do ambiente familiar.

Porém, muitas vezes por desconhecimento das leis e até dos órgãos que as protegem, essas vítimas deixam de denunciar as situações de violência. No caso das mulheres, o principal receio diz respeito às consequências da pós-denúncia: criar os filhos sozinha, não conseguir arcar com todas as responsabilidades do lar e até mesmo as ameaças do agressor. As crianças não o fazem por motivos óbvios, já que encontram limitações dentro da própria família: os parentes e amigos próximos costumam não se envolver nas “brigas de família”. Os idosos deixam de denunciar principalmente em razão dos sentimentos da família idealizada internalizada pelas vítimas e pelo amor dos pais pelos filhos, além do medo de vivenciar novas situações de maus-tratos e desigualdade de poder dos idosos em relação aos mais jovens.

A violência física é a que se torna mais visível em razão das marcas que deixadas nas vítimas. Nos casos mais graves, vidas são suprimidas de forma violenta e podem configurar, quando a vítima for mulher, o crime de feminicídio. (2)

Há porém outros tipos de violência que pouco são reveladas (e muitas vezes até são relevadas pelas vítimas), mas que resultam em prejuízos iguais ou até mais graves às vítimas do que a violência física.

Read the rest of this entry »

Esporotricose: entenda como essa doença pode afetar seu gato

Hannah Thame

hannah thameA esporotricose é uma doença causada por um fungo chamado Sporothrix sp. e é considerada uma zoonose, ou seja, pode ser transmitida dos animais para os homens. Esse fungo encontra-se na natureza e pessoas que trabalham com a terra são mais predispostas a contrair a doença, assim como os Médicos Veterinários, devido ao contato direto com os animais.

A transmissão ocorre quando o fungo penetra na pele através de uma inoculação, a qual, no caso dos animais, pode acontecer por meio de arranhaduras ou mordeduras, tendo em vista que o fungo fica localizado, principalmente, sob as unhas e região de boca e nariz.

Os sinais clínicos mais comuns nos gatos são as lesões que aparecem na pele do animal, que normalmente, costumam ser graves, acometendo a região da cabeça, focinho e extremidades das patas. Além disso, outras regiões podem ser afetadas, como mucosas, articulações e sistema nervoso central. Alguns animais ainda chegam a apresentar um comprometimento sistêmico, apresentando-se com anorexia, febre e fraqueza.

gatos 2O diagnóstico da doença deve ser feito por um Médico Veterinário, que se baseia no histórico do animal, levando em consideração se houve brigas e/ou se o animal tem acesso à ruas e no exame de citologia, cultura fúngica e biópsias das lesões. Lembrando que quando antes você levar seu animal para o atendimento, maiores serão as chances de cura.

Apesar de difícil, o tratamento adequado pode levar o animal a um quadro de cura clínica total, sendo muito importante o papel do proprietário nessa etapa, seguindo corretamente as orientações passadas pelo médico. Consiste na utilização de antifúngicos durante um período prolongado e, em casos de infecções secundárias, também podem ser prescritos antibióticos.

Como forma de prevenção, algumas medidas podem ser tomadas, como evitar o contato com lesões de gatos infectados, utilizando luvas e lavando as mãos após a manipulação do animal.

 

 (*) A Dra. Hannah Thame é Médica Veterinária e Mestre em Ciência Animal com ênfase em Sanidade Animal pela Universidade Estadual de Santa Cruz

Uso de óculos na proteção ao raio UV

Dr Lucas Vita

 

FOTO DR LUCAS VITA 2Dúvida frequente nos consultórios oftalmológicos, os óculos escuros, vem sendo cada vez mais orientados da sua necessidade de uso, para a proteção ocular . Ainda mais num país de clima quente com incidência grande dos raios solares (UVA E UVB).

O porque da indicação ,vem do fato de que o sol agride o olho de diversas maneiras. Desde sua camada superficial, provocando ceratites ( machucados na córnea), exacerbando o crescimento do pterígio ( conhecida como “carne no olho”), estando associado a alguns tipos de tumores, tanto de pálpebra, como de conjuntiva , de córnea e no fundo de olho. Outra alteração que pode aparecer como resultado da exposição acumulativa ao raio UV, é a formação da catarata precoce, visto que o cristalino não apresenta propriedades de se regenerar.

Estudos já mostram que a degeneração macular senil ( região mais nobre da retina , onde se forma visão central) sofre interferência importante dos raios UV.

oculos de solPor isso, o uso de óculos com proteção solar ultravioleta A e B, mesmo por crianças, é muito importante para prevenir doenças como essas.

As lentes precisam oferecer proteção contras as radiações ultravioleta do sol (UVA e UVB). O ideal são óculos que bloqueiam 99%-100% dos raios UV com taxa de absorção de 400nm.

Usar modelos falsificados ou com lentes de baixa qualidade podem ter efeito contrário, aumentando a agressão solar. Por tanto, é sempre importante se certificar de que se está adquirindo um produto de qualidade, com garantia de fabricação e certificação do INMETRO.

Vale lembrar que mesmo óculos de grau podem oferecer tratamentos que bloqueiam a exposição ao sol, estes podem ser orientados pelo seu oftalmologista ou ate mesmo na própria ótica onde serão confeccionados.

Lembrando que existem óculos acessíveis que protegem o olho da maneira correta, nem sempre o óculos caro é o que oferece a proteção adequada. Consulte seu oftalmologista e informe- se mais.

—-

O Dr Lucas Vita é médico oftalmologista do Hospital de Olhos Beira Rio, com atuação nas área de oftalmologia geral clínica e cirúrgica

(Greve. Augusto de Campos, 1962.)

(Greve. Augusto de Campos, 1962.)

Circuito Mais Música traz Luiz Caldas e Lordão no 1º. de Maio em Itabuna

foto luiz caldas

O projeto Circuito Mais Música, que acontece no início de maio deste 2017, promete balançar, literalmente, a cidade de Itabuna. No dia 01, Luiz Caldas e a Banda Lordão se apresentam na Praça Rio Cachoeira, em frente a Câmara de Vereadores.

O projeto tem patrocínio da Vivo e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, além do apoio da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania, Prefeitura Municipal de Itabuna, numa realização DaCultura Projetos e Soluções e Marketing Cultural da Caderno 2 Produções.

foto Lordão

Sobre o Fazcultura

Parceria entre a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia – FCBA, CrediFácil Bahia (em parceria com a Desenbahia) além das linhas especiais de apoio, como os Pontos de Cultura e o Carnaval Ouro Negro. O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.

Sobre a Vivo

A Plataforma Vivo Transforma, protagoniza e apoia projetos pautados na formação musical para jovens e na democratização do acesso à música e ao teatro, com ingresso solidário ou de baixo custo. A Bahia é um dos principais estados a receber o incentivo cultural da Vivo. Em 2016, foram mais de 3,8 milhões de reais aplicados em nove projetos que beneficiaram mais de 200 mil pessoas. Saiba mais em www.vivotransforma.com.br

Executiva Nacional do PT delibera resultado da eleição na Bahia apresentado pela Secretaria de Organização

elioA Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores reunida ontem (27) em São Paulo deliberou, por nove votos contra seis, o resultado oficial do Processo de Eleição Direta-PED,do PT na Bahia apresentado pela Secretaria de Organização-Sorg.

“A Comissão Eleitoral e a Secretaria de Organização encerraram a contabilização dos votos apurados nas urnas dos municípios e divulgaram o resultado no dia 13 de abril com a quantidade de votos de cada chapa inscrita para a eleição interna do partido,” relata Elio Santana, titular da SORG.

Ele acrescenta que “o bloco Muda PT formado por seis tendências não se conformou com a derrota e passou a questionar o resultado e entrar com recursos.”

Apesar de todos os esclarecimentos-prossegue Elio- “o grupo continuou tentando desqualificar o processo, inclusive levando para os veículos de comunicação informações não condizentes com a realidade.”

Elio destaca que a decisão da “Executiva Nacional demonstra o respeito ao regulamento e a seriedade e serenidade praticadas pela Sorg no processo eleitoral”.

Votaram 20.119 filiados com os seguintes resultados:

Chapa 400 -6.032 votos , 28,83%
Chapa 410-511 votos,2,44%
Chapa 420- 179 votos, 0,86%
Chapa 430-5.608 votos 26,81%
Chapa 450 8.589 votos 41,06%
310 delegados (as) foram eleitos(as) e, no Congresso Estadual do partido à realizar-se em cinco e sete de maio, escolherão a nova direção partidária. Veja a quantidade de representantes de cada chapa no congresso:
Chapa 400 – 89
Chapa 410 – 8
Chapa 420 – 3
Chapa 430 – 83
Chapa 450 -127

A proposta vencedora na Executiva Nacional foi à encaminhada pelas chapas OPTEI e o Partido que muda a Bahia.
Em Salvador este dois grupos se uniram e levaram Dani para a eleição do partido no segundo turno.

A confirmar o que se diz nos bastidores, uma aliança entre as chapas 400 ( O partido que Muda a Bahia) Liderada pelo atual presidente Everaldo Anunciação, com a chapa 430 (OPTEI), liderada pelo Deputado Federal Valmir Assunção, representaria um total 172 delegados, equivalente a 55,64% do congresso estadual.

Estado concederá três mil bolsas permanência para professores prestes a se aposentar

profsOs professores da rede estadual que já completaram as exigências para a aposentadoria voluntária, com efetiva regência de classe dos Ensinos Fundamental e Médio, que estejam interessados na ‘Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe’ já devem se dirigir ao SAC Educação ou às sedes dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) para formalizar o pedido. As normativas sobre o procedimento foram divulgadas na quinta-feira (27), no Diário Oficial pela Secretaria da Educação do Estado, por meio de Portaria. Para dar entrada no pedido, o professor deve preencher a documentação disponível, em anexo à Portaria, no Portal da Educação . As inscrições também serão feitas nas escolas onde os professores interessados lecionam.

Ao todo são três mil bolsas, com valores de R$ 800 e R$ 1.600, para os professores com carga horária de 20 e 40 horas, respectivamente. Para o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, “a Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe é uma iniciativa que reflete os esforços empreendidos pelo Governo do Estado para melhorar a educação pública. Afinal, estamos tratando de professores com larga experiência, profissionais que dedicaram suas vidas à escola e que, portanto, podem optar em continuar contribuindo com a educação e com a formação dos nossos estudantes”, avalia.

A Portaria também divulga o quantitativo de bolsas por unidade escolar e disciplina, para que os professores possam dar entrada na solicitação do benefício. A Bolsa de Estímulo à Permanência será paga pela Secretaria da Educação do Estado, mensalmente e exclusivamente durante o ano letivo, e serão levadas em consideração, ainda, áreas do conhecimento em que haja carência de docentes na rede estadual.

Pré-requisitos – Para ser beneficiado, o professor deverá atender a requisitos, como ter completado as exigências para a aposentadoria; estar lotado em uma unidade escolar e ter optado por permanecer em efetiva regência de classe. O benefício será pago por dois anos, prorrogáveis por mais dois, e sobre ele não incidirá contribuição previdenciária. Também não poderá ser utilizado para cálculo de aposentadoria e pensão.

Poderão ser contemplados servidores que obtiverem desempenho individual satisfatório e que não possuem em seus registros funcionais mais de seis faltas injustificadas no ano letivo imediatamente anterior ao do início da percepção da vantagem. O desempenho individual será aferido pelo chefe imediato do servidor interessado em perceber o benefício e comprovado mediante certidão específica. Aquele que exercer as suas atribuições em mais de uma unidade escolar da Rede Estadual de Ensino deverá ser avaliado em ambas as unidades.

O setor de Recursos Humanos da Secretaria da Educação apreciará os pedidos, para a publicação dos contemplados por meio do Diário Oficial do Estado.

Secretário Fábio Vilas-Boas visita Hospital Costa do Cacau

hospital costa do cacau

O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, será recebido neste sábado, em Ilhéus, pelo prefeito Mário Alexandre. Ao lado de outras autoridades políticas da região e da deputada estadual Ângela Sousa, eles vão visitar o canteiro de obras do Hospital Regional Costa do Cacau, uma iniciativa do governo da Bahia que já se encontra em fase final de execução. A visita acontecerá às 7h30min, de acordo com a agenda divulgada.

hosp 1Quando concluída a primeira etapa, prevista para os próximos meses, o hospital vai funcionar com 180 leitos, desafogando o Hospital Regional Luiz Viana Filho, hospital público referência na região que atende a mais de 100 municípios sulbaianos. O investimento com a nova obra é de quase R$ 80 milhões. Com o novo hospital, a capacidade de atendimento hospitalar na região será dobrada. A unidade contará com equipamentos modernos e ofertará atendimento em ortopedia, cardiologia, dentre outras especialidades. Do total de leitos, 30 serão de terapia intensiva (UTI). Na segunda fase, mais 120 leitos serão entregues.

A vinda de Fábio Vilas-Boas é uma retribuição à visita que o prefeito de Ilhéus fez ao secretário na quarta-feira (26), em Salvador, quando fez o convite. Durante a audiência na sede da Sesab, Mário Alexandre reivindicou a aquisição de aparelho linear para o tratamento de radioterapia no Hospital São Jorge, em Ilhéus. Segundo ele, a demanda por esse tratamento cresce de forma acentuada e, somado a outros tantos que são oferecidos somente nos hospitais de maior porte, obriga os pacientes a desgastantes e consecutivos deslocamentos para grandes hospitais.

Acompanhado da deputada Ângela Sousa e do secretário de Saúde, Oswaldo Dunkel, o prefeito de Ilhéus também solicitou o aumento da contribuição do Estado para a Santa Casa de Misericórdia, no sentido de garantir mais recursos para o custeio da instituição. Mário Alexandre, que é médico por formação, ainda observou a necessidade de um estudo conjunto – entre Prefeitura e Estado -, para viabilizar a implantação de uma maternidade no Hospital Regional Luiz Viana Filho.

“Essa é uma reivindicação antiga de Ilhéus e região. O nosso objetivo é melhorar a qualidade de vida da população e dar condições para que as mães ilheenses deem luz aos seus filhos em sua terra natal”, explicou o prefeito durante a reunião.

O dia em que Itabuna parou…

parou 3

A mobilização das centrais sindicais e movimentos populares, que permanecem na avenida do Cinquentenário, praticamente paralisou o comércio da área central de Itabuna, com a maioria das lojas fechadas.

parou 2

Com a adesão dos rodoviários e bancários, além de professores, funcionários dos correios, justiça e servidores públicos municipais e estaduais, a Frente Brasil popular considera que o movimento contra as reformas trabalhista e da previdência mostra o repúdio dos trabalhadores ao Governo Temer.

parou 5

Às 15 horas, acontece uma caminhada na avenida do Cinquentenário, com ato público na Praça Adami.

parou 4

 

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
abril 2017
D S T Q Q S S
« mar   mai »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30