hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Archive for setembro 17th, 2016

Adeus, Geral

Esporte do povo? Não mais…

Jovem itabunense é presa com 11 quilos de maconha em Salvador

juliana

A itabunense Juliana Souza, de 19 anos, foi presa com 11 quilos de maconha, na noite de quarta, ao desembarcar no Aeroporto Luís Eduardo Magalhães, em Salvador. Juliana estava acompanhada por um homem de 30 anos, de Santo André (SP). Os dois foram presos por agentes da Polícia Federal.

A droga, proveniente de Manaus (AM), teria como destino a capital baiana, de acordo com a polícia. Os dois foram indiciados por tráfico de drogas e encaminhados para presídio na Região Metropolitana de Salvador. (do Pimenta)

Nem a morte de Domingos Montagner escapa do ódio doentio contra Lula.

Marcos Sacramento, no Diario do Centro do Mundo

 dia-1

Existe algo de doentio no ódio contra Lula e o Partido dos Trabalhadores. Só alguém tomado por uma patologia muito severa para insinuar o envolvimento petista no afogamento de Domingos Montagner, como no post do Facebook que viralizou poucas horas após a confirmação da morte do ator.

“Pessoal, todos sabemos que a Camila Pitanga é uma militante do PT, inclusive filiada ao mesmo. Considerando os últimos fatos ocorridos em relação ao Lula … teria a atriz assassinado Domingos Montagner, o empurrando para a água para ser levado pela correnteza? Com a morte do protagonista da novela das oito, as denúncias contra Lula seriam abafadas na mídia pois sabemos como os atores da Globo são queridos pela população. (…) Deve-se investigar bastante esse caso, muito suspeito … Camila Pitanga também já declarou ser adepta do ateísmo, ou seja, não teria remorso para cometer crimes do tipo”.

dia-2

Os “fatos ocorridos” são as denúncias de Lula e da ex-primeira dama Marisa Letícia pela Lava Jato. Em nome do antipetismo, o post congrega paranoia, ignorância, fundamentalismo religioso e ausência total de empatia com os atores envolvidos no acidente.

Este não foi o único comentário absurdo. Um usuário do Twitter livrou a Camila Pitanga do envolvimento na morte do artista, mas acrescentou uma crise conjugal ao seu devaneio conspiratório. “Primeiro a Globo separa o William e a Fátima pra abafar o golpe agora some com o Domingos pra abafar a prisão do Lula”, delirou.

dia-3

Houve quem aproveitasse o choro pelo Domingos para atacar Lula e Dilma. “Podia ter morrido o Lula, a Dilma… Que fizeram mal para tanta gente, mas não, morreu o Montagner. Triste isso”.

Manifestações como essas são comuns nas redes sociais e nas latrinas que são os sistemas de comentários dos portais de notícias. Do terremoto que atingiu a Itália no mês passado à extinção do rinoceronte-negro do oeste, tudo pode ser usado como escada para atacar Lula, Dilma e o PT.

O maior indício de que a doença é perigosa são os surtos de ódio registrados fora da esfera virtual, como as agressões direcionadas a pessoas vestidas de vermelho ocorridas na época dos protestos contra a votação do impeachment de Dilma na Câmara.

Nem mesmo crianças e bebês de colo escaparam das ofensas proferidas pelos “cidadãos de bem”. A irracionalidade chegou ao ponto em que uma médica teve o despudor de se recusar a atender uma criança por ela ser filha de petista.

O que explica tanto rancor? Para o economista e ex-ministro Luiz Carlos Bresser-Pereira, há um “ódio coletivo dos ricos” contra um partido. Leonardo Boff tem opinião semelhante. Para ele, o ódio é “contra o povo pobre que foi tirado do inferno da pobreza e da fome”.

Faz sentido, mas não explica por que assalariados beneficiados pelos avanços promovidos pelos anos de governo de Lula e Dilma tenham abraçado este discurso elitista.

Os vetores dessa doença, contudo, são bem conhecidos: Globo News e seu time de comentaristas, Jornal Nacional, Veja, Diogo Mainardi, Reinaldo Azevedo, Augusto Nunes e demais sicários da mídia corporativa.Como os mosquitos Aedes aegypti, eles invadem os lares e infectam os incautos com o vírus do ódio seletivo.

Os direitos das domésticas

 Débora Spagnol

debora 2Sucesso de público e crítica, o filme brasileiro “Que horas ela volta ?”, protagonizado pela atriz Regina Casé, retrata a rotina  diária de uma empregada doméstica que reside com seus empregadores, sendo por eles considerada “quase como da família”. Ocorre que o “afeto” aos “secretários do lar”, longe de expressar um sentimento verdadeiro (quando muito a suportabilidade), muitas vezes se destina somente à sonegação de direitos a uma atividade que a cada dia se retrai.

Originada no período da escravidão, quando índios e africanos eram utilizados para a realização de atividades urbanas e rurais, artesanato, agricultura, pecuária e também para o trabalho doméstico, a profissão aos poucos conquistou respaldo na sociedade, que então criou normas para reger a atividade.

Embora limitados, importante é ressaltar que atualmente são garantidos direitos trabalhistas imprescindíveis ao exercício das domésticas com segurança e estabilidade. O pagamento na íntegra desses valores é também importante ao empregador, na medida em que previne eventuais prejuízos se o empregado ajuizar reclamatória trabalhista.

Read the rest of this entry »

Médico alerta sobre riscos da catarata e doenças da retina para a visão

dr-diego-andrade-3A catarata é uma enfermidade que pode provocar diminuição da visão e se manifesta através de diferentes sintomas, como o  embaçamento visual, diminuição da nitidez e da intensidade das cores em situações de luminosidade intensa e, em alguns casos, melhora da visão de perto devido a uma mudança de grau temporária. “Na grande maioria dos casos a cirurgia de catarata não é uma urgência oftalmológica. Ou seja, pode-se programar a melhor hora para realiza-la”, afirma o médico oftalmologista do Hospital de Olhos Beira Rio, em Itabuna, Dr.  Diego Andrade, graduado pela Faculdade de Saúde e Ecologia Humana-FASEH-MG, com especialização em catarata e retina pela Universidade Federal da Bahia – UFBA, e membro do pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e Associação Médica Brasileira (ABM).

Entretanto, existem situações onde a cirurgia de catarata deve ser realizada o quanto antes, como em casos de traumas, cataratas congênitas e cataratas muito duras, que provocam glaucoma. Nesses casos, a doença pode levar a perda irreversível da visão. “A cirurgia  aumenta a transparência dos meios oculares. deixando mais clara a visão, sendo necessária para melhor acompanhamento e tratamento de patologias do fundo do olho”, afirma o Dr. Diego, que compara a catarata “com uma porta de vidro: quando este vidro está limpo, podemos ver o que está atrás da porta. Com passar do tempo esse vidro deixa de ser transparente e com isso não conseguimos identificar com precisão o que está por trás dele. A catarata é o vidro embaçado e a  cirurgia é a  troca do vidro embaçado por outro transparente”.

O médico oftalmologista do Hospital de Olhos Beira Rio ressalta que “o tratamento para a catarata é cirúrgico, já que nenhum medicamento teve sua ação comprovada na prevenção, retardo ou cura da doença”. “A decisão para indicar uma cirurgia não pode ser baseada apenas na acuidade visual do paciente, mas também quando a função visual está alterada, ou seja é uma decisão em conjunto entre o médico e o paciente. É necessário avaliar o tipo de ocupação do paciente, estilo de vida e seus hábitos”, afirma.

RETINA

Já com relação à retina, o Dr. Diego Andrade explica que a principal manifestação de alteração na visão é a baixa  acuidade visual, a diminuição da visão”. Existem diversas doenças que afetam a retina, entre alas as mais comuns são a retinopatia diabética que pode levar a  sangramentos, exsudatos (acúmulo de líquidos), formação de novos vasos, edema na retina e até descolamento de retina. “A degeneração macular relacionada a idade, que pode diminuir bastante a visão também é uma patologia que leva a alterações típicas como áreas de atrofia e formação de membranas na retina”, alerta o médico.

A doença afeta principalmente pacientes acima de 50 anos, e ocorre perda progressiva da visão e escotomas (mancha) na área central da visão. “Outras doenças como hipertensão arterial e doenças reumatológicas como Lupus também são causas importantes de alterações retinianas, bem como a toxicidade por uso de medicamentos”, diz o médico, lembrando que a visão está diretamente ligada à qualidade de vida das pessoas.

 

O Dr. Diego Andrade tem ainda sem seu currículo participações em fellowships em Catarata na Universidade Federal da Bahia,  orientado pelo  Dr. Eduardo Marback;  Retina e Vítreo na Universidade Federal da Bahia,  com o Dr. André Castelo Branco; Retina e Vítreo no Centro Brasileiro da Visão- CBV/ Brasília com Dr. Marcos Ávila

 

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
setembro 2016
D S T Q Q S S
« ago   out »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930