hanna thame fisioterapia animal
bahiagas livros do thame

´Entre o fruto e o ouro`, uma saga do cacau

capa luiEx-escravos brigando com seus antigos senhores pelo pagamento do trabalho no pós-abolição, trabalhadores se organizando em sociedades de classe, prostitutas na maior algazarra em pleno centro urbano, mendigos dizendo não à limpeza social dos poderosos, uma Miss Brasil para servir de exemplo de progresso, trabalhadores rurais migrando para as maiores cidades do sul da Bahia, estes são apenas alguns dos fatos históricos narrados pela obra Entre o fruto e ouro: escritos de história social do Sul da Bahia, que a Editora Mondrongo lança em comemoração aos seus três anos de fundação. O livro é organizado pelos historiadores Philipe Murillo Santana de Carvalho e Erahsto Felício de Sousa e será lançado em Itabuna, na sede da FICC, no dia 17, sexta-feira, às 19:30.

Com 368 páginas, a obra reúne os trabalhos de história mais recentes sobre o sul da Bahia – especialmente do eixo Ilhéus-Itabuna – defendidos nas melhores universidades do país. Ao todo, nove historiadores trazem um olhar diferenciado e inédito sobre a região, pois narram as trajetórias de sujeitos históricos marginalizados e ausentes da “memória Grapiúna”. Saltam das páginas homens e mulheres, trabalhadores, negros e pobres, os quais vivenciaram desde o período pós-abolição nas fazendas de cacau até a formação dos maiores bairros periféricos das duas principais cidades da região. A obra também estabelece um olhar crítico sobre as elites ao mostrar como se determinou modelos de feminilidade e de sexualidade em nome de uma cidade moderna e progressista. Em comum, nossos personagens romperam os limites das desigualdades sociais e do preconceito cultural para fazerem sua própria história numa terra afamada pelos frutos e pelo ouro do cacau.

            Entre o fruto e o ouro contém nove capítulos, resultados de dissertações de mestrado e de teses de doutorado escritas a partir de árdua pesquisa nos principais arquivos e centro de documentação da Bahia e de outros estados. Neles, surgem atores individuais e coletivos pouco conhecidos, como a Sociedade Montepio dos Artistas de Itabuna, as “mulheres de vida livre” das ruas Rui Barbosa e Duque de Caxias, o mendigo “Papai Noel”, a Miss Brasil Maria Olívia Rebouças; e os moradores dos bairros Maria Pinheiro em Itabuna e Teotônio Vilela em Ilhéus. A obra traz também fotografias inéditas, reportagens de jornais e de revistas antigas, processos judiciais, cartas e telegramas, utilizados como fontes de investigação dos pesquisadores.Por isso, este livro é destinado àqueles que se interessam por conhecer melhor personagens e fatos históricos do sul da Bahia.

Os organizadores desta coletânea são Philipe Murillo Santana de Carvalho, 31 anos, mestre em história pela UNEB e doutorando em História Social pela UFBA, professor do Instituto Federal da Bahia – campus Ilhéus; e Erahsto Felício de Sousa, 27 anos, mestre em História Social pela Universidade Federal da Bahia, professor do Instituto Federal da Bahia – campus Valença. Em comum, estes pesquisadores estudaram o século XX do sul da Bahia e agora apresentam trabalhos que mostram que entre o fruto e o ouro, há histórias diferentes para ser conhecida sobre a sociedade e a cultura de Ilhéus e Itabuna.

 

Imprimir Imprimir | Enviar Enviar

Dê seu voto:

Leave a Reply

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
outubro 2014
D S T Q Q S S
« set   nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031