hanna thame fisioterapia animal
bahiagas livros do thame

Archive for junho 3rd, 2014

Wagner e secretários falam sobre a Copa do Mundo 2014 na Bahia

O governador Jaques Wagner concede entrevista coletiva sobre as ações do Governo da Bahia para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, às 8h30 desta quarta-feira (4), no auditório do Parque Tecnológico da Bahia, na avenida Paralela, onde está em operação o Centro Integrado de Comando e Controle.

Participam da ação para a imprensa o secretário estadual para Assuntos da Copa, Ney Campello, e os secretários de Segurança Pública, Maurício Barbosa, e do Turismo, Pedro Galvão. A operação de segurança para o Estado durante a competição esportiva, as obras de infraestrutura e os legados sociais da Copa estão entre os assuntos que serão abordados pelos gestores.

Na ocasião, a imprensa visitará as instalações do Centro Integrado de Comando e Controle, que foi ampliado e dobrou a capacidade em relação ao ano de 2013, além de conhecer outros equipamentos de segurança do Estado.

A partida entre Espanha e Holanda, às 16h do dia 13 de junho, será a primeira realizada em Salvador pela Copa do Mundo. Além de outros cinco jogos, a Bahia também receberá três seleções que vão disputar a competição: Alemanha, Suíça e Croácia, que vão ficar, respectivamente, em centros de treinamento em Santa Cruz Cabrália, Porto Seguro e Mata de São João.

Geraldo Simões: “regulamentação da Cabruca é uma grande vitória dos produtores de cacau”

cabrucaO deputado federal Geraldo Simões destacou, em pronunciamento no Congresso Nacional, a assinatura pelo governador  Jaques Wagner  de um decreto de regulamentação da Política Florestal do Estado da Bahia, publicado no Diário Oficial. Entre outras medidas propostas, o decreto trata do Sistema Agroflorestal denominado “Cabruca”. “Para quem não é da região, ou não conhece a cultura cacaueira, é preciso esclarecer que o Sistema Cabruca é um sistema de cultivo do cacau combinado com a manutenção de espécies da cobertura vegetal originária, para sombreamento. Este tipo de consórcio é responsável para manutenção das características da Mata Atlântica no Sul da Bahia”, disse o deputado.

Ao contrário do acontecido em outras regiões, onde a Mata Atlântica foi praticamente devastada, no Sul da Bahia, a introdução da cultura cacaueira, ainda que inicialmente afetou a floresta local, ao cuidar da preservação de espécie nativas para o sombreamento, possibilitou a sobrevivência da Mata, minimizando os efeitos da ocupação produtiva da região.

GS Brasilia“Tenho a firme convicção que a melhor política agrícola adequada, em termos de sustentação ambiental é aquela que combina preservação e conservação, com desenvolvimento da agricultura e a ocupação econômica com características  de diversificação e consórcio produtivo e que possa ser manejável de maneira sustentável”, afirmou Simões.  O Sistema Cabruca, além de manter espécies originais, permite a manutenção do solo rico em matéria orgânica, conserva as nascentes e permite a continuidade da fauna e flora local, com impactos reduzidos. Tudo isto aliado à sustentabilidade econômica, não só pela produção cacaueira, mas pelo manejo florestal adequado.

“Em consonância com o exposto, em 2009 apresentei à Câmara dos Deputados o Projeto de Lei nº 4.995, instituindo a política de conservação das áreas de cultivo tradicional de cacau no sistema Cabruca. Nele se define como Cabruca o sistema agrossilvicultural com densidade arbórea igual ou maior que 40 indivíduos de espécies nativas por hectare, que se fundamenta na implantação da cultura do cacau sob a proteção das árvores remanescentes da vegetação da Mata Atlântica, de forma descontinua e circundada por vegetação nativa”, ressaltou Gerado Simões.

Read the rest of this entry »

Dilma: “vamos fazer a melhor de todas as copas”

Com a taça da Copa do Mundo nas mãos, a presidente Dilma Rousseff pediu aos brasileiros nesta segunda-feira 2 ajuda para que façamos juntos “o máximo para que esta seja a melhor Copa da história”. Dilma recebeu nesta tarde, das mãos do presidente da Fifa, Joseph Blatter, a taça do Mundial, durante cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília.

A presidente também apelou por uma “Copa sem racismo, pela paz, sem discriminação, em que o futebol se mostra instrumento para disseminar valores de diálogo e respeito entre pessoas e nações”. “Façamos da Copa um momento histórico em favor da diversidade”, declarou.

dilma copaDilma Rousseff voltou a destacar as obras de infraestrutura feitas no País para o Mundial, destacando os estádios prontos, que já foram palco de campeonatos locais, os aeroportos, muitos deles ampliados, e o sistema de segurança, que, segundo ela, “vai proporcionar a todos a tranquilidade necessária para conhecer as nossas belezas”. Dilma garantiu que “estamos preparados para oferecer ao mundo um maravilhoso espetáculo”.

A presidente mostrou bastante otimismo com a vitória da seleção. “Diante dessa taça, sempre vamos imaginar que ela será levantada no Maracanã, o templo do futebol”, disse. “Para nós, brasileiros, é impossível deixar de sonhar que a seleção que vai levantar a taça seja a seleção brasileira”, acrescentou.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse que evento “vai dar ao Brasil uma oportunidade extra de se promover em todo o planeta”. (do Brasil 247)

 

 

 

Policia Rodoviária Federal inicia Operação Copa do Mundo

prf copa 1A Polícia Rodoviária Federal já está mobilizada para desempenhar suas atividades durante a Copa do Mundo Mais de 10 mil policiais, está envolvido na Operação Copa, realizando o patrulhamento das rodovias federais e a fiscalização de veículos e pessoas.

Na Bahia, a Superintendência de Polícia Rodoviária Federal realiza a Operação Copa do Mundo 2014  entre os dias 3 de junho e 6 de julho.   Serão desenvolvidas ações que priorizarão a prevenção para redução da violência no trânsito e redução de acidentes que têm relação, principalmente, com o excesso de velocidade, embriaguez ao volante e às ultrapassagens proibidas. Equipes de operações aéreas, que além de fazer o socorro aeromédico, também auxiliam no combate à criminalidade dando apoio às equipes em solo, monitorando as rodovias e acompanhando as escoltas.

prf copa 2 A PRF utiliza o mecanismo dos cinturões de policiamento com o emprego de equipes especializadas de fiscalização, dispostas em pontos estratégicos, que funcionam como uma barreira de defesa, impedindo a entrada de ilícitos e garantindo a mobilidade de torcedores e turistas.

Os policiais escalados para as equipes desses cinturões tem o perfil e o treinamento adequado para o trabalho de combate ao crime e atuam no enfrentamento ao tráfico de armas e entorpecentes, fraudes veiculares e crimes que violam a dignidade humana. Também fazem parte da composição do grupo, PRFs especializados na fiscalização de transporte nacional e internacional de passageiros e de veículos estrangeiros. Outro reforço significativo na Bahia, é o equipamento scanner, que produz alto grau de precisão na varredura de veículos suspeitos.

A Copa 2014 e a esquizofrênia da Globo

fausto pigA Rede Globo parece dona da Seleção Brasileira e só não é mais dona da Copa do Mundo 2014 do que a FIFA.

Está faturando milhões  com o evento. O noticiário esportivo beira o ufanismo dos tempos do Pra Frente Brasil, na época  da Ditadura Militar que a família Marinho apoiou com fervor e se beneficiou com louvor.

Mas,  na mesma Globo, do JN ao Faustão, fica claro uma torcida para que a Copa seja um retumbante fracasso, ainda que o preço seja expor o Brasl ao ridículo para o mundo.

Qualquer protesto de dez gatos pingados vira manchete e o governo do PT é espinafrado com pompa e zelo.

A Globo é assim, um olho na montanha de dinheiro da Copa e outro a eleição. Por isso, a Copa não pode dar certo.

Mas vai dar e a Globo e seus parceiros da Midia Pistoleira vão ter que engolir.

Governador entrega viaduto que garante mais mobilidade para Salvador

Mais uma importante etapa do conjunto de obras que o Governo do Estado está realizando para garantir a mobilidade dos moradores de Salvador é entregue à população. O viaduto que liga o bairro Imbuí à região de Narandiba, passando sobre a Avenida Paralela, é parte do investimento R$ 8,5 bilhões que vai trazer mais fluidez e segurança ao tráfego na capital baiana.

A inauguração desta importante via, a entrega da Ceasinha do Rio Vermelho, a recuperação de mais rodovias e a entrega de 300 ambulâncias para cidades do interior do Estado são os assuntos que Jaques Wagner aborda em seu programa de rádio ‘Conversa com o Governador’ desta semana.

Read the rest of this entry »

Decreto regulamenta gestão de florestas na Bahia e inclui sistema cabruca do cacau

wagner cabrucaO decreto que regulamenta a gestão das florestas e das demais formas de vegetação da Bahia foi assinado nesta segunda-feira (2) pelo governador Jaques Wagner e o secretário do Meio Ambiente, Eugênio Spengler, em evento realizado no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Também na cerimônia ocorreu a assinatura do Contrato de Repasse do projeto ‘Cadastro Ambiental Rural da Bahia’, entre o governo estadual e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que vai disponibilizar recursos da ordem de R$ 31 milhões.
Pela primeira vez, o estado dispõe de decreto que regulamenta a gestão das florestas. O objetivo é definir metas de conservação de vegetação nativa, o regime de proteção aplicável das Áreas de Preservação Permanente – procedimento especial para propriedades que pratiquem agricultura familiar – e a regularização da Reserva Legal, mediante compensação por servidão.

Spengler explicou que, por meio da iniciativa, o governo estadual incentiva à preservação e à recuperação ambiental, aliando conservação ambiental com atividades econômicas sustentáveis. O decreto vai regulamentar também o sistema Cabruca, tradicional sistema de produção de cacau no sul da Bahia, que alia o cultivo intensivo à conservação ambiental dentro da Lei Ambiental da Bahia.

Segundo o secretário, o manejo de cacau Cabruca é fundamental para impulsionar a economia regional, via a comercialização de madeira. A classificação da Cabruca como sistema agrossilvicultural permitirá que o produtor realize um manejo de sombra nas plantações, garantindo maior entrada de luz, e ampliar a produtividade da lavoura cacaueira.

“É uma maneira de incentivar a conservação ambiental, valorizando nossas riquezas ambientais. Para isso, damos suporte aos pequenos produtores rurais para usarem de maneira adequada os recursos naturais”, afirmou o governador. Ainda no evento, Wagner assinou mensagem à Assembleia Legislativa da Bahia para encaminhar projetos de lei, que institui o programa de regularização ambiental dos imóveis rurais e o programa de pagamento por serviços ambientais.

Read the rest of this entry »

cinco corazon

Jaques Wagner destaca luta de Eduardo Salles ao assinar decreto que regulamenta gestão das florestas

 cabruca  salles“Essa luta foi iniciada pelo ex-secretário da Agricultura, Eduardo Salles, e hoje a Bahia, pela primeira vez, dispõe de um decreto que regulamenta a gestão das florestas”, destacou o governador Jaques Wagner, ao assinar na manhã desta segunda-feira (2), com o secretário do Meio Ambiente, Eugênio Spengler, o decreto que regulamenta a política florestal no Estado. Entre outras providências, o decreto permite a regularização de sistemas agroflorestais, inclusive a cabruca, viabilizando o manejo e a retirada de espécies exóticas e o desenvolvimento da economia florestal. “A Bahia dá exemplo para o Brasil”, afirmou Guilherme Lacerda, diretor da Área de Meio Ambiente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que também participou do ato.

Lembrando que durante os últimos dois anos a questão foi amplamente discutida entre a Secretaria da Agricultura (Seagri) e a Secretaria do Meio Ambiente (Sema), ação importante para consolidar a assinatura do decreto, o secretário Eugênio Spengler afirmou que “o governo do Estado, por meio dessa iniciativa, reafirma seu compromisso em incentivar à preservação e à recuperação ambiental, além de fazer com que a propriedade privada rural seja adequadamente utilizada, de modo a garantir a função social da propriedade”.

Para o ex-secretário Eduardo Salles, que foi coordenador do grupo de trabalho organizado pela Federação da Agricultura do Estado da Bahia (Faeb), para elaborar proposta de governo para a agropecuária, além de definir metas de conservação de vegetação nativa, o regime de proteção aplicável das Áreas de Preservação Permanente, e a regularização da Reserva Legal, mediante compensação por servidão, o decreto ao permitir o manejo da cabruca garante a sustentabilidade da cacauicultura e a possibilidade de reativação de várias indústrias na região, inclusive a moveleira. “Se não houver sustentabilidade, não existe preservação do meio ambiente”, afirmou Salles.

Ao falar em nome dos produtores de cacau, o presidente do Instituto Cabruca, Durval Libânio, destacou e agradeceu a atuação de Eduardo Salles em defesa desta bandeira do manejo sustentável da cabruca. Salles, por sua vez, lembrou a importância da luta de todos, citando a Faeb e os sindicatos, a Associação dos Produtores de Cacau (APC), Instituto Pensar Cacau e Ceplac, homenageando a todos em nome de Fernando Botelho, precursor do cacau cabruca através da ação desenvolvida no Projeto Barro Preto. “Foram diversas reuniões ao longo desses anos, e todas entidades tiveram papel fundamental para a consolidação deste decreto”, disse Salles, parabenizando o secretário Eugênio Splengler e o governador Jaques Wagner, pela coragem e sensibilidade com uma região que vem sofrendo muito nas últimas décadas.

cabruca salles“O cacau cabruca foi e é o grande responsável pela conservação do que resta da Mata Atlântica na Bahia”, afirmou Salles. Segundo ele, o manejo sustentável vai permitir aos produtores continuar preservando, devido ao incremento da produtividade e de outras receitas, dando viabilidade econômica às propriedades.

A cabruca, tradicional sistema de produção de cacau no sul da Bahia, alia o cultivo intensivo à conservação ambiental. O manejo de cacau cabruca será fundamental para impulsionar a economia regional, através da comercialização de madeira. A classificação da cabruca como sistema agrossilvicultural vai permitir que o  produtor realize  manejo de sombra nas plantações, garantindo maior entrada de luz, ampliando a produtividade da lavoura cacaueira.

 

Empresa alemã Fraunhofer inaugura unidade no Parque Tecnológico da Bahia

andrea parqueO Parque Tecnológico da Bahia continua crescendo. A empresa alemã Fraunhofer inaugurou seu espaço físico no Tecnocentro Bautista Vidal, com a presença da Secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Andrea Mendonça, do diretor alemão da Fraunhefer IESE, Dieter Rombach, e do diretor da marca na Bahia, Manoel Mendonça.

A empresa, que é conhecida por ser pioneira em desenvolver software e tecnologia inteligente, conta com 25 mil cientistas espalhados na Europa e quase 80 Centros de Pesquisas. Segundo Manoel Mendonça, a Fraunhofer, vai buscar parcerias com empresas incubadas no Parque. “É de extrema importância estar em um espaço de desenvolvimento tecnológico”, destacou.

Antes da inauguração da unidade, uma apresentação foi feita no auditório do Tecnocentro Bautista Vidal, quando a história da empresa e a importância da parceria com a Secti foram lembradas.  Na ocasião, a secretária Andrea Mendonça ressaltou sua felicidade e gratificação com a presença do instituto no Parque. “Nós recebemos a Fraunhofer com muita alegria e confiantes numa parceria duradoura e de sucesso”.

Em 2012, o instituto alemão assinou convênio com o Parque Tecnológico e com o Pre Park da cidade de Kaiserslautern, com foco em promover e apoiar novos negócios e incentivar a colaboração de projetos, além de desenvolver conjuntamente programas de intercâmbio de cientistas.

 

 

Prefeitura de Ilhéus autoriza reajuste da tarifa do transporte coletivo a partir de 8 de junho

buzu iosBaseado no resultado do estudo do contrato de concessão e da planilha de custos do sistema de transporte coletivo de Ilhéus, realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), instituição vinculada à Universidade de São Paulo (USP), o prefeito Jabes Ribeiro autorizou na sexta-feira, 30, o reajuste da tarifa única, que passará a custar R$ 2,60, a partir da zero hora do dia 8 de junho.

Conforme o decreto 33/2014 (disponível no site www.ilheus.ba.gov.br), o reajuste considerou a defasagem dos custos das empresas que exploram o sistema – que solicitaram aumento da tarifa para R$ 3,19 – parecer favorável do Conselho de Transportes do Município (Comutrans) e manifestação da Câmara Municipal através do ofício nº 124/2014, em cumprimento à Lei Orgânica do Município (LOMI).

O Comutrans discutiu e aprovou o reajuste na sessão realizada na sexta-feira, 30, após votação com resultado de nove votos a favor e três contra, na plenária formada por 12 conselheiros. A pauta também foi apreciada na sessão anterior do conselho, realizada na última segunda-feira, dia 26. Os membros da entidade consideraram o resultado do estudo da Fipe e parecer da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do município (Sedur).

O titular da Sedur, Isaac Albagli, enfatizou que o prefeito tratou a questão do reajuste da tarifa com transparência, responsabilidade e dentro dos trâmites legais que o processo requer. “Em primeiro lugar, ele não acatou o aumento proposto pelas empresas (R$ 3,19), depois contratou a Fipe para garantir um parecer técnico idôneo e competente e por último ouviu o Comutrans e a Câmara”, justificou o secretário.

Melhorias no sistema de transporte coletivo – Além do reajuste da tarifa única, o prefeito também determinou uma série de medidas para a melhoria do sistema de transporte coletivo de Ilhéus, a partir deste ano. Entre elas, a renovação da frota, para atingir o índice de 25% até o próximo mês de dezembro, criação de nova linha circular, implantação de bagageiros em veículos de algumas linhas do interior, duas novas linhas para a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e Salobrinho, espaço de descanso de motoristas e cobradores no terminal urbano, instalação de GPS em 100% da frota de ônibus e implantação de painel, tipo telão, no Terminal Urbano, com informações gerenciais online do sistema de transporte.

Durante a última entrevista coletiva concedida à imprensa, no último dia 20, Jabes Ribeiro justificou a decisão, assinalando que “não poderia permitir que houvesse reajuste da tarifa sem um estudo prévio e sem melhorias no serviço, por isso, mesmo contrariando os empresários que queriam aumentar a passagem para R$ 3,19, fizemos a consultoria para que houvesse um reajuste justo para todos”.

Vamos todos juntos. Pra frente Brasil, salve a Seleção!

Carla Liane N. dos Santos

CarlaSempre é tempo de questionar as desigualdades sociais, lutar por direitos e reivindicar pela democracia conquistada à duras penas. A opressão e a subalternidade dos moradores de rua que afetam o direito a moradia do Brasil, a rede de prostituição e exploração sexual contra mulheres e contra crianças que se multiplica cotidianamente, a precarização das condições de vida e de trabalho dos vendedores ambulantes historicamente revelou a face perversa do capital afetando não somente o direito ao emprego, mas, por consequência à própria dignidade humana. As práticas racistas que assistimos entranhadas nas relações sociais nos informam o quanto ainda precisamos de civilidade e respeito às diferenças.

A perversão do capital não surge com a copa do mundo. Isso é superficialismo e artificialismo.  A violação de direitos e a ameaça ao ESTADO democrático batem a nossa porta todos os dias de inúmeras formas.O episódio da copa, assim como tantos outros eventos mundiais, são ocasiões que revelam a selvageria do capital e trazem a luz com lentes agigantadas tais desigualdades.

O movimento anti-copa traz no seu bojo o risco da temporalidade das reivindicações, o esvaziamento de um debate politico acerca de um projeto de desenvolvimento para o país, assim como projeta consequências autofágicas para o sentimento e consciência coletiva de nação.

Não sejamos hipócritas!  Apesar de todas as assimetrias, sempre torcermos pelo Brasil em todas as copas do mundo, sempre vestimos a camisa verde e amarela e nos destacamos por nossa alegria, garra e por nossa avassaladora paixão pelo futebol.  Majoritariamente nos sentimos representados como uma das melhores seleções de futebol do mundo, se não a melhor, formadas por negros que levavam para o palco mundial a representação das verdadeiras cores do nosso país.

É certo que isso por si só não basta, queremos ter acesso aos estádios, acessibilidade, ter direito à cidade, queremos ser melhores em inclusão, em politicas reparatórias, em educação, em equidade e reconhecimento social. Essa é uma luta dos diversos movimentos sociais nos doze meses do ano, uma luta histórica que se reproduz por décadas e décadas. Por isso, não podemos cair na armadilha e no jogo da autodesclassificação temporária. Não precisamos dos megaeventos esportivos para mostrar o nosso potencial reinvidicativo.

Por que desde 2007 quando o Brasil foi escolhido como país-sede da Copa do Mundo- não hasteamos incessantemente as bandeiras da justiça e contestamos mundialmente a representação capitalista e imperialista da FIFA e por tabela de outros organismos mundiais a serviço da exploração e da desigualdades dos povos? Será que é isso mesmo que está em questão?

Vamos nos perguntar: a quem interessa um ataque ao patrimônio cultural, a autoestima e a imagem do nosso país? De forma tão contextualizada e pontual?

Temos uma herança de colonização do pensamento e subestimação da nossa capacidade crítica. Mais uma vez iremos nos permitir as manipulações politicas mediadas pela tecnologia interativa tendenciosa?

Não vamos negar o nosso país, torcer pelo seu fracasso, queremos construir a imagem de que lutamos pelo Brasil, vestindo a camisa dele e não a queimando, vamos às ruas de verde e amarelo, deixar o coração acelerar, torcer pela nossa seleção, pelo hexacampeonato, torcer pelo nosso BRASIL, torcer pela nossa vitória, como sempre fizemos, antes e também depois da copa!

(*)Carla Liane N. dos Santos e Drª em Ciências Sociais-UFBA, Profª Adjunta da Universidade do Estado da Bahia, Vice-Reitora da UNEB.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
junho 2014
D S T Q Q S S
« mai   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930