hanna thame fisioterapia animal
bahiagas livros do thame

Archive for outubro 25th, 2012

A SAGA DE CREPUSCULO CHEGA AO FINAL

VEJA O TRAILER DA SAGA DE BELLA E EDUARD E OS VAMPIROS QUE SE UNIRAM AOS LOBISOMENS

LEILÃO DE VIRGINDADE: DONO DE PUTEIRO DE LUXO DIZ QUE INGRID PEDIU r$ 100 MIL PARA TRANSAR COM ELE.

De R$ 100 mil para R$ 1,5 milhão: manter a virgindade rendeu mais do que a Bolsa de Valores

O autodenominado “Rei da Noite” paulistana, Oscar Maroni, dono do mítico clube privê Bahamas, onde circulavam 150 das mais lindas garotas de programa de São Paulo, “2.000 relações sexuais no currículo”, vangloria-se: “Há dois anos, Ingrid Migliorini, a virgem Catarina ofereceu-se para mim por R$ 100 mil.”

Segundo Maroni, a jovem procurou-o no Bahamas, já então fechado pela Prefeitura de São Paulo sob a acusação de ser um prostíbulo de luxo. Um segurança forneceu a ela o número de celular do empresário (que não por acaso termina com a sequência 6969), e o contato foi feito. Maroni conta que aproveitou um fim de semana e deslocou-se para o aeroporto de Navegantes, que serve o litoral norte de Santa Catarina.

“Pode perguntar para ela. Ela lembra do meu nome. Passamos um final de semana juntos”, diz o empresário. Ontem, quando foi batido o martelo no leilão internacional pela virgindade de Ingrid (aliás, vencido por um japonês que se identifica apenas por “Natsu”, lance de US$ 780 mil ou R$ 1,58 milhão), a Folha procurou a dona do hímen, que se encontra na Austrália.

Read the rest of this entry »

ESTADOS VIZINHOS QUEREM ARRANCAR UM PEDAÇO DA BAHIA

vizinhos tentam nova conquista do Oeste. Baianos tem que resistir.

Estados vizinhos à Bahia como Tocantins, Goiás, Minas Gerais e Piauí reivindicam pedaços de terras férteis do oeste baiano, região considerada um dos maiores celeiros agrícolas do Brasil. As unidades da federação pregam o divisor de águas para delimitar o que é território baiano das áreas pertencentes aos estados reclamantes. Segundo reportagem publicada pelo Tribuna da Bahia nesta quinta-feira (25), líderes do agronegócio baiano defendem a demarcação a partir da Serra Geral. A questão foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF), onde tramita a Ação Cível Originária (ACO) 347 e deve ser tema de uma audiência de conciliação marcada pelo ministro Luiz Fux, no dia 13 de novembro, em Brasília.

Uma missão de agricultores da região oeste tem uma outra audiência marcada com o governador Jaques Wagner na próxima sexta-feira (26). A intenção é municiar o poder público com o máximo de informações para que este possa integrar a defesa dos interesses da Bahia e do agronegócio local. O dirigente classifica a mudança como “uma divisão do Estado, sem plebiscito”. A perda para a Bahia em favor dos estados litigantes será da ordem de 95,3 mil hectares em área de grande desenvolvimento agrícola. Para Fux, o problema pode gerar insegurança jurídica e ter desdobramentos de natureza jurídica, política e social, “exigindo uma solução célere por parte do Judiciário”.  Foram convocados a comparecer ao encontro o governador, secretário estadual de segurança, procurador-geral e o procurador-chefe da representação em Brasília de cada um dos estados envolvidos na disputa.

Marcelo Ganem lança CD Amoroso Chocolate em Paris

O músico e compositor Marcelo Ganem embarca na próxima sexta-feira, 30, para a segunda participação no 18º Salon Du Chocolat de Paris, onde apresentará ao público europeu seu novo CD – Amoroso Chocolate. O maior evento mundial do setor de chocolate gourmet acontece de 31 de outubro de a 4 de novembro, no pavilhão Ponte de Versailles, reunindo fabricantes, autoridades e amantes do alimento considerado “o néctar dos deuses”.

Marcelo Ganem acompanha a comitiva brasileira a convite do presidente da Câmara Setorial do Cacau e do Instituto Cabruca, Durval Libâneo Mello e faz duas apresentações, nos dias 2 e 3 de novembro. Espera subir ao palco ao lado do percussionista itabunense radicado em Londres, Cláudio Kron e prepara apresentações em Buenos Aires, no retorno da temporada francesa.

O artista festeja a oportunidade de mostrar ao mundo a música inspirada na Mata Atlântica que cerca as produções de cacau no Sul da Bahia. “Agradeço e comemoro a grandeza de conviver com este patrimônio natural, cultural e histórico neste pedaço de terra onde Brasil nasceu e que gerou seres iluminados, como Jorge Amado e outros grandes”, diz, Marcelo.

ARAGUAIA: UMA FERIDA ABERTA NO CORAÇÃO DA SELVA

Guerrilha do Araguaia ”deixou marcas profundas que não tem como apagar”. Entrevista especial com Sônia e Tânia Haas

“Ele perseguia um ideal, e isso tem a ver com a formação que tivemos em casa, de ter um olhar humanitário, de se preocupar com o próximo”, dizem  as irmãs do médico gaúcho, assassinado na Guerrilha do Araguaia há 40 anos. 

Confira a entrevista, publicada no site  do    Instituto Humanitas Unisinos – IHU é um órgão transdisciplinar da Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos, em São Leopoldo, RS

 

Sônia Tânia Hass são duas gaúchas que tiveram suas vidas marcadas pela ditadura militar. Ainda hoje elas carregam lembranças tristes desse período e tentam esclarecer fatos que, por vezes, insistem em ficar esquecidos. Elas são irmãs do médico são-leopoldenseJoão Carlos Haas (foto), militante do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), assassinado durante a Guerrilha do Araguaia, em 1972. Ainda crianças, quando João Carlosfiliou-se ao partido, Sônia Tânia perderam o contato com o irmão e tiveram notícias dele através das cartas que enviava. “Essas cartas eram muito genéricas. Ele sempre escrevia: ‘não se preocupem comigo, estou bem, estou fazendo o que gosto’ (…). Ele dizia que logo poderíamos nos ver e matar a saudade. Mas nunca dizia onde estava morando, e não tínhamos como enviar cartas para ele”, conta Sônia. “Nos domingos, sempre esperávamos por ele na frente de casa, sentadas em um banco. Continuamos esperando todos os domingos, por muito tempo”, recordaTânia. A última carta do irmão chegou em julho de 1968. Ele morreu em 1972, mas a família só soube em 1979.

Com a abertura democrática, Sônia Haas engajou-se na luta pela busca dos desaparecidos políticos e, desde então, fez algumas visitas ao Araguaia, onde seu irmão foi enterrado. “Ainda suspeitamos que João Carlos esteja enterrado no cemitério de Xambioá, e se Deus quiser ainda vamos encontrar seus restos mortais. Nós, familiares, tivemos que ter muita coragem para remexer nesta história, porque não era fácil, sempre sofremos pressões indiretas (…). Cada familiar é engajado na luta coletiva, mas a busca é por cada um dos nossos entes queridos, é pelo resgate da história e a conquista da dignidade do sepultamento”, disse à IHU On-Line, quando esteve, recentemente, em São Leopoldo para participar de uma homenagem feita ao seu irmão pela prefeitura do município.

Quarenta anos depois, Sônia avalia que o irmão foi motivado a participar da Guerrilha do Araguaia porque queria “salvar vidas, ajudar o próximo, ao ver a pobreza do Brasil, o descuido com a educação, com a saúde, com a gestão pública”. Na entrevista a seguir, ela e a irmã Tânia falam das angústias vividas nesse período e das dificuldades de recontar essa história nos dias atuais. “O triste é que tivemos que garimpar tudo por nós mesmas durante muito tempo, porque não recebíamos apoio do Estado. Hoje existe um movimento de responsabilidade da União que faz essas buscas, mas porque está cumprindo uma sentença da Corte Interamericana de Justiça. (…) A União não teria condições de fazer nenhum trabalho hoje se nós não tivéssemos buscado informações sobre os desaparecidos logo após a ditadura. A história estaria mais esquecida ainda e nossa luta ficaria sem bases”, lamenta.

Sônia Haas é publicitária formada pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos e gestora de Comunicação e Cultura na Companhia de Gás da Bahia – BAHIAGAS, em Salvador, BA. Tânia Haas Costa é formada em Química, e leciona na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS.
Confira a entrevista. 

Read the rest of this entry »

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
outubro 2012
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031