hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Archive for setembro 12th, 2011

LEIAUTE COMEMORA PREMIO EM GRAMADO

A agencia Leiaute está fazendo uma campanha de divulgação sobre a conquista do prêmio Galo de Bronze no Festival Mundial de Publicidade de Gramado. O vídeo será exibido no Circuito de Cinema – Sala de Arte (Salvador), no site da Leiaute (http://www.leiaute.com.br ) e divulgado nas redes sociais. Ele faz parte de uma campanha composta também por anúncio de jornal (em anexo) e outdoor.

Vale a pena conferir. É talento puro!

DESARME-SE

A Campanha Nacional do Desarmamento 2011 – Tire uma arma do futuro do Brasil entra nesta segunda-feira (12/9) em sua segunda fase. Novas peças publicitárias – filmes para TV e internet, site, spots de rádio, cartazes, mobiliário urbano – foram baseadas em depoimentos reais de pessoas que perderam familiares. O objetivo é ampliar o diálogo com a sociedade para sensibilizar do perigo de ter armas e assim mobilizar cidadãos a entregarem as suas.

 O material já está disponível no novo site (www.entreguesuaarma.gov.br) e a cerimônia será transmitida ao vivo pela Internet, pelo link http://video.mj.gov.br/aovivo . A cobertura também será realizada pelas redes sociais da campanha – Twitter. Facebook, Orkut, Youtube e Soundcloud (links abaixo).  Na ocasião, será apresentado balanço das armas recolhidas na primeira fase da campanha.

Certificação do cacau debatida na Aliança dos Países Produtores

paises produtores discutem alternativas para o cacau

O secretario de relações internacionais do Ministério da Agricultura, Célio Porto, representou o ministro da agricultura, Mendes Ribeiro Filho, na abertura do Workshop Internacional sobre Certificação de Cacau na 74ª assembléia da Aliança dos Países Produtores de Cacau (Copal, sigla em inglês).

O workshop pretende encontrar um modelo comum de certificação do cacau entre os países membros da Copal. Para isso, cada país apresentará, até a tarde de amanhã, os passos que estão utilizando para certificar o fruto em seu país. Para Célio Porto, processos de certificação, padronização e indicação geográfica privilegiam a rentabilidade do produtor. “Com o produto certificado, a remuneração ao produtor melhora e a qualidade do produto aumenta”, acredita Porto.

O diretor da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), Jay Wallace da Silva e Mota, saudou as delegações dos países participantes, tendo realçado que as propostas à mesa do Workshop estão sendo debatidas desde a reunião da Malásia. A Ceplac é responsável pelo desenvolvimento da pesquisa, extensão rural e discussão de temas relativos à cacauicultura brasileira junto a organizações internacionais.

O presidente do comitê dos peritos de mercado, Edem Amegashie, citou a importância deste workshop de certificação para o mercado de países produtores. Segundo ele, a Europa e o Japão pretendem, até 2020, ter apenas chocolates certificados nas gôndolas e esta tende a se tornar uma estratégia global. O secretário-geral em exercício da Copal, Anuar Khabar, representante da Malásia, diz que pretende dividir o modelo já aplicado em seu país e acredita que a certificação do cacau é importante tanto pelo valor agregado ao produtor quanto pela qualidade que terá o produto final.

Atualmente a Copal é composta por 10 países membros: Brasil, Camarões, Costa do Marfim, Gabão, Gana, Malásia, Nigéria, República Dominicana, São Tomé e Príncipe e Togo. Os países membros representam 75% da produção mundial de cacau.

 

 

Mulher presa com 71 pedras de crack

         Última remanescente de uma quadrilha de traficantes que começou a ser desarticulada em maio pela equipe da Delegacia Territorial (DT) de Pojuca, Zenilda Macedo Santos, 37 anos, foi capturada na última sexta-feira (9), depois de ser localizada em Imbassaí, onde estava escondida desde a prisão dos comparsas. No momento da prisão, ela levava71 pedrasde crack numa bolsa feminina e estava acompanhado do filho adolescente.

         Segundo o delegado Geovane Paranhos, titular da DT Pojuca, Zenilda vinha sendo investigada desde abril e com a prisão do líder do bando, Antônio Dias de Jesus, assumiu a liderança da quadrilha. Autuada em flagrante por tráfico de drogas, formação de quadrilha e corrupção de menor – ela alegou que a droga apreendida era do filho de 17 anos.

         Zenilda estava com um mandado de prisão em aberto e ficará custodiada à disposição da Justiça. Em maio deste ano, a equipe da delegacia capturou os demais integrantes da quadrilha identificados como Luiza Santos de Jesus, seu irmão Tiago Santos de Jesus, o “Tiago Gordo” ou “Sapão”, e Gleice Alcântara Rosedal, a “Xuxa Preta”.

 

VIGILANTES EM GREVE

a precaver não é precavida e os vigilantes não vão vigiar

Os vigilantes que atuam nas agências do Banco do Brasil e Banco do Nordeste fazem hoje uma paralisação de advertência contra a terceirizada  Precaver.

            De acordo com o sindicato da categoria, a empresa não tem nada de precavida, já que atrasa o pagamento dos salários e o fornecimento de ticket refeição e vale-transportes, além de não fazer o recolhimento do FGTS.

            Caso os salários não sejam normalizados até hoje à noite, os vigilantes ameaçam fazer uma paralisação por tempo indeterminado. A Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) apóia o movimento.

            A greve atinge as agências do BB e do BN em Itabuna, Eunápolis e Itajuipe.

Ilhéus discute simplificação do registro e legalização de Empresas e Negócios

Juceb e ACI atuam em parceria

Com o objetivo de agilizar a o processo de implantação da Rede Nacional de Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios – Redesim, a Junta Comercial da Bahia – Juceb fará reunião, às 15 horas, desta  terça-feira (13) no salão nobre da e a Associação Comercial de Ilhéus – ACIlhéus, Pç. J.J. Seabra, 39. De acordo com o presidente Juceb, Carlos Henrique Martins, será apresentado o Sistema Integrador – Regin, que viabiliza o processo de abertura, legalização, alteração e fechamento de empresas, simplificando procedimentos e reduzindo a burocracia hoje existente.

O presidente da Juceb, Carlos Martins, explica que o sistema proposto à prefeitura de Ilhéus -já está funcionando em todos os Escritórios da Junta -, fará a integração de todos os processos dos órgãos e entidades responsáveis pelo registro, inscrição, alteração e baixa das empresas, por meio de uma única entrada de dados e de documentos, acessada via Internet.

A partir do Regin, ao sair da Juceb o empresário terá, além do seu ato registrado na Junta – o CNPJ, a Inscrição Estadual, o protocolo do Alvará de Funcionamento junto à Prefeitura Municipal, da vistoria no Corpo de Bombeiros e do Alvará Sanitário na Vigilância Sanitária.

O presidente da Associação Comercial de Ilhéus, Nilton Cruz destaca as vantagens da utilização do Sistema Regin para as Instituições como a unificação e centralização na Junta Comercial da entrada de todos os documentos e das informações cadastrais da empresa. O fato das informações das atualizações feitas na Juceb serem enviadas eletronicamente às entidades conveniadas para que essas possam atualizar seus cadastros diminui a evasão de recursos para o Município, além de reduzir o numero de pessoas nos setores permitindo a relocação e fortalecimento de pessoal nos setores de fiscalização.

Walter Pinheiro e Aloysio Nunes defendem fim do sigilo eterno de documentos

a quem interessa o silêncio?

A defesa pelo fim do sigilo eterno de documentos uniu os senadores Walter Pinheiro (PT-BA) e Aloysio Nunes (PSDB-SP), que assinam juntos o artigo “Tempo de Cidadania”, publicado no jornal Folha de São Paulo.

No texto, os parlamentares defendem a aprovação do projeto de Lei nº 41, que “impõe a divulgação das informações desclassificadas pela internet, a revisão ativa do sigilo de documentos, a criação de um órgão composto por representantes dos três poderes para decidir em última instância sobre a classificação de documentos sigilosos (a Comissão Mista de Reavaliação de Informações) e o acesso facilitado às informações ao cidadão comum. Ademais, o PLC 41 acaba com o injustificável sigilo eterno de documentos”. 

 

Pinheiro e Nunes também criticam o substitutivo apresentado pelo senador Fernando Collor (PTB-AL), que, entre outras objeções, propõe reintroduzir o sigilo eterno de documentos à proposta, alegando que “o PLC41 provocará imenso `Wikileaks´ oficial, que comprometerá as relações internacionais do País, sua integridade territorial e a soberania nacional em sentido lato”.

Indo de encontro ao parlamentar alagoano, Pinheiro e Nunes defendem a aprovação do texto original do projeto, que tramita no Senado com regime de urgência e conta com o apoio de partidos da base e da oposição. “A obsessão pelo sigilo não impediu que ditaduras da América Latina, do Leste Europeu e, agora, do mundo árabe, ruíssem como castelos de cartas. A única soberania estável é a soberania democrática, baseada no livre convencimento e na plena informação aos cidadãos”,

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
setembro 2011
D S T Q Q S S
« ago   out »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930