hanna thame fisioterapia animal
universidade lasalle livros do thame

Archive for agosto 27th, 2011

Políticos e fraldas de bebês devem ser trocados

com freqüência, sempre pelos mesmos motivos

frase enviada pelo internauta Carlos Santana,itabunense radicado em Fafe, Portugal

 

EM DISCUSSÃO, OS RUMOS DA LAVOURA CACAUEIRA

não basta ser cacau, tem que ser chocolate

A Câmara Setorial do Cacau se reúne no próximo dia 31 em Brasilia. Entre os temas debatidos estão a apresentação Frente Parlamentar daAgropecuária, a  caracterização das Cabrucas no Sul da Bahia, a inserção do Cacau da Bahia e Espírito Santo no Código Florestal  e criação do Comitê de Prevenção à Monilíase do cacaueiro a agregação de valores da                                 cacauicultura, as metas da Cadeia produtica de cacau  com o programa de incentivo à  industrialização e o projeto de Lei apresentado pelo deputado federal.Geraldo Simões, que flexibiliza a renegociação dos débitos dos produtores de cacau.

 O encontro também discutirá as ações de fiscalização e cuidados sobre desinfecção na origem do produto nas importações de cacau e o Programa Qualidade do Cacau Brasil. A Câmara Setorial do Cacau é presidida por Durval Libânio.

 

O pedreiro, as pedras e as pedrinhas

O   pedreiro Antônio Jorge Gonçalves Dias, o “Jorge”, 33 anos, foi preso por policiais militares da 20ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), em uma ação que contou com apoio de investigadores da 3ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Santo Amaro, em um barracão, no bairro Ladeira das Virgens, em Santo Amaro.

Com ele, os policiais encontraram 189 pedras de crack, 167 papelotes de maconha, sete cigarros de maconha, oito trouxinhas de cocaína, R$ 142,45 em dinheiro, uma carteira de habilitação (CNH) falsa, uma moto Honda, placa GYF 0932, e um Corsa sedan, cor cinza de placa JOR 4480. No interior do veículo foi encontrado um cartucho calibre 38.

         Os dois veículos, encontrados num barracão da Ladeira das Virgens, estão no nome dele, quitados e com o licenciamento em dia, algo incompatível para alguém com a sua profissão, cujo ganho médio por dia é de R$ 25,00. Aos policiais, no entanto, “Jorge” afirmou que o carro e a moto foram comprados pela mãe, gari aposentada da prefeitura de Santo Amaro, que passou para o nome dele.

Quanto as drogas, Antônio Jorge declarou tê-las comprado no bairro Tomba, em Feira de Santana. A carteira de habilitação falsa, por sua vez, foi adquirida por R$ 200,00 em Salvador, no Carnaval de 2010.  O ajudante de pedreiro estava sendo investigado pela polícia e foi preso logo após ter vendido duas pedras de crack a um usuário. Antônio Jorge, que está custodiado na 3ª Coorpin à disposição da Justiça, já fora preso em 2008 por porte ilegal de arma.

Bahia sai na frente e terá adição de mandioca na produção de pães

o pãozinho baiano terá farinha na receita

Exatamente um ano depois de ter debatido o assunto com os secretários de Agricultura do Recôncavo baiano, durante a VI Expomandioca, o secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, participou na noite desta quinta-feira, (25), da abertura oficial da sétima edição do evento divulgando uma notícia comemorada por todos os elos da cadeia. “Já está tramitando na Assembléia Legislativa um projeto de lei obrigando a adição de 10% de fécula de mandioca na farinha de trigo para produção de pães e massas”. Proposto pela Câmara Setorial da Mandioca e pela Seagri, com sustentação técnica elaborada por especialistas da Embrapa, o projeto foi apresentado na AL pelo deputado estadual Mário Negromonte Júnior. A Bahia é o terceiro maior produtor nacional de mandioca, perdendo apenas para o

Eduardo Salles  explicou que a Bahia, que depois de muitos anos de esquecimento entrou firme na era da agroindustrialização, já se preparou para produzir a fécula de mandioca, antes totalmente importada do Paraná. No município de Lage, já foi inaugurada a Coopamido, uma indústria de fécula e amido modificado, e no município de Vitória da Conquista já está em fase de teste e será inaugurada nos próximos dias a Coopasub Amido, uma fecularia da agricultura familiar.

ECONOMIA E SAÚDE

A Bahia começa a atender a demanda e por isso o projeto de lei propõe a introdução da fécula na massa do pão de forma gradual. “Começaremos com 2%, depois 4%, 6 e 8%, e no quinto ano chegaremos a 10%”, detalhou o secretário. Ele entende que este é mais um passo pioneiro da Bahia que logo será seguido por outros estados. “A Bahia consome 450 mil toneladas de trigo por ano. Com a introdução de 10% de fécula na massa do pão, deixaremos de importar 45 mil toneladas de trigo”, avalia Salles.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
agosto 2011
D S T Q Q S S
« jul   set »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031