WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
hanna thame fisioterapia animal

livros do thame




Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

outubro 2008
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  






PLIM PLIM EM ESPANHOL

“No es posible”. A loirinha cubana, no esplendor dos seus 17 anos, não acredita quando ouve de um indiscreto brasileiro que aquele rapagão atlético da novela tem preferências sexuais -digamos- pouco ortodoxas. E chama as amigas, que também se arvoram diante da novidade.

Deixemos o musculoso ator de lado. E falemos das novelas da Globo, que são uma verdadeira mania em Cuba. Literalmente param a ilha nos três dias da semana em que vão ao ar, sempre às 9 da noite. Roque Santeiro fez tanto sucesso por lá quanto aqui. Há cerca de um mês os cubanos acabaram de assistir Felicidade, uma trama melosa que eles adoraram. Atualmente, está passando ´Tu ódio, mi amor´, que vem a ser Pedra Sobre Pedra, ambientada na Chapada Diamantina (Bahia). As brigas entre as personagens vividas por Lima Duarte e Renata Sorrah e o amor proibido entre Mauricio Mattar e Adriana Esteves dominam as converersas.

Em Cuba, novela é coisa de criança, de jovem, de adulto, de idoso. De homens e mulheres. Quando descobrem que somos brasileiros, vão logo falando sobre as novelas. Uma enfermeira, impaciente, pede que revelemos o desfecho de ´Tu ódio, mi amor´. Não quis tirar a graça de uma das poucas diversões dos cubanos e desconversei.

As novelas, claro, criam distorções a respeito do Brasil. Um cubano de meia idade nos aborda na praça Jose Marti, em Habana Vieja, para protestar contra o regime e dizer que bom é no Brasil, onde as pessoas tem carro, conforto e as crianças tem brinquedos, doces e moram em lugares bonitos. Duro é convencer um sujeito desses que a novela mostra um Brasil de mentirinha e que existem cerca de 30 milhões de pessoas (três Cubas!) vivendo em situação de miséria absoluta.

“Temos consciência desse problema e procuramos fazer uma análise crítica das novelas”, diz o jornalista Alberto Garcia. Esforço inútil. Até Fidel se rendeu aos encantos das novelas globais e recebe com inegável prazer artistas em visita ao país. Regina Duarte é popularíssima por lá, idem Lima Duarte, idem Antonio Fagundes e por ai vai, numa lista interminável.

Hay que endurecer, pero sem perder las novelas jamás”. Che Guevera deve estar se remexendo na tumba.

1 resposta para “PLIM PLIM EM ESPANHOL”

  • Barreirinha says:

    Lembro em uma competição de volei alguns anos atrás (Não sei ao certo se era liga, campeonato mundial!)A seleção cubana chegou para a final no Rio de Janeiro, e a grande preocupação das jogadoras era saber quem matou Odete Roitman!!

    Chineses e russos também adoram as novelas brasileiras.

Deixe seu comentário





WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia