hanna thame fisioterapia animal
livros do thame

Vamos ser parceiros desse Papai Noel

natal-reciclaO catador  de material  reciclável José Sebastião Rodrigues, o  Telebahia  busca   parcerias  e o apoio da comunidade para proporcionar um natal alegre para crianças carentes do bairro que ele reside, o Maria Pinheiro, em Itabuna. A meta é arrecadar mais de mil brinquedos que serão distribuídos para as crianças da comunidade, área esta que a  violência predomina   e as ações sociais do poder público ainda não conseguem chegar a todos os moradores.

Os interessados em doar os brinquedos  para a Campanha natalina “Faça o natal de uma criança feliz” basta entrar em contato com Sebastião Rodrigues através do  telefone  (73) 98861-6881 . “ É só ligar que eu vou até a residência da pessoa buscar o presente. Muitos já me conhecem, sabem  o meu trabalho de reciclador, e agora estão conhecendo o meu trabalho social que tem a finalidade de trazer mais alegria para as crianças da minha comunidade tão sofrida, que é a comunidade do bairro Maria Pinheiro e da baixa fria”, explicou

Além da distribuição de brinquedos o reciclador busca o apoio para a realização de uma festa gratuita para as crianças carentes com direito a lanche,  recreação  e muita diversão para a garotada. “Para isso preciso do apoio da população quem poder ajudar a fazer um natal diferente para nossas crianças basta entrar em contato que eu vou a residência buscar o presente, a doação do lanche, precisamos formar uma corrente do bem,  estamos buscando voluntários também para o dia da ação, realizarem brincadeiras com as crianças”, concluiu.

Governador acompanha o início de operação de 3 estações do metrô

rmet-2

O governador Rui Costa e o presidente da CCR Metrô Bahia, Luis Valença, acompanharam nesta segunda-feira (5) o início da operação das estações Acesso Norte 2, Detran, e Rodoviária: as três primeiras estações da Linha 2 do metrô inauguradas pelo governo do Estado. O trecho possui 2,2 km e pode ser percorrido em pouco mais de três minutos. A visita também contou com a participação do senador Otto Alencar.

rmet1Essas estações começam a receber passageiros menos de dois anos após a ordem de serviço dada pelo governo do Estado para início das obras na Linha 2, em fevereiro de 2015. Os serviços nessa linha estão com mais de 80% de avanço físico rumo ao Aeroporto, com previsão de operação completa até final de 2017.

A Linha 2 tem o mesmo horário de funcionamento da Linha 1, das 5h à meia-noite, inclusive em feriados e nos finais de semana, com cobrança da tarifa de R$ 3,30. No metrô, o usuário pode utilizar o cartão da CCR Metrô Bahia, SalvadorCard e Metropasse.

“2016 é um marco histórico para a mobilidade de Salvador, ano em que concluímos a Linha 1 do metrô e estamos iniciando a operação da linha 2. Esse trabalho representa um grande esforço que vem sendo feito pelo governo para dotar Salvador de um dos mais modernos e eficientes sistemas de transporte de massa”, comentou o governador Rui Costa.

+| Leia a matéria completa »

Chopp de mel de cacau é apresentado no Bahia Rural Contemporânea

chopp-cacau

A primeira edição do Bahia Rural Contemporânea, evento promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), que aconteceu em paralelo à 29ª edição da Fenagro, trouxe para Salvador o chopp do mel de cacau, novidade que chegou do município de Ilhéus e vem encantando os visitantes do evento.

O chopp é fabricado artesanalmente no município de Ilhéus, no Território Litoral Sul, em parceria com a Cooperativa da Agricultura Familiar do Sul da Bahia (Coofasulba), que fornece a matéria-prima dos 420 cooperados produtores de cacau.

O “mel de cacau” é um resíduo ainda pouco utilizado que antecede a fermentação das amêndoas para produção do chocolate. De acordo com o representante da Coofasulba, Gildeon Farias, a maioria do mel de cacau é desperdiçado. “Estamos aproveitando essa matéria-prima e agregando valor ao fruto com um produto diferenciado”.

Tarifa de ônibus em Ilhéus passa a R$ 3,10

jabaoEm entrevista coletiva concedida à imprensa no auditório do Centro Administrativo, no bairro Conquista, nesta segunda-feira, dia 5, o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, anunciou que será concedido reajuste da tarifa do sistema de transporte coletivo, o que está previsto no contrato de concessão. De acordo com o prefeito, os estudos feitos no âmbito da Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (Seintra), preveem aumento na base de 10,71%, que eleva a tarifa atual de R$ 2,80 para R$ 3,10.

Segundo o prefeito, as concessionárias do Sistema de Transporte Coletivo (SIT) de Ilhéus, Viametro e São Miguel, solicitaram reajuste de tarifa para R$ 3,48, alegando o aumento dos custos de operação nos últimos doze meses e a existência da tarifa única no município. No entanto, salienta o prefeito, o reajuste, nesse patamar, sequer foi cogitado, levando em conta os impactos que acarretaria no cotidiano dos usuários.

No entanto, a medida ainda não tem data para começar a vigorar. A tarifa do sistema, que foi reajustada pela última vez em novembro de 2015, será alvo de discussão no Conselho Municipal de Transporte. O colegiado, que tem caráter consultivo, se reúne nesta terça-feira, dia 6, às 17 horas, no Palácio Paranaguá.

 Atualmente, dos 130 ônibus que operam no SIT, cerca de 40 fazem itinerário para a zona rural e cobram o mesmo valor de  tarifa paga na sede do município. Para Jabes Ribeiro, havia duas saídas para a situação: acabar com a tarifa única e prejudicar milhares de moradores da zona rural com a elevação da tarifa acima do índice da inflação, ou manter essa política baseada em estudos técnicos, socialmente mais justa, por abarcar a gratuidade de idosos e a meia passagem para estudantes

UNEB inscreve para Vestibular 2017 com 3.185 vagas

A UNEB vai abrir inscrição, no próximo dia 13 de dezembro, para o Vestibular UNEB 2017.2, exclusivamente pela internet, no endereço www.vestibular.uneb.br. Estão sendo disponibilizadas 3.185 vagas distribuídas em 112 opções de cursos de graduação presenciais, oferecidas nos campi de Salvador e outras 22 cidades baianas, com entrada para o segundo semestre de 2017.

Os interessados terão até 15 de janeiro de 2017 para garantir participação no certame. A taxa é de R$ 70. Neste ano, o processo seletivo está trazendo dois novos cursos. Os candidatos agora vão poder concorrer também às graduações em Medicina Veterinária, no Campus IX, em Barreiras, que ofertará 40 vagas, e em Administração, no Campus III, em Juazeiro, que será oferecido na modalidade semipresencial, com oferta de 40 vagas.

As provas estão previstas para serem aplicadas nos dias 23 e 24 de abril. A relação de cursos, quadro de vagas, provas, normas e cronograma da seleção constam no edital do certame. O Centro de Processos Seletivos (CPS) da UNEB reforça que as vagas reservadas para 2017.1 (entrada no primeiro semestre de 2017) serão ofertadas exclusivamente através do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), do Ministério da Educação (MEC). O quadro de vagas para esse processo é específico e será publicizado posteriormente, em divulgação alinhada com a do MEC.

Solicitação de isenção da taxa

+| Leia a matéria completa »

Homenagem a Fidel Castro em Salvador

hasta-1

O  Consulado de Cuba na Bahia promoveu neste domingo pela manhã, juntamente  com membros da Associação Cultural José Marti, Cebrabraz, entidades de solidariedade a Cuba, uma manifestação em homenagem ao Comandante Fidel Castro.

“O grupo de simpatizantes, postando faixas e cartazes com frases “Viva Fidel”, Yo soy Fidel” e “Hasta Siempre Comandante”, saíram pelas ruas do bairro da Barra com destino a praia onde jogaram flores em homenagem a Fidel Castro.

A marcha recebeu aplausos e os carros que passavam buzinavam em apoio.

hasta-2

Também foram ouvidos alguns gritos de “Vai pra Cuba” e os simpatizantes de Fidel do Comandante respondiam pedindo a eles que dessem vivas para Geddel, Temer e Cunha.

As cinzas de Fidel Castro foram depositadas ontem em Santiago de Cuba, após uma marcha que saiu de Havana. Milhões de cubanos participaram das homenagens ao líder da Revolução.

hasta-3

Rui destaca geração de emprego nas obras do metrô

met-13

A geração de emprego na construção do metrô foi destacada pelo governador Rui Costa durante o início de operação, nesta segunda-feira (5),  das estações Acesso Norte 2, Detran e Rodoviária, que integram a Linha 2. Ao todo, são 8.500 trabalhadores contratados pela CCR Metrô Bahia, entre os que estão executando as obras e os que operam o sistema. Rui aproveitou a oportunidade para parabenizar esses operários.

“Isso nos orgulha muito. São 8.550 famílias tirando o seu ‘ganha pão’ das obras do metrô, enfatizou Rui, ressaltando os 14 anos em que a obras se arrastaram, servindo até de brincadeiras em outros estados. “Chamavam de metrô calça curta. Agora, em três anos, estamos com a obra em ritmo acelerado, cronograma dentro do prazo e estimativa de público dentro do projetado”.

Rui anuncia nova isenção de ICMS para incentivar ampliação da integração metrô x ônibus

metEm sua chegada para visita à Linha 2 do metrô, que começou a operar nesta segunda-feira (5), o governador Rui Costa afirmou que, até maio, o Metrô chegará à Estação de Pituaçu, desafogando o trânsito na Avenida Paralela e facilitando a vida de quem mora e trabalha na região. A previsão é que já no final de 2017 o serviço esteja funcionando até Lauro de Freitas. Rui também destacou que tem tomado medidas para acelerar a integração dos ônibus ao sistema metroviário.

“Já demos 1% de isenção de ICMS no preço do diesel para as empresas de transporte coletivo, como incentivo para ampliar a integração dos ônibus ao metrô. Vamos dar mais 1% de isenção, pois acelerar a adesão das empresas à integração é muito importante para a população, já que o transporte pesará menos no seu bolso”, afirmou Rui.

Ele também lembrou que, desde que o Governo do Estado assumiu o metrô, as obras avançaram em ritmo acelerado. “Agora, estamos iniciando a operação da Linha 2, com três novas estações – Acesso Norte 2, Detran e Rodoviária. É importante lembrar que, quem vier da Linha 1, pode fazer a migração para Linha 2 e ganhar mais tempo no seu deslocamento pela cidade”.

Construtora explica andamento da obra da ponte estaiada de Ilhéus

oas-2

A construtora OAS emitiu nota pública sobre o andamento da obra de construção da segunda ponte Centro-Pontal, em Ilhéus, que será a primeira ponte estaiada da Bahia. A empresa, contratada pelo Governo da Bahia, está atuando através do canteiro de obras instalado na Praia do Cristo, no centro da cidade. Atualmente, está em execução um aterro provisório no local para dar suporte ao processo de construção do mastro central que sustentará os estais – cabos de aço de alta resistência.

A ponte ligará a orla central à orla sul, entre a Praia do Cristo e o Morro de Pernambuco, com extensão de 533 metros e largura de 25,30 metros. O equipamento terá quatro faixas de rolamento para veículos, uma ciclovia e uma faixa exclusiva para pedestre, de forma a contribuir para a melhoria da mobilidade urbana na cidade.

oas-1De acordo com a construtora, após a conclusão do aterro provisório no lado norte, os equipamentos serão enviados para o lado sul, no Pontal, onde será feito outro aterro provisório, em menor dimensão, mas seguindo a mesa metodologia de trabalho. Alerta que esses aterros não serão conectados, o que garante a permanência do canal de navegação para as embarcações.

A empresa explica que nesses aterros provisórios serão executadas as etapas civis da construção da ponte, como estacas, blocos de fundação, pilares, vigas, montagem de pré-moldados, colocação de estais, concretagem da laje, entre outros. O acesso ao canteiro de obras se dá pela Praia do Cristo. A OAS garante que o estacionamento e o movimento turístico no local serão mantidos, devendo-se observar a sinalização para o trânsito.

 

Estudantes da Educação Profissional prestam atendimento à comunidade em Itororó

itor-1A Praça Coronel João Borges, localizada no centro de Itororó  se transformou no CETEP Shopping.  No local, os estudantes, que fazem os cursos técnicos de nível médio no Centro Territorial de Educação Profissional do Médio Sudoeste da Bahia (CETEP), prestaram atendimento gratuito à comunidade em diferentes áreas, vivenciando um pouco da rotina de suas futuras profissões.

A estudante Marcília Costa, 36, que faz o curso técnico em Enfermagem, prestou atendimento no estande do Eixo Tecnológico de Saúde, que também inclui orientações dos estudantes do curso técnico em Análises Clinicas. “Oferecemos serviços como aferição de pressão arterial, teste de glicemia, massagens relaxantes, argiloterapia e chás fitoterápicos. Esta é uma grande oportunidade de por em prática o que aprendemos durante o curso”, destaca.

Dona Maria Luiza Santos, estava passando pela praça quando soube da novidade e fez questão de conhecer os estandes. “Aproveitei para receber uma massagem e gostei muito do serviço oferecido. Os estudantes estão de parabéns porque são educados e bem preparados para atender o público”, comemora.

+| Leia a matéria completa »

Estudantes interagem com fábricas de chocolate no Sul da Bahia

choco-1Os estudantes do curso de pós-graduação em Negócios de Cacau e Chocolate da Faculdade de Ilhéus  concluíram os módulos Práticas de Produção de Chocolate e Higiene e Legislação Aplicada a Chocolate, ministrados pela professora Neyde Alice Bello Marques Pereira, pesquisadora de Tecnologia e Ciências Agrícolas da CEPLAC – Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira. A partir desse ciclo, os pós-graduandos estão intensificando o processo de interação com fábricas de beneficiamento de Cacau instaladas em Ilhéus.

Acompanhados pela professora que ministrou as disciplinas, os estudantes e empreendedores visitaram a Fábrica de Chocolates Mendoá, na Fazenda Riachuelo, instalada na rodovia Ilhéus/Uruçuca, e a Fábrica de Chocolate da CEPLAC, no Centro de Pesquisa do Cacau (Cepec), localizado na rodovia Ilhéus-Itabuna. Neste sábado e no domingo, 3 e 4 de dezembro, eles participam de uma aula sobre Aplicações em Chocolataria, com a maître chocolatier Mirian Rocha Pinkowski, no Centro de Inovação de Cacau da Joanes/Olam, recentemente inaugurado no Distrito Industrial de Ilhéus.

+| Leia a matéria completa »

OS REVOLUCIONÁRIOS DO PRAZER

Antes de Revolução liderada por Fidel Castro, Cuba era o bordel dos Estados Unidos. A afirmação não contém qualquer exagero e é confirmada pelos próprios cubanos. A jogatina e a prostituição faziam as delícias dos norte-americanos, numa ilha perto da casa deles. Cassinos e prostíbulos eram controlados pela máfia, numa espécie de território livre.

Tempos depôs, Fidel se orgulharia de ter acabado com a prostituição no país, alardeando o fato como uma das conquistas da revolução socialista. Com a abertura para o turismo, Fidel só não vê o ressurgimento da prostituição de larga escala em Cuba se ficar trancafiado em alguém bunker. E ainda assim com os olhos vendados.

Tem-se a impressão de que a prostituição não é apenas tolerada, mas incentivada. Afinal, os dólares gerados pelo mercado do sexo permanecem no país. A atividade é acintosa. A nossa permanência em Cuba coincidiu com a realização do Congresso Mundial de Pedagogia, que reuniu cerca de 5 mil educadores de 40 países.

Houve um determinado momento em que, num dos mais luxuosos hotéis de Havana, só era possível distinguir hóspedes de prostitutas e prostitutos pelas roupas e pelos modos (os cubanos usam roupas modestas e não conseguem esconder o constrangimento ao serem usados como objeto).

O tal congresso deve ter afetado os preços. Uma jinetera, como elas chamam as prostitutas, cobrava entre 30 e 50 dólares por uma noite de sexo. Em condições normais, o preço não ultrapassa 20 dólares, com direito à negociação. As histórias são sempre as mesmas: “a situação está difícil”, “preciso de dinheiro pra sustentar a família”, “não tenho outra opção” e outras frases feitas do gênero. A garota M., uma loirinha de 22 anos, divorciada, mãe de um menino, começou a noite cobrando 50 dólares. Lá pelas três da madrugada, recusada por um brasileiro e por um venezuelano, o preço já estava em 20 dólares.

S. de 21 anos, e R. de 20, ambas enfermeiras, faziam ponto num hotel afastado de Havana, que serviu de hospedagem aos atletas que disputaram os Jogos Panamericanos em 1991. O preço da noite: 30 dólares, fora as bebidas. Acrescente-se ao programa pelo menos 10 dólares, que é a propina cobrada pelos porteiros dos hotéis, chamados de custódios, zelosos amigos que se incumbem de ir buscar a jinetera no quarto, antes que o dia amanheça. Aliás, os porteiros e recepcionistas dos hotéis ficam cegos, surdos e mudos diante de uma notinha de 10 dólares (notinha para nosotros, obviamente).

Jineteras e jineteros não são propriamente profissionais do sexo. Se envolvem a ponto de levarem o parceiro ou a parceira para conhecer a família e, não raro, deixam de cobrar a partir do segundo encontro, contentando-se com perfumes, batons, cigarros ou roupas. A professora K, de 23 anos e aparência de 30, se contentava com uma camisa ou, quem sabe, 5 dólares para comprar alimentos para os dois filhos pequenos.

Sintoma da escassez de comida, a primeira coisa que as jineteras costumam pedir é um lanche, que devoram com felicidade de quem come um prato de caviar. Transar depois de uma cena dessas é para quem tem a sensibilidade de uma pedra.

Ao contrário do Brasil, a prostituição masculina é às claras. Eles fazem a abordagem e se a mulher entra na conversa, está fisgada. Respeitáveis senhoras de meia idade fazem a festa. Uma professora colombiana, simpática nos seus presumíveis 60 anos e dona de respeitável situação financeira, pelas jóias que ostentava, era vista durante o café da manhã do restaurante de um hotel, cada dia com um jinetero diferente. Tinha o semblante feliz de quem passara uma noite esplendorosa.

Congresso de Pedagogia? Só se for de Sexologia. O comentário, evidentemente, partiu de um brasileiro. Puro despeito.

Os jineteros se definem como guias turísticos. Eufemismo desnecessário. L., de 29 anos, prefere contar vantagem: “tem uma italiana, rica, casada, que vêm aqui uma vez por ano, só pra transar comigo. Me dá mil dólares. Também tenho uma amiga espanhola e outra alemã. Vivo disso e acho normal”. Mil dólares pode ser um exagero, mas as “amigas” não, a julgar pela quantidade de “guias turísticos” que se colocam à disposição das estrangeiras. “Eles são tão doces, carinhosos”, confidenciou uma professora brasileira, que revezou suas atenções com dois cubanos, um loiro, outro mulato. O loirinho, mais sortudo, teve direito a festa de despedida.

Nos dois últimos dias do Congresso de Pedagogia, a coisa ficou mais discreta, embora o vai-e-vem (nos dois sentidos) nos hotéis continuasse intenso. Transformar-se num paraíso de turismo sexual é tudo o que Cuba não quer, porque isso afasta os turistas mais endinheirados e atrai apenas os operários de países onde o padrão de vida é mais elevado, fenômeno que ocorre em algumas capitais nordestinas no Brasil como Recife e Fortaleza.

“A prostituição é o preço mais desgraçado que se paga por abrir Cuba aos turistas e conseguir dólares tão necessários para manter a Revolução”. A frase é do médico Zenóbio Gonzáles, diretor do Hospital Hermanos Ameijeiras, o principal de Cuba.

Suprema ironia: jineteras e jineteros, com suas armas pouco convencionais, ajudam a salvar o socialismo.

Revolucionários, porque não?

_____________

PS- À frase do dr. Zenóbio, seguiu-se um choro mal disfarçado. É fácil mostrar o esfacelamento de um país. Difícil é compreender a alma de um povo que luta não apenas pela sobrevivência, mas para manter a cabeça erguida. Por respeito a essa alma indevassável, omitimos os nomes dos jineteros e jineteras aqui citados, embora as pessoas e situações sejam reais.

Daniel Thame
Daniel Thame, jornalista no Sul da Bahia, com experiência em radio, tevê, jornal, assessoria de imprensa e marketing político danielthame@gmail.com

Busca por data
dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031